Foto: Pipo Castro, piloto da equipe 2B Racing da categoria Pro, no Arena Cross

Wellington Garcia vence em São José (SC)

Foto: Pipo Castro, piloto da equipe 2B Racing da categoria Pro, no Arena Cross

Foto: Pipo Castro, piloto da equipe 2B Racing da categoria Pro, no Arena Cross

Debaixo de muita chuva na segunda etapa, piloto volta para casa com a liderança da categoria Pro e quatro mil reais de prêmio

Com muita técnica e vontade, Wellington Garcia (equipe Honda/ASW) conquistou a segunda etapa do Arena Cross 2009, realizada neste sábado (d ia 30), em São José, Santa Catarina. O evento foi marcado pela forte chuva e muita lama na pista. Com a vitória, o piloto goiano assumiu a liderança da categoria Pro e ainda levou para casa o prêmio de quatro mil reais. Os vencedores das outras baterias foram Hector Assunção (Team Honda, categoria Júnior), Pepê Bueno (Castelo Works, 65cc) e Enzo Lopes (Freeday, 50cc). Por conta das condições do circuito, a organização decidiu não realizar a segunda corrida da Pro, além da bateria da 85cc.

“A prova foi bem mais difícil que o treino. A pista estava muito escorregadia. Mas consegui largar na frente e conquistei um importante resultado”, disse Wellington. Em segundo lugar na Pro ficou o catarinense Pipo Castro, da equipe 2B Racing, seguido de Marcello Lima “Ratinho” (Honda/Mobil).

Os pilotos enfrentaram uma pista cheia de surpresas em função da gr ande quantidade de lama. Wellington Garcia estava em uma noite inspirada: largou na frente, chegou a perder a primeira colocação para Jean Ramos, mas se recuperou e manteve a liderança ao cruzar a linha de chegada, somando mais vinte pontos para sua equipe, a Honda/ASW.

O resultado final da categoria Pro foi decidido em apenas uma bateria. Por conta da forte chuva e da grande dificuldade de pilotagem, Carlinhos Romagnolli, diretor da Carlinhos Romagnolli Promoções e Eventos, empresa que realiza o Arena Cross, se reuniu com os diretores de prova e decidiu cancelar a segunda bateria da classe, que uniu os pilotos das antigas MX1 e MX2. Já a categoria 85cc os organizadores vão decidir se a prova irá acontecer em outra etapa.

Além do show proporcionado pelos melhores pilotos do motocross nacional, o público catarinense contou com uma animação extr a. O locutor Zezito agitou o campeonato empolgando as mais de cinco mil pessoas, que mesmo debaixo de muita chuva compareceram ao evento enchendo as arquibancadas.

Catarinenses – Os três pilotos catarinenses que correram em casa fizeram bonito. Na categoria Pro, Pipo Castro ficou em segundo lugar – mesma colocação de.Gabriel Gentil na Júnior, seguido de João Paulo Feltz. Apenas Hallex Dalfovo que ainda não conseguiu estrear no Arena Cross. O piloto não pode competir na primeira etapa em São Manuel, e desta fez sua categoria foi cancelada.

Djalma Vando Berges, prefeito de São José, deu seu discurso no Arena Cross. “Foi um grande espetáculo. Mesmo com a forte chuva o público compareceu. A prefeitura de São José estará sempre apoiando o Arena Cross”, disse.

Júnior – Na base da raça os pilotos proporcionaram a bateria mais eletrizante da segunda etapa. Os pilotos Hector Assunção, Gabriel Gentil e João Paulo Feltz disputaram o troféu da categoria volta a volta. Mas ao final da prova Hector Assunção conseguiu superar seus adversários e venceu a corrida. “Consegui manter o ritmo e andar redondo. Superei os obstáculos em uma pista muito difícil e estou muito feliz com o resultado”, disse o paulista.

Na segunda colocação ficou Gabriel Gentil. “Foi a prova mais difícil que corri. Caí três vezes, mas graças a Deus estou bem. Estou feliz por ter conquistado esse resultado”, disse o piloto. Já na terceira colocação ficou João Paulo Feltz. “Dei meu melhor e conseguiu um ótimo resultado em casa”, observou.

65cc – A 65cc foi a segunda categoria a entrar na arena. Os pilotos estavam com muita vontade. Pepê Bueno conseguiu uma melhor pilotagem e conquistou a vitória. O piloto comemorou muito após cruzar a linha de chegada. João Gabriel ficou em segundo, seguido de Victor Monnerat.

50cc – Com idade entre cinco e nove anos, os jovens pilotos fizeram bonito na arena. Quem se deu melhor foi Enzo Lopes. O piloto, que começou a andar de moto aos tres anos de idade, fez uma boa prova e levou o troféu para casa. Enzo havia vencido a primeira etapa em São Manuel (SP). Agora com esse resultado, lidera o campeonato com 40 pontos. “Venci as duas etapas, estou muito satisfeito com as vitórias”, comemorou o piloto.

Disputa por equipes – Com os resultados desta etapa, a equipe Honda/ASW passou a liderar o campeonato com 78 pontos na classificação geral, superando a Honda/Pirelli, com 64 pontos. Em terce iro está a Honda/Mobil, com 55. Em seguida vem a Suzuki/Petrobras com 54. Esta disputa é válida apenas para a categoria Pro. As equipes são formadas por dois pilotos que somam pontos individualmente para sua equipe. O time campeão será decidido através de pontos, ou seja, a equipe que somar a maior pontuação ao final da temporada será a grande campeã do Arena Cross 2009.

A terceira etapa do Arena Cross está marcada para o dia 20 de junho, em São Sebastião, São Paulo.

Resultados – pilotos e equipes
Pro – 1 – Wellington Garcia (Honda/ASW)
2 – Pipo Castro (2B Racing)
3 – Marcelo Lima (Honda/Mobil)
4 – Jean Carlo Ramos (Honda/Pirelli)
5 – Douglas Parise (KTM/Red Nose)

Júnior – 1 – Hector Assunção (Honda)
2 – Gabriel Gentil (KTM)
3 – João Paulo Feltz (Privado)
4 – Sérgio Monteiro (Academia)
5 – Rodrigo Rodrigues (ASW)

65cc – 1 – Pepê Bueno (Castello Works)
2 – João Gabriel Micheli (Posto Solon)
3 – Victor Monnerat (Stam Fechaduras)
4 – Hugo Eve (Privado)
5 – Luciano Oriano Junio (Privado)

50cc – 1 – Enzo Lopes (Freeday)
2 – Carlinhos Evangelista (Brasil Racing)
3 – Guilherme Grassi Rodrigues (GPC Veículos)
4 – Artur Todeschini (Expresso Sul)
5 – Wagner da Silva (Bela Vista)

Disputa por equipes
1 – Honda/ASW – 78 pontos
2 – Honda/Pirelli – 64
3 – Honda/Mobil – 55 4 – Suzuki/Petrobras – 54
5 – KTM/Red Nose – 48
6 – 2B Racing – 44
7 – MX Parts/Rede Farma Total – 18