Charge consorcios 03_09

Venda de consórcio aumenta 23% no 1º semestre

Venda de motos por consórcio cresce por dificuldade na obtenção de financiamentos

Venda de motos por consórcio cresce por dificuldade na obtenção de financiamentos

Até parece que já vimos esse filme antes: A atual restrição ao crédito e a queda na liberação de financiamentos tem provocado um efeito colateral já registrado em outras épocas; o aumento nas vendas de consórcios. É essa informação que nos passa o Grupo Cometa, que tem concessionárias de motocicletas em várias parte do país. Segundo essa fonte, o aumento nas vendas de consórcios para veículos de duas rodas foi da ordem de 23%, de janeiro a julho de 2012, em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Isso se deve ao fato de que a grande maioria dos compradores de motocicletas de baixa cilindrada tem poder aquisitivo limitado e a concretização da compra depende de ajuda financeira de terceiros, quer seja de financeiras ou administradoras de consórcios. Como está cada vez mais difícil adquirir uma moto zero através das financeiras, uma gama expressiva de clientes está migrando para os consórcios, que oferecem prestações mais atrativas, apesar da retirada do bem não ser imediata, tem que esperar ser sorteado ou bancar lances altos.

Com o avanço das vendas de consórcio, o número de motocicletas comercializadas até julho de 2012 para este tipo de negócio chega neste momento a representar 46% do volume total de vendas, contra 31% no período equivalente de 2011, afirmou nossa fonte.

A constatação de forte queda nas vendas é confirmada pela Abraciclo, que registra números e perspectivas nada animadoras para o segundo semestre de 2012.

“Como hoje, apenas 15% das propostas de financiamento são aprovadas pelos bancos, nosso desafio é elevar esse patamar para 30 ou 40% e, com isso, teremos um avanço importante para a recuperação dos negócios”, comentou Marcos Fermanian, Presidente da ABRACICLO – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, em matéria recente do Portal Motonline que pode ser relembrada clicando aqui.