yamaha-rd50

Yamaha completa 40 anos de Brasil

Em 10 de outubro de 1974, em Guarulhos, na grande São Paulo, era fabricada a primeira motocicleta brasileira. Uma Yamaha RD 50, apelidada carinhosamente pelo público de “cinquentinha”. Começava assim uma grande indústria nacional que neste ano de 2014 completa 40 anos no País, a Yamaha Motor do Brasil, primeira fábrica de motocicletas aqui instalada e consolidada hoje entre as maiores montadoras.

O modelo YA1 foi a primeira motocicleta produzida pela Yamaha, em 1955

O modelo YA1, de 125cc, foi a primeira motocicleta produzida pela Yamaha, em 1955

Nesse período, a marca lançou mais de 140 modelos, despertando o desejo e atendendo à paixão dos brasileiros pelas duas rodas. Logo após a “cinquentinha”, vieram a RD 75, evolução natural da primeira, e a RS 125, montada com peças e acessórios todos fabricados no Brasil. A companhia introduziu vários segmentos de motocicletas no mercado brasileiro, como as primeiras Trail, Cross e Racing nacionais, contribuindo e caminhando junto com a história do segmento no Brasil.

A "cinquentinha" foi a primeira motocicleta produzida no Brasil

A "cinquentinha" foi a primeira motocicleta produzida em solo brasileiro

Ainda na década de 1970, a TT 125 foi a primeira Trail brasileira, com amortecedores “superdimensionados”, maior curso e resistência e com garfo dianteiro mais longo. Na categoria Cross, a DT 180, logo depois rebatizada como DT180 Super – que foi campeã de inúmeros enduros (principalmente o Enduro da Independência). E a RD 350, que ainda é buscada por muitos colecionadores, foi a primeira Racing nacional. Fabricada entre 1986 e 1993 foi febre e formou muitos pilotos.

Na década de 1990, dois modelos icônicos passaram a ser importados pela marca apresentando o que há de melhor sobre duas rodas em todo o mundo. A V-Max, trazida em 1994 e até hoje referência em motocicleta. E em 1998 – menos de um ano depois do lançamento mundial – a YZF-R1, modelo moderno e que representa a busca dos engenheiros da marca de integrar homem e máquina em um único símbolo, ou seja, a extensão do motociclista. A Yamaha foi pioneira dessa ideia e hoje todas as esportivas, influenciadas por esse conceito, seguem de uma maneira ou outra o tom que essa motocicleta trouxe no seu lançamento.

O nome Yamaha vem de seu fundador, Torakusu Yamaha, filho de um astrônomo que serviu ao clã Kishu Tokugawa – numa era em que o Japão presenciava enormes reformas à medida que se transformava de um País feudal numa sociedade moderna. Em 1887 construiu o seu primeiro órgão musical e, em 1897 criou a Nippon Gakki Co. Ltd. – atual Yamaha Corporation.  A essa altura a Yamaha já era pioneira na produção de instrumentos musicais ocidentais no Japão. A Yamaha Motor Corporation Ltd., braço da linha de motores da companhia, surgiu 58 anos depois, em 1955, e foi criada pelo então presidente da Nippon Gakki, Genichi Kawakami.

O emblema da Yamaha, um arranjo de três diapasões usados para afinar instrumentos musicais, foi definido pela Nippon Gakki em 1898 e tem sido usado pela Yamaha Motor desde a sua fundação. Os três diapasões no emblema original incorporam a ideia de “três braços de produção, marketing e tecnologia ousadamente ascendendo para o mundo”. Hoje a Yamaha Motor acrescenta sua própria definição ao emblema, de “clientes, sociedade e indivíduos”.

No Brasil, o primeiro escritório da empresa, na época ainda como importadora, foi fundado em 1970, e era situado na Rua General Osório, em São Paulo. Em 1973 chegam as primeiras motocicletas de média cilindrada da famosa linha XS, posteriormente denominada TX com motos de 500cc, 650cc e 750cc.

Pouco a pouco a Yamaha desenvolvia um projeto mais ambicioso, que previa a construção de uma fábrica localizada em Guarulhos (SP), nas margens da Rodovia Presidente Dutra que estrategicamente a deixava próxima do interior do estado paulista e do porto de Santos. Em 1974 a Yamaha do Brasil inaugurou sua fábrica no Brasil, a primeira planta da marca fora do Japão e a primeira de motocicleta em solo nacional, ano em que produziu a primeira motocicleta do Brasil, a RD50, conhecida como “Cinquentinha”.

Yamaha RD 350, a lenda

Yamaha RD 350, a lenda

O lançamento da YBR-125 com motor quatro tempos em 2000 foi um marco importante de crescimento da Yamaha no mercado de motocicletas brasileiro. Em 2005 a Yamaha lançou a YS 250 Fazer, pioneira em uma nova geração de motocicletas “verdes” com injeção eletrônica, catalisador e sistema de indução de ar. Em 2005, a Yamaha XT 660R foi a primeira motocicleta da nova geração com injeção eletrônica e catalisador, produzida somente pela Yamaha do Brasil e pela Yamaha francesa.

Talvez a maior prova da capacidade técnica da Yamaha seja a super esportiva YZF-R1, lançada mundialmente em 1998, chegando ao Brasil logo em seguida. Essa motocicleta é uma das poucas que se encaixa no perfil de “lendária”, com seu motor de 4 cilindros em linha, 998cc e 182 cavalos. Importando diretamente tecnologia da MotoGP, principal campeonato de motovelocidade do mundo, a “R1”, como é chamada, foi um marco na categoria com performance acima da média e engenharia de ponta. Essa motocicleta inspirou e continua inspirando todas as outras da sua categoria até hoje.

A lendária YZF-R1, prova incontestável da capacidade técnica da Yamaha

YZF-R1, prova incontestável da capacidade técnica da Yamaha

Sobre a Yamaha do Brasil

A marca dos três diapasões – menção ao conhecido escudo com três diapasões sobrepostos, se estabeleceu no Brasil em 1970 com a Yamaha Motor do Brasil Ltda. Foi a primeira fabricante de motocicletas a se instalar efetivamente no País. Já em outubro de 1974 passou a produzir em Guarulhos, São Paulo, o primeiro modelo nacional, a Yamaha RD 50. Em 1985 se estabelece em Manaus, Amazonas com uma segunda unidade fabril, a Yamaha Motor da Amazônia Ltda. Hoje são 25 diferentes versões e 20 modelos de motocicletas, 07 ATV´s (quadriciclos), 09 WaveRunner (veículos aquáticos), 20 modelos de motores de popa e uma Rede com mais de 500 Concessionárias e pontos de venda autorizadas e capacitadas no atendimento e serviços com qualidade.

O Grupo Yamaha Motor no Brasil é constituído por sete empresas, como a Yamaha Motor do Brasil Ltda, Yamaha Motor da Amazônia Ltda, Banco Yamaha Motor do Brasil S/A, Yamaha Administradora de Consórcio Ltda, Yamaha Motor do Brasil Corretora de Seguros Ltda, Yamaha Motor Componentes da Amazônia Ltda e Yamaha Motor do Brasil Serviços e Participações Ltda. Fazem parte do grupo também às filiais Yamaha Motor del Peru S/A, Yamaha Motor Uruguai S/A e Yamaha Motor Argentina S/A. A Yamaha do Brasil é um importante polo produtor e exportador para grupos seletos e exigentes como, Europa, Estados Unidos, Canadá, Japão, Oceania e Mercosul.