vinicius calefati adrenatrilha cacc

Vinícius Calafati vence Adrenatrilha de Cross Country

Mogi das Cruzes, cidade muito próxima da capital estadual São Paulo, vivenciou momentos de adrenalina neste final de semana. A Pista do Nagao recebeu  a etapa final da Copa Adrenatrilha de Cross Country (CACC), que pregou disputas dignas de etapa decisiva. No final, quem venceu na categoria geral foi Vinícius Calafati, que também recebeu o troféu na XC2. Domando sua KTM EXC 350 ele garantiu os títulos para a equipe Sacramento Racing.

Vinícius Calefati venceu a Copa Adrenatrila de Cross Country (CACC) 2016

Vinícius Calefati venceu a Copa Adrenatrila de Cross Country (CACC) 2016

A corrida teve uma hora mais uma volta de duração. Mais rápido do Adrenatrilha, Vinícius Calafati não sofre pressão dos adversários em momento algum. “Liderei do início ao fim. A maioria do percurso foi de altas velocidades, com um trecho mais travado na mata. Foi importante largar na frente, porque o clima estava seco e consegui evitar a poeira”, confirmou o campeão.

A equipe Sacramento recebeu, ainda, mais motivos para comemorar. Invicto, Nielsen Bueno faturou a taça da XC4 – Over 35, enquanto na classe XC6 – Over 50, Washington Silva “Caipira” virou o jogo e foi campeão com apenas um ponto de vantagem na tabela. “Foi um dia muito produtivo. O segundo semestre começou e já temos três títulos para comemorar. Vamos continuar trabalhando para buscar as outras taças de 2016”, afirmou o experiente piloto off-road Nielsen Bueno, chefe da equipe. Sobre seu próprio desempenho na pista, Nielsen comentou que largou no meio do “bolo, mas nas primeiras curvas assumi a liderança e mantive ritmo forte até o fim. Cada volta girou em torno de 16 minutos, foi um desafio bem desgastante”, disse.

Sobre o título na XC6, a equipe teve de suar para colocar a mão em mais uma taça da Copa Adrenatrilha. Caipira chegou em Mogi das Cruzes na vice-liderança da categoria, com dois pontos a menos na tabela. “Foi uma prova muito dura. Larguei em terceiro mas fui buscando a cada volta, até assumir a liderança da classe. Consegui manter a posição e ainda abrir boa diferença até a linha de chegada. Na somatória final, o título veio e estou muito feliz pelo resultado”, comemorou o piloto.

Separador_motos

 



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.