Foto: Divulgação Honda

Vela, Torque x Potência, xenon a xtz, Ceriani

Foto: Divulgação Honda

Foto: Divulgação Honda

Tenho uma Fazer e gostaria de saber quais os benefícios que terei em colocar nela um amplificador de centelha e uma vela de iridium ou com 4 eletrodos. Quais os benefícios e quais os defeitos?? Muito bom o site e espero e desejo que cresçam a cada dia mais. Abraço. :Rafael 22 Goiânia – Goiás
R: Obrigado Rafael, hoje em dia, com tanta tecnologia disponível aos fabricantes de motos e dada a necessidade de se cumprir com normas cada vez mais apertadas no que se refere ao controle de emissões os motores de hoje são cada vez mais eficientes. Para isso eles otimizam a mistura de combustível na proporção ideal de aproximadamente 14 partes de ar para uma de gasolina. Na câmara de combustão, tanto o seu perfil quanto a dinâmica do fluxo de gases pelos dutos de admissão e escape são otimizados ao máximo. A centelha e o seu tempo de disparo, como fator essencial para o resultado da queima perfeita da mistura comburente não é deixada de lado, portanto dificilmente uma alteração apenas numa área isolada, como na faísca, de toda administração do funcionamento do motor, realizada pela central eletrônica vai melhorar a performance do motor. Há que se considerar um novo mapeamento da central para uma nova dinâmica na administração do motor. Resumindo: Fica muito mais difícil melhorar uma coisa que já está quase no máximo da perfeição sem degringolar outra coisa. Teria que mexer em tudo para obter um resultado mais adequado ao uso que você pretende, isso se ele for diferente da proposta do fabricante. A vela de iridium ou 4 eletrodos propõe uma troca mais rápida do calor gerado nos eletrodos da vela. Por ser fabricado com material mais nobre com características especiais consegue-se um controle térmico nos eletrodos mais eficiente. Em casos extremos ou por um capricho elas podem proporcionar um rodar mais controlado com menos efeitos de superaquecimento na câmara de combustão (detonação). Então em alguns casos, de uso extremo o uso desse tipo de vela é aconselhado. Quanto ao amplificador de faísca não vejo grande vantagem, se a administração do motor não for reconsiderada como um todo, porque esse aumento sem reconsiderar os tempos de injeção, avanço da ignição etc. não vai surtir nenhum efeito, pode-se até perder energia mecânica do motor para conseguir aumentar a energia da faísca, que não retornaria ao sistema. O que esses amplificadores fazem e surte efeito é retirar o limitador de rotação máxima e continuar o avanço da ignição e injeção para mais potência. O custo disso a gente já conhece, a durabilidade do motor (e garantia) fica comprometida.

Foto: Divulgação Garini

Foto: Divulgação Garini

Tenho uma dúvida quanto ao torque máximo das motos. Tenho uma Hornet 2008 e seu torque máximo segundo manual do fabricante é de 6,53 kgf.m aos 10.500 rpm. Ao ultrapassar os 10.500 rpm, o torque permanece os mesmos 6,53 ou ocorre alguma queda , assim como acontece com a potência ao ultrapassar os rpm da potência máxima? :Fábio 32 Santo André SP
R: Fábio, O torque, como a potência variam conforme a rotação. Normalmente, nas medições em dinamômetros coloca-se essas informações num gráfico com duas curvas, uma para o torque e outra para a potência. Repare que a unidade de medida do torque é Quilograma força por metro, isso equivale à força de um quilo aplicado num braço de alavanca de um metro de comprimento. Esse é o torque percebido do outro lado dessa alavanca e nessa medição não se considera nenhum trabalho. Para a unidade de potência avalia-se um tempo para a realização de um trabalho determinado, por exemplo. Quando foi preciso determinar a potência de uma locomotiva os engenheiros da época amarraram um peso para um cavalo arrastar, esse foi o trabalho a se considerar. Se a locomotiva realizasse o mesmo trabalho no mesmo tempo isso equivaleria a um cavalo-vapor. Assim foi que se determinou a primeira unidade prática de medição de potência. Hoje, existem outras unidades mais precisas. Mas para percebermos que o torque e potência são medidas muito relacionadas isso já é suficiente. abraços,

Alguém pode me dizer se o kit xenon é compatível para motos XTZ(x) 125cc e quais o benefícios ou malefícios que ele pode trazer. Obrigado. Laércio 60 Ibimirim – Pernambuco
R: Laércio, não acho que os kits xenon compensam. Dificilmente você vai encontrar um perfeitamente compatível com seu bloco óptico do farol. Ele foi projetado para outro tipo de lâmpada e existe uma questão legal que acima de 4000K não pode ser utilizado. O que é possível fazer é colocar uma lâmpada com um pouco mais de potência, mas do mesmo tipo. Além disso espectro azul em moda hoje não favorece a visão noturna. Procure a mais branca possível. Procure por mais informações nos foruns do Motonline. Abraços

Boa tarde Bitenca, fiz o que vc recomendou, comprimi a bengala e coloquei oleo ate chegar a 130mm do topo da bengala, e ficou otimo, muito obrigado pela dica. Tenho outra pergunta, toda moto usa esses 130mm? Ou cada moto tem uma medida diferente? Jailton 25 Sao Paulo, SP
R: Não Jailton, cada uma tem uma medição, esse volume de ar é calculado considerando o curso da suspensão e o diâmetro do tubo. Nas motos de cross com bengalas tipo Ceriani se usava essa técnica para calibrar a suspensão de acordo com a pista. Se aplica nas motos de hoje na rua com esse tipo de suspensão também. Abraços,