Viaje bem e tranquilamente

Viaje bem e tranquilamente

Viaje bem e tranquilamente

Confira algumas dicas para não passar por sustos durante as viagens de moto

Férias e verão chegando, a tão sonhada viagem de moto no final do ano está próxima de acontecer. Mas nessa época o cuidado para pilotar é maior, devido ao maior fluxo de veículos circulando pelas estradas. Para que o sonho não se torne pesadelo devemos tomar alguns cuidados e verificar itens na motocicleta para aumentar a segurança e o conforto durante a viagem.

Segurança e conforto, sempre!
Muitos motociclistas têm o hábito de simplesmente montar na moto e “pé na estrada” com qualquer vestimenta, mas não deve ser assim. Os equipamentos de segurança servem justamente para evitar ferimentos no caso de uma queda e garantir conforto para quem pilota a motocicleta ou esteja na garupa.
Roupas como jaquetas e calças devem ser de tamanho justo. Sim, pois não irão chacoalhar com o vento na estrada. Atualmente existem muitas marcas nacionais e importadas de jaquetas e calças com preços acessíveis. Dê preferência para roupas que possuam proteções rígidas (muitas delas tem certificação da Comunidade Européia – CE), múltiplas regulagens no corpo e tecido com resistência a abrasão e ao rasgamento.

Várias roupas confortáveis e com opção de impermeabilidade não faltam no mercado de acessórios, assim como um bom par de luvas e botas. Elas devem proteger, mas sem tirar a sensibilidade das mãos e pés durante a pilotagem.

Viaje bem e tranquilamenteO principal item de segurança e o único obrigatório pela legislação brasileira, o capacete, deve estar em boas condições de uso, dentro do prazo de validade, com o selo de aprovação do Inmetro, adesivos refletivos, a viseira limpa e sem riscos. Viseiras fumê ajudam aqueles que não gostam de pilotar com óculos escuros, mas são proibidas no período noturno. É preferível utilizar viseira transparente e óculos de sol nos dias ensolarados. Capacetes tipo “coquinho” são proibidos e os modelos abertos só podem ser utilizados com óculos de proteção. Os modelos off-road não são os mais indicados para usar na estrada, pois a paleta superior “segura” o vento e a cabeça do piloto é jogada para trás, causando desconforto na pilotagem.

Motocicleta revisada para não ter sustos
Já que a idéia é viajar de moto, nada mais justo que a mesma esteja revisada. Afinal ficar parado por uma pane mecânica na estrada não é uma situação agradável.
Itens básicos, como estado e pressão dos pneus, nível de óleo, estado das velas e funcionamento da buzina, lâmpadas e cabos de acionamento são fáceis de conferir e de corrigir caso haja falhas. O melhor a fazer é levá-la a oficina de confiança se o motociclista não seja apto a realizar os reparos.
Moto revisada. O quê fazer para melhorar o conforto durante a viagem? Existem no mercado bolhas e pára-brisas para várias motocicletas, de diversos tamanhos e preços. Podem não ser bonitas, mas em longos percursos ou com vento contra são bem-vindas.
A bagagem é sempre uma incógnita. Bauletos e alforges são ótimas opções para acomodá-la. No caso de bauletos ou alforges laterais o alerta é que a carga seja distribuída em igualdade de peso. Caso contrário irá afetar na pilotagem. Amarrar a bagagem na moto com cordas elásticas também é uma solução e mochila nas costas pode ser uma saída, desde que não esteja carregada com muito peso, para não cansar o piloto. Respeitar os limites de carga da motocicleta é de bom grado e a roupa de chuva deve ficar em local de fácil acesso. Protetores de mão (no caso de motos trail) também ajudam a desviar o vento e o frio das mãos.

Roteiro certo
Traçar o roteiro antecipadamente é muito bom para quem não quer passar por apuros. Pesquisando pela internet, é possível acessar mapas de diversas localidades dentro do país, relato de quem já viajou para determinada cidade com as dicas sobre o percurso, distâncias entre cidades e informações das estradas.
O mais indicado é começar a viagem pela manhã, onde a capacidade de concentração é melhor e o corpo está descansado. Caso seja necessário realizar a viagem no período noturno, não viaje sozinho. Viaje em grupos de motociclistas ou com a companhia de um amigo com carro.

Na estrada
Não menos importante que a revisão na motocicleta, a documentação e a habilitação devem estar em ordem, já que a fiscalização nas estradas no final do ano tende a aumentar. Irregularidades como documento atrasado e habilitação vencida geram multas, além de transtorno para o motociclista.
Na pista, a regra é ver e ser visto. Ande sempre com o farol aceso, evite andar no “ponto cego” dos veículos e em pisos com pouca aderência. Quando começar a chover, não corra. A sujeira do asfalto em conjunto com a água da chuva deixa a pista muito escorregadia; a chuva ainda não “lavou” suficientemente a estrada, portanto muita atenção e reduza a velocidade.
Aproveite seus momentos de lazer e boa viagem!