Foto: O Campeão do Mundo lutou até à ultima curva pelo pódio do eni Motorrad Grand Prix Deutschland

Vitória brilhante de Pedrosa

Foto: O Campeão do Mundo lutou até à ultima curva pelo pódio do eni Motorrad Grand Prix Deutschland

Foto: O Campeão do Mundo lutou até à ultima curva pelo pódio do eni Motorrad Grand Prix Deutschland

O piloto da Repsol Honda venceu a encurtada corrida (21 voltas) de MotoGP do eni Motorrad Grand Prix Deutschland, à frente de Jorge Lorenzo e Casey Stoner, que levou a melhor sobre o regressado Valentino Rossi na luta pelo último posto do pódio. A corrida original foi interrompida com bandeira vermelha na sequência da queda de Randy de Puniet, que resultou numa perna fracturada para o gaulês.

Dani Pedrosa fortaleceu o segundo posto no Campeonato do Mundo ao vencer em Sachsenring, no eni Motorrad Grand Prix Deutschland deste domingo, enquanto o líder do Campeonato Jorge Lorenzo foi segundo e Casey Stoner terceiro, à frente do corajoso Valentino Rossi.

A corrida original foi interrompida com bandeira vermelha à nona volta, quando Randy de Puniet (LCR Honda) sofreu queda na Curva 4 e acabou também por levar consigo Álvaro Bautista (Rizla Suzuki) e Aleix Espargaró (Pramac Racing), já que nenhum deles conseguiu evitar a moto do gaulês. Por essa altura, a ordem dos cinco primeiros era Lorenzo, Pedrosa, Stoner, Andrea Dovizioso e Rossi. O trio envolvido no acidente não conseguiu alinhar na grelha de partida para a corrida de 21 voltas que se seguiu dado não terem chegado ao Pit Lane com as suas motas nos cinco minutos que dispunham, se bem que De Puniet também nunca poderia voltar a correr neste domingo uma vez que fracturou a tíbia e a fíbula esquerda.

Ao cabo de um intervalo de 25 minutos a segunda corrida teve início, com Mika Kallio (Pramac Racing) a sair na primeira curva. Enquanto isso, e tal como tinha feito na primeira partida, Pedrosa disparou para a frente na primeira volta, mas Lorenzo não demorou a reclamar a liderança outra vez.

A ordem na frente era quase a mesma que antes da bandeira vermelha, com Lorenzo a manter atrás de si Pedrosa, Stoner, em terceiro, e com Rossi e Dovizioso a lutarem pelo quarto posto. O Campeão do Mundo manteve o compatriota italiano atrás de si, mas o piloto da Repsol Honda acabou por ser apanhado pelo grupo de perseguidores pouco depois.

A batalha entre Lorenzo e Pedrosa convertia-se num embate épico com os dois espanhóis a trocarem de posições variadas vezes, mas Pedrosa estava ao seu melhor e assinou novo recorde do circuito à 10ª volta e depois outra vez na 12ª rodando de forma consistente no segundo 22 baixo.

Enquanto isso, assistia-se também a animado despique pelo quinto posto, com Marco Simoncelli (San Carlo Honda Gresini Team), Dovizioso and Nicky Hayden (Ducati Team), mas estes últimos acabaram por tirar partido de um contratempo do estreante.

Rossi desafiava a sua condição física para entrar na luta com Stoner pelo terceiro posto, com ambos a rodarem lado a lado a poucas voltas do final e a levarem o duelo até ao cair do pano.

Pedrosa cruzou a linha de meta em primeiro, com 3,355s de margem sobre o líder do Campeonato Lorenzo graças a uma prestação sem mácula, isto enquanto Stoner conseguiu defender-se dos intentos de Rossi para terminar em terceiro depois de uma manobra na última curva que levou o italiano a terminar em quarto no seu regresso à acção depois da lesão; um resultado verdadeiramente impressionante.

Dovizioso foi quinto, com Simoncelli a conseguir o seu melhor resultado na categoria rainha até ao momento com o sexto posto. A dupla americana Hayden e Ben Spies (Monster Yamaha Tech 3) ficou em sétimo e oitavo, respectivamente, com Héctor Barberá (Páginas Amarillas Aspar) e Marco Melandri (San Carlo Honda Gresini Team) a completarem o Top 10.

Os últimos dois pilotos a completarem a corrida, em 11º e 12º, foram Loris Capirossi (Rizla Suzuki) e o piloto de substituição Alex de Angelis (Interwetten Honda MotoGP), respectivamente. Colin Edwards (Monster Yamaha Tech 3) sofreu queda na sétima volta da corrida original.

Lorenzo soma agora 185 pontos na frente da classificação, com Pedrosa em segundo com 138 e Dovizioso em terceiro, com 102. Stoner é agora quarto.