Foto: Wellington Garcia, piloto da MX1 do Team Honda

Wellington Garcia e Swian Zanoni fecham o Brasileiro de Motocross com vitórias

Foto: Wellington Garcia, piloto da MX1 do Team Honda

Foto: Wellington Garcia, piloto da MX1 do Team Honda

Atual campeão da MX1 e da MX2, goiano foi o mais rápido na principal categoria; Swian sobrou na MX2 e levou o público de Nova Friburgo ao delírio

A etapa final do Campeonato Brasileiro de Motocross parou a cidade de Nova Friburgo, na região serrana do Rio de Janeiro, neste domingo. Público estimado em mais de 40 mil pessoas, segundo a Polícia Militar, compareceu em peso para prestigiar os melhores pilotos do país em disputas emocionantes. Swian Zanoni, que mora em Nova Friburgo, levou as arquibancadas ao delírio ao ganhar a bateria da MX2 com sobra. Já na MX1, Wellington Garcia fechou a temporada com vitória e mostrou novamente que é o mais rápido na pista. O goiano já havia conquistado os títulos das classes MX1 e MX2 com uma rodada de antecipação, repetindo o feito de 2007.

Além da dobradinha de Garcia, o Team Honda saiu campeão na categoria MXJr com o piloto Rodrigo Rodrigues, que confirmou o título neste sábado. Na 85cc, Everaldo Filho conquistou o vice-campeonato. Na opinião de Wilson Yasuda, gerente de competições da Honda do Brasil, o balanço do ano foi mais do que positivo. “Foram conquistas extremamente difíceis, que exigiram um trabalho forte. O principal ponto da equipe no Brasileiro foi a união dos pilotos. Todos se uniram e fizeram o melhor, competindo de forma limpa, sempre pensando no lado esportivo”, explicou Yasuda.

Apesar de já ter assegurado o título da MX1 com antecedência, Wellington Garcia tinha como objetivo vencer a prova deste domingo para não deixar dúvidas de seu desempenho. Isto porque a disputa da categoria envolveu uma briga judicial, na qual o principal adversário de Wellington, João Paulino -Marronzinho-, foi punido com perda de pontos por não utilizar os pneus oficiais da competição da marca Pirelli. -Esta vitória torna o meu título incontestável. Fiz uma bela prova, tive muitas dificuldades no caminho, mas consegui superar todos os pilotos das outras equipes. Foi uma conquista por competência, e não por conta desta disputa judicial-, desabafou o goiano.

Outro piloto que vibrou em Nova Friburgo foi Swian Zanoni, que teve o apoio maciço de público por ser o representante da casa. Na corrida da MX2, os fãs foram de carona com o competidor em todos os pontos da pista. -O público est á de parabéns, dava para escutar o pessoal gritando a cada volta. Esta força foi muito importante para mim. Deu tudo certo e consegui a vitória em casa-, comemorou.

Por outro lado, Everaldo Filho, da 85cc, sabia que tinha plenas condições de faturar a taça. -Venci cinco das oito etapas, mas não pontuei nas duas primeiras corridas e isso custou caro-, lamentou o piloto, com lágrimas nos olhos. O campeão da classe foi Endrews Armstrong.

Na MXJr, direcionada a pilotos de até 17 anos, Rodrigo Rodrigues é o novo campeão brasileiro de motocross. Ele confirmou o feito neste sábado, sendo que este foi o segundo título nacional da carreira de Rodrigo Rodrigues (conquistou o campeonato brasileiro da classe 85cc em 2006). -É uma felicidade imensa. Gostaria de agradecer a todos que me ajudaram desde o início do campeonato. Agora é comemorar-, vibrou o cam peão.

Resultados – Etapa Nova Friburgo (RJ)
MX1
1 – Wellington Garcia – Honda CRF 450R
2 – João Paulino Marronzinho
3 – Roosevelt Assunção
4 – Pipo Castro
5 – Rafael Faria
7 – Dudu Lima
9 – Rodrigo Rodrigues

MX2
1 – Swian Zanoni
2 – Thales Vilardi
3 – Gustavo Takahashi
4 – Dudu Lima – Honda
5 – Rodrigo Rodrigues
10 – Hector Assunção

85cc
1 – Everaldo Filho
2 – Cézar Zamboni
3 – Leonardo Lizott
4 – Endrews Armstrong
5 – Matheus Corguinha

MXJr (bateria realizada no sábado)
1 – Dudu Lima
2 – Gabriel Gentil
3 – Rodrigo Rodrigues
4 – Gustavo Takahashi
5 – Rodrigo Lama
7 – Hector Assunção

Classificação final – Brasileiro de Motocross 2009
MX1
1 – Wellington Garcia – 187 pontos
2 – Pipo Castro – 147 pontos
3 – Swian Zanoni – 123 pontos
4 – Roosevelt Assunção – 97 pontos
5 – Douglas Parise – 93 pontos
6 – Marcello Ratinho – 89 pontos
7 – Jean Ramos – 82 pontos
9 – Thales Vilardi – 75 pontos
12 – Leandro Silva – 53 pontos

MX2
1 – Wellington Garcia – 165 pontos
2 – Pipo Castro – 149
3 – Swian Zanoni – 127 pontos
4 – Jean Ramos – 121 pontos
5 – Thales Vilardi – 119 pontos
9 – Gustavo Takahashi – 89 pontos
10 – Hector Assunção – 77 pontos
12 – Rodrigo Lama – 66 pontos
13 – Dudu Lima – 65 pontos
14 – Rodrigo Rodrigues – 63 pontos

85cc
1 – Endrews Armstrong – 152 pontos
2 – Everaldo Filho – 147 pontos
3 – Thiago Formehl – 121 pontos
4 – Anderson Amaral – 117 pontos
5 – Kaio Miranda – 114 pontos
6 – Cézar Zamboni – 113 pontos
12 – Eduardo Rudnick – 57 pontos

MXJr
1 – Rodrigo Rodrigues – 172 pontos
2 – Gustavo Takahashi – 156 pontos
3 – Hector Assunção – 152 pontos
4 – Rodrigo Lama – 135 pontos
5 – Dudu Lima – 110 pontos

O Team Honda tem apoio da Mobil, Pirelli, Showa, ASW, Polisport, Riffel, Oakley, Orbital, D.I.D., NGK, Master Freios, Pro Taper, Reebok, Griffe Correa e Yoshimura.