Vitória desde a pole para Pedrosa

Vitória desde a pole para Pedrosa

Vitória desde a pole para Pedrosa

O piloto da Repsol Honda assinou a primeira vitória de 2010 com uma margem de pouco mais de quatro segundos sobre o líder do Campeonato Jorge Lorenzo. Andrea Dovizioso garantiu o mais baixo do pódio em casa no Gran Premio d`Italia TIM.

Dani Pedrosa rodou na frente desde o início da corrida este domingo em Mugello garantindo a primeira vitória da campanha de 2010 no Gran Premio d`Italia TIM. O esapnhol, que das 14 vitórias que já soma na categoria rainha só por três delas foram a partir da pole, nunca pareceu estar em condições de perder a primeira posição desde a Curva 1 da primeira volta e cruzou a linha de meta com 4,014s de margem sobre o resto do pelotão.

O líder do Campeonato do Mundo Jorge Lorenzo (Fiat Yamaha) foi segundo e dilatou a vantagem na frente da classificação sobre o terceiro classificado da corrida Andrea Dovizioso (Repsol Honda), que deliciou o público da casa ao terminar no pódio depois de Valentino Rossi ter ficado de fora da prova devido ao acidente que sofreu nos treinos matinais de sábado. Casey Stoner foi quarto ao bater Marco Melandri e Randy de Puniet num ataque desferido na última volta.

Dovizioso e Ben Spies (Monster Yamaha Tech 3) fizeram boas partidas da segunda linha da grelha e o italiano chegou a rodar em terceiro antes do final da primeira volta, com a dupla a ser pressionado por Stoner (Ducati Marlboro). Marco Simoncelli (San Carlo Honda Gresini) sofreu uma saída de pista enquanto tentava ganhar posições ainda nos momentos iniciais.

Melandri (San Carlo Honda Gresini) estava a rodar forte enquanto subia de 14º da grelha ao sexto posto, isto enquanto o ritmo de Pedrosa marcava novo recorde da pista pela quinta volta. Nicky Hayden (Ducati Marlboro) sofreu uma desilusão quando a frente da sua Ducati Desmosedici GP10 fugiu à na Curva 12, na mesma volta.

Passado o meio da corrida a liderança de Pedrosa era já de 7,309s e o espanhol manteve o ritmo fluído até final. Lorenzo e Dovizioso estavam mais equilibrados, enquanto as quarta a sexta posições se mantinham em aberto com Melandri, De Puniet e Stoner a desferirem vários ataques e com Spies não muito longe. Mika Kallio (Pramac Racing) foi um dos azarados ao sofrer queda num fim-de-semana complicado devido a problemas com o ombro.

A vitória de Pedrosa tornou-se mais certa com o aproximar do final da prova, uma altura em que Lorenzo e Dovizioso decidiam quem ia ficar com a segunda posição. O piloto da Fiat Yamaha abriu uma pequena margem que não mais perdeu até à bandeira de xadrez.

A última volta contou com grandes demonstrações na luta pela quarta posição, com Stoner a passar Melandri (fquinto) e De Puniet (sexto) para terminar à frente da dupla, isto enquanto Pedrosa triunfava com Lorenzo e Dovizioso logo atrás.

Spies terminou em sétimo na sua estreia no circuito, com mais outro estreante a impressionar: Aleix Espargaró (Pramac Racing) terminou em oitavo. Simoncelli recuperou do erro inicial para terminar em nono, com Loris Capirossi (Rizla Suzuki) em décimo.

Lorenzo soma agora 90 pontos na frente do Campeonato, com Pedrosa em segundo com 65. O ausente Rossi é terceiro com 61, enquanto Dovizioso está em quarto com 58 pontos depois de ter fechado o pódio.