Vitória para Lorenzo em Laguna reforça liderança no Campeonato

Vitória para Lorenzo em Laguna reforça liderança no Campeonato

Vitória para Lorenzo em Laguna reforça liderança no Campeonato

O piloto da Fiat Yamaha venceu a sua sexta corrida da temporada de 2010 no Red Bull U.S. Grand Prix, depois de uma queda de Dani Pedrosa quando estava na frente. O segundo lugar foi para Casey Stoner, até agora a sua melhor marca da época, enquanto Valentino Rossi terminou de forma admirável no mais baixo do pódio.

Jorge Lorenzo tem agora uma vantagem de 72 pontos na liderança do Campeonato depois da vitória em Laguna Seca, no Red Bull U.S. Grand Prix, à frente de Casey Stoner e Valentino Rossi, na corrida da ronda nove, onde Dani Pedrosa caiu quando estava na frente.

A habitual partida canhão de Pedrosa levou-o à liderança da corrida na primeira curva, com o espanhol a parecer querer ir directo para a vitória, tal como tentou fazer na ronda anterior, quando liderou na primeira parte da corrida, impondo um forte ritmo na frente.

Contudo, na volta onze, com Lorenzo a pressioná-lo, o piloto da Repsol Honda caiu na curva 5, oferecendo ao compatriota a possibilidade de levar a sua M1 para o sexto triunfo da temporada e a primeira vitória no circuito da Califórnia.

No segundo lugar, 3,517s atrás de Lorenzo, ficou o homem da Ducati Team Casey Stoner, que assinou o seu melhor resultado da época e conseguiu pelo quarta fez consecutiva chegar ao pódio a uma distância confortável do terceiro classificado. Esse lugar acabou por ficar para Valentino Rossi, com o Campeão do Mundo a alcançar um soberbo pódio, naquela que foi a sua segunda corrida depois do regresso após a grave lesão que sofreu, e depois de uma dura luta durante a corrida.

A corrida acabou por terminar mais cedo para os rookies Álvaro Bautista (Rizla Suzuki) e Héctor Barberá (Páginas Amarillas Aspar), com o primeiro a cair e o segundo a desistir, ainda nas primeiras quatro voltas da corrida. Nessa altura, Pedrosa estava já na frente, com Stoner mesmo atrás. Mas, na quinta volta, Lorenzo – que caiu para a quarta posição no inicio da corrida – conseguiu passar o australiano, depois de este ter alargado a trajectória na Curva 3.

A emoção acabou, contudo, por enfraquecer, depois de Pedrosa cair e deixar o caminho livre a Lorenzo, primeiro com Stoner ainda por perto e Andrea Dovizioso (Repsol Honda) em terceiro, com uma margem de quase dois segundos para os mais directos adversários. Porém, de forma admirável, aos poucos, Rossi conseguiu fazer diminuir essa diferença, acabando por ultrapassar o seu compatriota italiano quando faltavam cinco voltas para o final da corrida.

Com os pneus a começarem a dar sinais de desgaste já no final da corrida, houve ainda algumas mudanças de posição entre os vinham mais atrás, com Ben Spies (Monster Yamaha Tech3) e Nicky Hayden (Ducati Team) a lutar pela melhor posição entre os pilotos americanos, num duelo que proporcionou emocionantes momentos.

Lorenzo acabou por cruzar a linha de meta a uma confortável distância de Stoner, com Rossi a conseguir ‘travar’ Dovizioso e a ficar com o mais baixo do pódio. Hayden ficou na frente de Spies, enquanto Colin Edwards arrecadou a sétima posição. O Top 10 ficou completo com Marco Melandri (San Carlo Honda Gresini Team), Mika Kallio (Pramac Racing) e Loris Capirossi (Rizla Suzuki). Os outros dois pilotos que terminaram a corrida – na 11ª e 12ª posição – foram Roger Lee Hayden (LCR Honda) e Alex de Angelis (Interwetten Honda MotoGP).

Marco Simoncelli (San Carlo Honda Gresini Team) sofreu a desilusão de cair já no segundo terço da corrida, quando lutava pelo oitavo lugar com o seu companheiro de equipa Melandri, enquanto Aleix Espargaró (Pramac Racing) caiu a três voltas do final, quando estava entre os dez primeiros.

Lorenzo tem agora 210 pontos, com Pedrosa em segundo na classificação geral com 138 e Dovizioso ocupa o terceiro posto, com 115.