Vermeulen estreia-se a vencer e com chuva

Vermeulen estreia-se a vencer e com chuva

Vermeulen estreia-se a vencer e com chuva

Chris Vermeulen foi o vencedor do emocionante Alice Grande Pr‚mio de Fran‡a disputado hoje no hist¢rico tra‡ado de Le Mans e onde a chuva acabou por marcar presen‡a.

O australiano j  tinha beneficiado da primeira corrida bandeira-a-bandeira em casa e desta feita apresentou-se ainda melhor na 800cc, obtendo a primeira vit¢ria na categoria rainha. O triunfo de Vermeulen fez tamb‚m com que nas £ltimas seis corridas, cinco tenham sido ganhas por pilotos das ant¡podas.

A corrida foi uma magn¡fica mostra da competitividade do MotoGP, dando aos fƒs a possibilidade de verem v rios pilotos a estrearem-se na frente de uma corrida. Nas primeiras voltas assistiu-se a Randy de Puniet e Sylvain Guintoli liderarem em casa com impressionantes presta‡äes. A dupla gaulesa nÆo se mostrou receosa ao rodar entre antigos vencedores e Campeäes do Mundo e a obten‡Æo da primeira posi‡Æo por parte de Guintoli, por m‚rito pr¢prio, foi memor vel para os seus
compatriotas e para a forma‡Æo sat‚lite da Yamaha.
Infelizmente os dois acabaram por cair enquanto se debatiam para continuar na frente do pelotÆo com a gradual degrada‡Æo das condi‡äes da pista.
· 10a volta a pista estava completamente molhada, o que obrigou os pilotos a trocarem de moto para continuarem competitivos. Carlos Checa e Toni Elias ca¡ram ainda antes de
poderem trocar de montada, seguindo-se um par de voltas ca¢ticas. Assim que todos os pilotos passaram para as motos de chuva come‡ou a assistir-se a nova ordem, com Vermeulen a
tirar o melhor partido da toda a situa‡Æo, liderando a corrida at‚ final depois de animado despique com Marco Melandri.
O piloto da Gresini Monda foi tamb‚m autor de excelente corrida, garantindo o melhor resultado da ‚poca aos comandos da RC212V. Melandri manteve sempre confort vel vantagem sobre o terceiro classificado e l¡der do Campeonato do Mundo Casey Stoner, que manteve a calma e evitou quedas numa excelente demonstra‡Æo de mestria aos comandos da Desmosedici GP7.
Atr s dos trˆs primeiros equipados com pneus Bridgestone ficou o espanhol Dani Pedrosa. NÆo sendo um fƒ do molhado, o piloto da Repsol Monda com pneus Michelin fez boa corrida vindo de fraca posi‡Æo na grelha para somar importantes pontos.
Espectacular foi a presta‡Æo de Alex Mofmann que com o quinto posto conseguiu o seu melhor resultado de sempre no MotoGP.
Ultrapassar o penta-CampeÆo do Mundo Valentino Rossi deve ter sido um momento de sabor especial para o germƒnico da Pramac d`Antin.
Rossi perdeu terreno no campeonato devido ao sexto posto em que terminou hoje em Fran‡a depois de se deparar com v rias dificuldades. O italiano foi passado por Pedrosa, Mofmann e
Nicky Mayden enquanto se debatia com as direitas do circuito Bugatti. Ainda assim, Rossi teve a sorte de ver Mayden cair a duas voltas do final.
John Mopkins, um dos pilotos que tirou bom partido da troca de motos, teve incursÆo por fora de pista enquanto lutava com Melandri, acabando por perder muito tempo e nÆo indo al‚m do s‚timo posto final, … frente de Loris Capirossi. Makoto Tamada foi nono, o melhor resultado da Dunlop Yamaha Tech 3, ficando
a frente do companheiro de equipa Sylvain Guintoli.

Apenas 12 dos 19 pilotos completaram a prova:
1.§ Chris Vermeulen (AUS/Suzuki) – 50min58s713
2.§ Marco Melandri (ITA/Honda) – a 12s599
3.§ Casey Stoner (AUS/Ducati) – a 27s347
4.§ Dani Pedrosa (ESP/Honda) – a 37s328
5.§ Alex Hofmann (ALE/Ducati) – a 49s166
6.§ Valentino Rossi (ITA/Yamaha) – a 53s563
7.§ John Hopkins (EUA/Suzuki) – a 1min01s073
8.§ Loris Capirossi (ITA/Ducati) – a 1min21s241
9.§ Makoto Tamada (JAP/Yamaha) – a uma volta
10.§ Sylvain Guintoli (FRA/Yamaha) – a uma volta
11.§ Fonsi Nieto (ESP/Kawasaki) – a uma volta
12.§ Colin Edwards (EUA/Yamaha) – a trˆs voltas