Vistoria ambiental, andando equipado, protetor de coluna

Vistoria ambiental, andando equipado, protetor de coluna

Vistoria ambiental, andando equipado, protetor de coluna

Sou do Rio de Janeiro e fui fazer a vistoria anual no DETRAN(RJ) minha moto, uma SHADOW VLX 600 – 2002/2003 – 9.000 KM rodados, ficou reprovada no item EMISSÃO DE GASES POLUENTES tendo um percentual de 9,74%
da emissão, quando o limite máximo permitido seria 9,00% e a média das motos é de 5% conforme informação do DETRAN. Já troquei o óleo, filtro de óleo, filtro de ar e foi feito um ajuste no carburador da mistura ar/combustível(só uso gasolina PODIUM, da Petrobrás). Agora vou mandar verificar as velas. Na HONDA DICASA falaram que tem que se ver o carburador. Será que é realmente necessário? Não é melhor verificar as velas e cabos de vela primeiro e fazer nova regulagem ar/combustível, tentar outra vistoria e só depois mecher no carburador, se for o caso? Há outros ítens a serem verificados? Agradeço antecipadamente. Jonir Moraes (49), Rio de Janeiro, RJ
– Jonir, quanto a questão técnica, Bitenca informa o seguinte: “Se o ajuste do carburador já foi feito por um mecânico qualificado eu faria a vistoria novamente após verificar as velas, pois esse ítem é o mais importante. Os cabos de vela dificilmente dão problema e as velas realmente aparecem problemáticas ao dar a partida e não tanto durante o funcionamento, desde que a mistura esteja correta. Então se as velas estiverem vencidas por kilometragem, (ie desgaste dos eletrodos) troque-as.”
Já na questão jurídica, há uma verdadeira teia de aranha no âmbito ambiental, onde as vezes, um órgão invande a esfera de competência do outro. O Código de Trânsito Brasileiro estabelece que o controle será efetuado pelos DETRANS estaduais. Depois de cumprir as dicas do nosso irmão Bitenca, aconselho você a procurar o INMETRO para realizar o teste. Se o resultado for dentro do exigido,vá ao DETRAN. Se no DETRAN der acima do limite, procure um advogado para propor Mandado de Segurança, usando os parâmetros da época de fabricação da motocicleta. Grande abraço e ande equipado.

Saudações a todos do motonline! acompanho o site a tempos! vendo os comentarios e debates sobre equipamentos de segurança, envio um depoimento: sempre andei equipado, desde q adiquiri minha primeira moto, uq me livrou de ferimentos graves em um acidente. jaqueta, calça jeans, luvas e botas, sempre! fui mto tachado de “mala” e tal! mas com segurança nao se brinca, idependente da cilindrada da moto! Ainda não possuo uma moto de grande porte, como gostaria, mas um dia chego lá! e sei que com segurança! fica aqui o recado pra quem ta começando no mundo das 2 rodas: não ligue para comentarios de quem é incosequente e irresponsavel! cuide-se! ande equipado! PAZ A TODOS! Maycon Rampazzo (24) Presidente Prudente, SP
– Maycon, você tem razão. Continue dando exemplo e conscientizando seus amigos. E fica aqui registrado. Presidente Prudente, para quem não conhece, faz um deserto Sahaariano.
grande abraço e lembre-se: equipamento não é só capacete

Oi, estou começando a andar equipado, garças a Deus mesmo sem ter nunca me acidentado de moto, já estou andando de calça jeans, jaqueta
e as vezes bota. Mas me surgiu a duvida em relação a proteção para o pescoço, pois vendo corridas de carros vi que eles usam uma proteção para o pescoço, mas em corridas de motos só vejo aquele cupim nas costa, não sei se protege o pescoço. Aí vi no ebay uma proteção para o pescoço http://cgi.ebay.com/ebaymotors/ws/eBayISAPI.dll?ViewItem&sspagename=STRK%3AMEWAX%3AIT&viewitem=&item=170237667823 eu gostaria de saber se este equipamento é bom mesmo ou se tem algum equipamento melhor ou como proteger o pescoço? Obrigado. Gustavo
Cavalcante (24), São Carlos, SP
– Gustavo, primeiramente parabéns pela iniciativa de andar equipado. Tanto esse protetor, como o cupim utilizado pelos pilotos de motovelocidade, tem o objetivo de evitar o efeito chicote, que causa a fratura do pescoço do piloto. Mas não tenho como avaliar o que você indicou, o correto, se possível, é você provar junto com o capacete. No entanto, pense também, na possibilidade de adqurir protetor de coluna integral. Marcas: dainese, m tech, daihead, alpinestars, dentre outros com preços variando de R$ 250,00 a R$900,00, nos sites: http://www.alexbarros.com.br/ ; http://www.xbrazil.com.br/ ; http://www.volpaint.com.br/loja/ ; http://www.starracer.com.br/ . Também como sugestão, dê uma olhada em jaqueta/colete air-bag – http://www.hit-air.com.br/ . Independente da sua situação financeira, não pense em simples gasto de dinheiro, mas um investimento.
Abraço e pilote equipado independetemente da moto utilizada.