Maximiloiano Gerardo venceu e manteve a liderança da competição na categoria

Vitória de Gerardo na GP 600

O duelo proporcionado pelo uruguaio Maximiliano Gerardo, da MGBikes Yamaha Racing, e pelo brasileiro Douglas Figueiredo, marcou neste domingo (15) a segunda etapa da categoria GP 600 no Moto 1000 GP. Com mais ritmo que os adversários, os dois polarizaram no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, a caça pela vitória, conquistada por Gerardo depois de 12 voltas com 0s469 sobre o paulista da HPN Racing Team.

Figueiredo liderou a prova algumas vezes, mas não resistiu ao ataque do uruguaio

Figueiredo liderou a prova algumas vezes, mas não resistiu ao ataque do uruguaio

O piloto uruguaio liderou as três primeiras voltas da corrida. Figueiredo conseguiu a ultrapassagem e comandou a corrida por duas voltas, até perder a liderança para o adversário. Houve um novo revezamento na oitava volta, que durou mais duas. Quando assumiu a liderança na antepenúltima volta, Gerardo imprimiu um ritmo forte e contou com um erro que custou poucos décimos de segundo ao brasileiro – o suficiente para abrir vantagem e vencer.

“Eu fui para a pista pensando no campeonato, e lutando com o Douglas, que tinha um ritmo muito, muito forte. Ele não esteve na primeira etapa, mas o ritmo dele era para vencer. Na sexta-feira o Douglas foi quase um segundo mais rápido, nós tivemos que trabalhar muito na moto para encontrar respostas para a questão”, contou o vencedor. “Eu queria marcar pontos e fui para a pista com muita confiança. No fim, acabou vindo a vitória”, falou o vencedor.

Maximiloiano Gerardo venceu e manteve a liderança da competição na categoria

Maximiloiano Gerardo venceu e manteve a liderança da competição na categoria

A disputa entre Gerardo e Figueiredo incluiu um toque entre os dois na curva do Laranjinha. “Naquele toque eu fiquei um pouco para trás. Já estava com os pneus esquentando, eu vinha perdendo aderência e o risco de errar já estava aumentando. Achei melhor, no fim, garantir o segundo lugar”, narrou o brasileiro. “O ritmo foi muito pegado. Hoje não deu, mas vamos para cima deles e na próxima, quem sabe, a gente vai estar lá”, concluiu.

A terceira posição na corrida foi do paranaense Joelsu da Silva, piloto da equipe Paulinho Superbikes, que manteve-se na vice-liderança do campeonato e demonstrou satisfação com o resultado. “Há pilotos aqui já em um nível bem alto, e eu estou só na minha primeira temporada completa. Espero aproveitar a experiência deles como referência para melhorar mais a cada etapa, aumentar o meu nível também e logo estar próximo deles”, arrematou.

A terceira etapa do Moto 1000 GP será disputada no dia 27 de julho em Goiânia (GO), no Autódromo Internacional Ayrton Senna. Em Interlagos, depois de 12 voltas, o resultado da categoria GP 600 no GP Michelin foi o seguinte:

1º) Maximiliano Gerardo (URU/Yamaha), MGBikes Yamaha Racing, 20min46s751
2º) Douglas Figueiredo (SP/Kawasaki), HPN Racing Team, a 0s469
3º) Joelsu da Silva (PR/Kawasaki), Paulinho Superbikes, a 15s035
4º) Pedro Sampaio (RS/Kawasaki), Fábio Loko, a 24s777
5º) André Veríssimo (SP/Yamaha), MGBikes Yamaha Racing, a 36s257
6º) Matheus Oliveira (SP/Kawasaki), Sany-Carsystem-M2B Racing, a 39s031
7º) Marciano Santin (RS/Kawasaki), Santin Racing, a 41s412
8º) Sérgio Laurentys (SP/Kawasaki), Sany-Carsystem-M2B Racing, a 45s126
9º) Ígor Ernica (PR/Kawasaki), Paulinho Superbikes, a 45s687
10º) Ricardo Fox (SP/Kawasaki), Motor & Cia Racing Team, a 1min03s811
11º) Alex Pires (RJ/Honda), Center Moto Racing Team, a 1min03s996
12º) Marcelo Dias (BA/Honda), Aclat Racing, a 1min44s477
13º) Júlio Fortunato (SP/Kawasaki), Sport Plus Racing, a 1 volta
14º) Marcos Fortunato (SP/Kawasaki), Sport Plus Racing, a 1 volta
15º) Thiago Fonseca (PE/Kawasaki), HPN Racing Team, a 1 volta
16º) Charles Bortolosso (SP/Honda), Charles Parking, a 1 volta
17º) Antonio Télvio (RJ/Kawasaki), Team de Grandi, a 1 volta
18º) Walteny Amaral (RJ/Kawasaki), Team De Grandi, a 2 voltas
NÃO COMPLETOU
Dudu Costa Neto (SP/Kawasaki), Mobil Ituran Racing Team, a 4 voltas
NÃO LARGOU
Jaime Cristobal (SP/Kawasaki), JC Racing Team
Melhor volta: Gerardo, na 7ª, 1min42s540, média de 151,281 km/h

Após duas corridas, a classificação da categoria GP Light no Moto 1000 GP é: 1º) Maximiliano Gerardo, 54 pontos; 2º) Joelsu da Silva, 36; 3º) Pedro Sampaio, 32; 4º) Matheus Oliveira, 23; 5º) Douglas Figueiredo, 20; 6º) Marciano Santin, 19; 7º) André Veríssimo, 18; 8º) Sérgio Laurentys, 16; 9º) Paulinho Kamba, 11; 10º) Thiago Fonseca, 10; 11º) Alex Pires, 9; 12º) Marcelo Dias, 8; 13º) Tercius Dalmass e Ígor Ernica, 6; 15º) Ricardo Fox, 5; 16º) Antonio Télvio e Júlio Fortunato, 3; 18º) Marcus Trota e Marcos Fortunato, 2; 20º) Walteny Amaral, 1.

As motocicletas do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade utilizam a gasolina Petrobras Podium e o óleo lubrificante Lubrax Tecno Moto. Petrobras e Lubrax patrocinam a competição ao lado da BMW Motorrad e da Michelin, fornecedora de pneus a todas as equipes inscritas. A Auto Service Logística é a transportadora oficial do evento, que conta também com o apoio de Suzuki, Beta Ferramentas, Servitec, LeoVince, Shoei, Tutto Moto, HPN e Peterlongo.