Wellington Garcia e Swian Zanoni assumem liderança no Brasileiro de Supercross

Pilotos venceram as corridas da quarta etapa e estÆo na ponta das categorias SX1 e SX2, respectivamente

Curitiba (PR) – Ap¢s a quarta e pen£ltima etapa, realizada na noite deste s bado na pista do Marumby Expo Center, em Curitiba (PR), o Campeonato Brasileiro de Supercross continua totalmente indefinido. O goiano Wellington Garcia e o mineiro Swian Zanoni venceram as corridas e assumiram as lideran‡as das categorias SX1 e SX2, respectivamente. Mas a situa‡Æo dos pilotos nÆo ‚ nada confort vel, j  que poucos pontos separam os primeiros colocados. A ssim, fortes emo‡äes estÆo reservadas para a grande final da competi‡Æo, marcada para o dia 15 de dezembro em Jundia¡ (SP).

O p£blico paranaense fez a sua parte e lotou as arquibancadas. Mais de 6.500 espectadores vibraram com os pegas na pista. A apresenta‡Æo de freestyle do piloto Joaninha, as entrevistas ao vivo no telÆo e o show de fogos e luzes foram os outros pontos altos do evento.

SX2 – A bateria da SX2 foi de tirar o f“lego, sendo definida nas £ltimas voltas. Piloto da casa, o entÆo l¡der Leandro Silva largou na frente e fez o holeshot, mas logo depois cometeu um erro, sofreu queda e caiu para as £ltimas posi‡äes. Melhor para o tamb‚m paranaense Jean Ramos e para Zanoni, protagonistas de um duelo incr¡vel. Ramos assumiu a ponta a liderou a maior parte do tempo, sempre amea‡ado pelo mineiro. Por‚m, a moto de Ramos ap resentou problemas e baixou de rendimento. Em uma curva fechada, Zanoni teve a oportunidade e passou … frente, conseguindo administrar a vantagem at‚ o final.

“Tive sorte da moto do Jean ter falhado e consegui fazer a ultrapassagem no final. Apesar de nÆo ter largado bem, consegui me recuperar. Vou fazer o m ximo para vencer novamente na etapa final”, comentou Zanoni. Jean Ramos valorizou o apoio da en‚rgica torcida. “Os curitibanos me apoiaram muito e fiquei feliz de andar na frente em casa. O problema na moto ‚ algo que faz parte das corridas. Ca¡ durante os treinos e a minha moto desmanchou na parte de tr s. Tivemos de refazer, mas aos sete minutos de prova a moto j  nÆo rendia mais”, lamentou o jovem piloto.

SX1 – Atual campeÆo brasileiro de motocross das categorias MX1 e MX2, Wellington Garcia confirmou a ¢tima fase. Fez o holeshot e dominou a bateria do in¡cio ao fim, conquistando boa vantagem sobre os rivais. “Fui impondo o ritmo que ‚ o mesmo dos treinos do meu dia-a-dia. Consegui abrir boa vantagem, mas os outros pilotos tamb‚m estÆo de parab‚ns pelo trabalho”, comentou o goiano, j  pensando na corrida final. “Agora que assumi a lideran‡a quero administrar o resultado para ser campeÆo em Jundia¡.”

A bateria contou ainda com o retorno de JoÆo Paulino “Marronzinho”, que estava fora da competi‡Æo desde a primeira etapa, realizada em setembro, quando se envolveu em um acidente e se machucou. Ele ficou em segundo lugar na corrida. “Fiquei 47 dias sem mover o bra‡o. Foi um per¡odo muito dif¡cil para mim, por isso considero essa corrida uma vit¢ria”, afirmou o catarinense.

Presen‡a ilustre – O Brasileiro de Supercross contou com presen‡as il ustres, como a do lend rio piloto Jorge Negreti, que nesta temporada completou 25 anos de motociclismo. Ele estava fascinado com o n¡vel do evento. “Estou muito feliz em ver esta nova gera‡Æo, pois tor‡o muito por todos esses pilotos. E o Brasileiro de Supercross nÆo deve nada para qualquer outro campeonato do mundo”, afirmou.

Confira o p¢dio de Curitiba: SX1
1 – Wellington Garcia
2 – JoÆo Paulino “Marronzinho”
3 – Roosevelt Assun‡Æo
4 – Pipo Castro
5 – Massoud Nassar

SX2
1 – Swian Zanoni
2 – Marcello “Ratinho” Lima
3 – Jean Ramos
4 – Anderson Cidade
5 – Leandro Silva

Campeonato ap¢s a quarta etapa SX1
1 – Wellington Garcia (73 pontos)
2 – Roosevelt Assun‡Æo (68)
3 – Pipo Castro (65)
4 – Kurtt Rocha (47)
5 – Davis GuimarÆes (38)

SX2 – 1 – Swian Zanoni (77 pontos)
2 – Leandro Silva (67)
3 – Marcelo “Ratinho” Lima (64)
4 – Jean Ramos (61)
5 – Rodrigo Selhorst (45)