XT 660, elogios, parceria, Fazer, poluição e incompatível

XT 660
Tite, em 1§ lugar OBRIGADO; por sua causa troquei minha canyon 500 (um MICO, devido a dificuldade de se achar pe‡as $$$, mas no geral uma bela moto) pela xt660, a moto e show, fiz SP … SJRPreto, para amaciar a danada! nÆo tenho nada a reclamar porem queria uma ajuda. Ela possui um sistema de regulagem da inje‡Æo atraves do painel, vc sabe como funciona? que regulagem ‚ melhor? outra coisa vejo discussoes no site de qtos Kms para trocar o oleo, a yamaha recomenda a cada 10.000km!
Eduardo – sÆo bernardo do campo
Por nada, Edu, ainda bem que vc se livrou da Canyon 500 porque a Cagiva foi a PIOR marca de moto que j  tive na vida! Idem em rela‡Æo ao p¢s venda. Sim, eu conhe‡o o sistema de regulagem da inje‡Æo da XT 660, mas prometi com a mÆo sobre a B¡blia que nÆo revelaria o funcionamento para evitar que os donos de XT 660 fa‡am filas nas concession rias para voltar … regulagem original. Um aviso: s¢ os mecƒnicos com forma‡Æo em inje‡Æo eletr“nica podem mexer naqueles botäezinhos. Se vc subornar um mecƒnico destes, talvez ele altere a regulagem original pra vc, mas pense bem, porque os parƒmetros originais levam em conta a redu‡Æo de emissäes e a m‚dia de qualidade da nossa gasolina batizada. Se vc mexer a moto pode ficar gastona, ruim e poluidora. Qto … troca de ¢leo, vou pesquisar com uns manos da Yamaha e te aviso.

Elogios
Cara, descobri este site por acaso, procurando por fotos da fazer 250, e acabei me divertindo, dando boas risadas ao ler as mat‚rias (hornet, Twister x Tornado). O alto astral e a l¡ngua solta considero como fundamental numa mat‚ria, para nÆo ficar naquele tecniss¡smo chato e que me fazem desistir j  no meio de uma leitura. Muito legal, parab‚ns a todos.
Gilberto – Governador Valadares, MG
Valew, Giba!

Parceria
Ola, como adoro motos, adorei a materia da cg, e sou editor de uma revista em Foz do Igua‡u, gostaria de estar em parceria com voces para divulgar na revista uma parte da materia e as fotos, claro enviando uma revista depois de lan‡ada para voces. a revista se chama PourVoce, ela nÆo ‚ vendida e ‚ mantida pelos anunciantes e colaboradores.
Gilberto – Foz do Igua‡u – Paran 
Oi Giba, obrigado pelos elogios. Como vc pode ver, n¢s nÆo somos mantidos por anunciantes nem colaboradores, mas por n¢s mesmos, por isso nÆo podemos liberar o conte£do gratuitamente. Para mais detalhes entre em contato direto por meio do marketing@motonline.com.br e fale com Harada, o homem da grana!

Fazer
A verdade ‚ a seguinte: Moto ‚ como mulher e a primeira impressÆo ‚ a que fica! Talvez em virtude da expectativa que criamos sobre esta moto a decep‡Æo foi grande e acredito que a Yahama vai continuar comendo poeira, pois a Twister ‚ mil vezes mais linda que a Fazer (isso sem falar em n£meros – potˆncia!). As rodas lembram as atingas rodas da RD350, o conjunto ¢ptico traseiro parece a antiga CBX 150 Aero e o apecto geral nÆo criou personalidade pr¢pria. Que pena!
Ricardo – SÆo Paulo

Polui‡Æo
Sei que motos poluem mais que carros e por isso mesmo haver  mudan‡as na constru‡Æo das novas.Mas quanto mais antiga mais poluente ‚ a moto? a partir de quando a emissÆo de gases come‡ou a ser reduzida? tem como reduzir a emissÆo numa moto que nÆo foi projetada pra isso?
Tomate – Vinhedo
Muito boas as perguntas! As motos come‡aram a entrar na determina‡Æo de redu‡Æo de poluentes nos anos 90, portanto h  uma d‚cada. Para 2006/2007 as restri‡äes serÆo ainda maiores, o que praticamente vai exigir o uso de inje‡Æo ou conversor catal¡tico em todas as motos, desde as pequenas 125 at‚ as superesportivas (que j  nascem assim). A melhor forma de reduzir as emissäes de ru¡do e poluentes ‚ manter o motor sempre bem regulado, al‚m de usar gasolina de boa qualidade. As motos fabricadas anteriormente …s normas vigentes nÆo tˆm como se adaptar aos padräes atuais, mas nÆo se preocupe porque para efeitos de fiscaliza‡Æo as normas s¢ valem para modelos fabricados ap¢s a entrada da nova normatiza‡Æo. Ou seja, quando a Promot 2006 entrar em vigor, a regulamenta‡Æo ser  v lida somente para as motos fabricadas ap¢s 2006.

Fazer 250
Visitando um outro site, vi que exisjte algo nÆo compat¡vel com sua narrativa da YAMAHA FAZER 250. Acho que j  podemos saber o certo. Se ‚ como voces decrevem ou da forma que lhe mando. (seguiu anexado a ¡ntegra do texto)
S‚rgio – Ub  – MG.
Primeiro um puxÆo de orelha: quem mandou ler outro site de moto? Mas est  perdoado porque a mat‚ria ‚ assinada pelo meu amigÆo T‚o Mascarenhas. Li o artigo e nÆo vi nada incompat¡vel com o que escrevi at‚ agora sobre a Fazer, mas devo lembrar que: a) cada jornalista tem direito de interpretar os testes e os dados da f brica como bem lhe convier; b) o T‚o ainda nÆo havia pilotado a moto quando escreveu aquele texto, ou seja, baseou-se s¢ no press-release da Yamaha; c) vˆ se p ra de ler outros sites!