superbike brasil sbk

Vitória de Pierluigi deixa título do SuperBike em aberto

Ao longo da temporada, vimos fãs, equipes e pilotos fazendo apostas de quem seria o campeão antecipado do SuperBike Brasil, dividindo-se entre o atual líder Danilo Lewis e o atual campeão Diego Faustino. Porém, nas etapas finais do SBK nacional um argentino resolve roubar a cena na categoria principal, a SuperBike Pro, e fatura duas vitórias consecutivas, adiando o título para a última etapa do calendário. Este é o resumo do campeonato após os dois primeiros lugares de Diego Pierluigi (#84, da equipe BMW Motorrad Alex Barros Racing), incluindo o conquistado no último final de semana, dia 13, em Goiânia, na oitava e penúltima etapa do SuperBike Brasil. A etapa final será em São Paulo, no autódromo de Interlagos, no dia 4 de dezembro.

No meio do caminho tinha um argentino... tinha um argentino no meio do caminho

No meio do caminho tinha um argentino… tinha um argentino no meio do caminho

A prova disputada no Autódromo Internacional Ayrton Senna teve rodada dupla, sendo que na primeira Pierluigi conquistou a vitória. Na segunda, com a pista seca, o argentino acabou sofrendo queda e se recuperando até cruzar a linha de chegada no oitavo lugar. “A primeira corrida foi com pista molhada. Eu me sentia muito bem na moto, e ela estava muito bem acertada na questão da suspensão. Com isso, pude fazer uma corrida perfeita. Fiquei em terceiro nas primeiras duas voltas, mas ultrapassei meus adversários e cheguei no primeiro posto, abri uma diferença boa, tinha ótimo ritmo e conquistei mais uma vitória para a equipe”, comemorou o argentino que está surpreendendo no SuperBike Brasil.

Apesar da vitória de Pierluigi, que agora é o sétimo colocado na temporada, com 76 pontos, os olhos do público estão voltados para Lewis (#17, da equipe Tecfil Racing Team) e Faustino (#68, da equipe Honda), vice e líder, com chances reais de título, com 146 e 142 pontos, respectivamente. Em Goiânia, Faustino chegou em quarto lugar na primeira corrida e em terceiro na seguinte, diminuindo a diferença de pontos para o líder, que acabou a prova no quarto lugar, obtido na segunda corrida. Marco Solorza (#55, da equipe JC Racing Team) foi o vencedor da segunda bateria.

Diego Pierluigi no ponto mais alto do SuperBike Brasil, impedindo a festa de Danilo Lewis ou Diego Faustino

Diego Pierluigi no ponto mais alto do SuperBike Brasil, impedindo a festa de Danilo Lewis ou Diego Faustino

Eirc Granado vence mais uma na SuperSport, com 28 segundos de vantagem

Na categoria SuperSport, destinada a motos de 600cc, entre uma moto e outra cruzando a linha de chegada havia uma colossal distância de 28 segundos – e a da frente era pilotada por Eric Granado (#51, da equipe Granado Sport Team). O feito foi obtido na segunda bateria, visto que assim como a categoria principal, a SuperBike, esta também teve duas corridas. Na primeira, nova vitória para Granado, aí com algumas dificuldades.

Sete vitórias consecutivas e mais de 28 segundos sobre os demais na última prova. Currículo impecável de Eric Granado na SuperSport

Sete vitórias consecutivas e mais de 28 segundos sobre os demais na última prova. Currículo impecável de Eric Granado na SuperSport

Granado cravou consecutivas voltas rápidas e já na metade da corrida tinha a vitória garantida em suas mãos. Sem nenhum incidente que atrapalhasse aos planos do atual líder do campeonato, Eric faturou com facilidade sua sétima vitória consecutiva e se aproximou ainda mais do título da temporada 2016. Enquanto isso, Maximiliano Gerardo (#41, da equipe Motonil Motors) realizou uma prova bastante solitária, ao mesmo tempo distante do ponteiro e do pelotão que lhe seguia, incapaz de ameaçar sua vice-liderança. Assim, o uruguaio se despediu de Goiânia com mais uma segunda colocação. Lucas Bittencourt (#202) fez uma série de ultrapassengs e encerrou a prova com o terceiro lugar da segunda bateria, ficando com o quinto na sequência da classificação final.

Samara Andrade domina a Copa Ninja 600

Depois do resultado da última etapa da Copa Kawasaki Ninja 600 do SuperBike Brasil não vamos nem adentrar naquele papo clichê de sexo frágil. Samara Andrade (#74, da equipe Moretti Racing Team)  venceu as duas baterias da rodada dupla realizadas abaixo de mau tempo e, com o resultado, a briga pelo título da categoria permanece em aberto até a etapa final.

Samara Andrade vence as duas etapas do SuperBike Brasil na Ninja 600 com garra e talento

Samara Andrade vence as duas etapas do SuperBike Brasil na Ninja 600 com garra e talento

Entretanto, a etapa fora um caminho de pedras para Samara, com uma primeira bateria muito difícil – e a segunda ainda mais. Na primeira, largou na segunda colocação e iniciou uma perseguição ao líder Bruno Rodrigues (#30, da equipe Tecfil Racing Team), que só encerrou na linha de chegada, a qual a piloto cruzou com seis décimos de vantagem sobre Bruno. O round seguinte foi interrompid logo na primeira volta, quando a chuva voltou a cair, para que os pilotos pudessem retornar aos boxes e trocar pneus. Logo após a nova largada, Samara iniciou bem e alcançou Bruno Rodrigues. Novamente os dois travaram um duelo curva a curva, até que Samara vencesse a corrida apenas três décimos sobre o segundo colocado. Nas duas baterias, Victor Liuti (#222, da RF Racing) ficou com o terceiro lugar.

Outros resultados da oitava etapa do SuperBike Brasil

SuperBike Light
1 Marcos Migliorelli
2 Erlon Carlos
3 Victor Villaverde

Copa Honda CBR 500
1 Leonardo Tamburro
2 José Duarte
3 Guilherme Brito

SuperStreet
1 Eliton Kawakami
2 Meikon Kawakami
3 Mauricio Mendes

Copa Kawasaki Ninja 300
1 Fernando Santos
2 Rafael Rosa
3 Fábio Jandaia

Honda Junior Cup

1 Alexandre Gonzalez
2 Bruno Gonzalez
3 Felipe Macan

Separador_motos

 



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.