upload-produto-160-download-2017-ste_3797-a

Yamaha Crosser 2017 traz poucas mudanças

Apresentada em fevereiro de 2014, a Yamaha XTZ 150 Crosser recebe agora a primeira modificação. Na verdade, trata-se apenas de um facelift, onde foram aplicados novos grafismos, a moto ganhou uma nova cor (azul) e há nova iluminação no painel. De resto, a moto segue igual tanto em termos técnicos quanto estéticos.

Talvez a maior modificação que a Crosser tenho sofrido desde seu lançamento tenha sido fruto de dois recall que a Yamaha convocou do modelo, um deles praticamente um ano após o lançamento, para troca do cubo da roda traseira, e o segundo recall em maio de 2016 , esse para troca do chassi. Apesar deste dois sustos iniciais, a moto se mostra no mercado muito confiável, econômica e adequada ao perfil do consumidor brasileiro.upload-produto-160-download-2017-ste_3796

O desempenho de vendas do modelo mostra que a moto atende adequadamente ao público que deseja uma moto versátil para o dia a dia, que encara bem a buraqueira e não penaliza tanto o piloto. Ela se destaca pela economia de combustível, pelo conforto que oferece e pela versatilidade de uso, permitindo inclusive algumas incursões no fora de estrada mais leve. Veja o teste completo da moto aqui.

A Yamaha XTZ 150 Crosser está disponível para 2017 nas versões E e ED, a primeira com freios a tambor, algo que já poderia ter sido abolido nesta classe de motocicletas. Desenvolvida em conjunto entre a engenharia brasileira e japonesa para oferecer a melhor experiência de pilotagem possível e levando em consideração as características das ruas brasileiras, a Crosser traz um design diferente, que não lebra exatamente uma moto trail, como sua concorrente, a Honda Bros 160.

As mudanças para o modelo 2017 estão apenas no design e na nova cor “Competition Blue”. Os grafismos buscam mostrar ousadia, jovialidade e esportividade e a nova iluminação do painel de instrumentos, antes vermelha, agora é branca, o que facilita a leitura das informações, como conta giros analógico, relógio, fuel trip e do visor LCD digital, que traz indicador de marchas, marcador de combustível, velocímetro, odômetro parcial e total.upload-produto-160-download-2017-ste_3797

Outros destaques da Yamaha XTZ 150 Crosser são o farol com lâmpadas halógenas, as rodas raiadas com aro 17” (traseira) e 19” (dianteira), o bagageiro moderno com alças de apoio em alumínio com capacidade de carga para 7 kg e o motor bicombustível “Blue Flex”, equipado com injeção eletrônica e que desenvolve de 12,2 cv com gasolina e 12,4 cv com álcool. As suspensões também se diferenciam pelo funcionamento suave e que tem boa capacidade de absorver as irregularidades do piso, fruto do link na suspensão monochoque na traseira. A Yamaha informa que realizou um pequeno ajusta na suspensão traseira, agora 10 mm mais alta.

Na versão ED, a Crosser 2017 tem o guidão ajustável, o que possibilita melhor adaptação a pilotos de diferentes estaturas, aumentando a sensação de conforto. A Yamaha XTZ 150 Crosser está dentro do programa Revisão Preço Fixo da Yamaha, na qual o cliente sabe exatamente quanto pagará desde a primeira até a sétima revisão (até os 30.000 quilômetros). A Crosser 2017 já está disponível em todo o mercado nacional nas cores Competition Blue, Sports White e Cinza Rock, em duas versões: (E) com freios a tambor e preço sugerido de R$ 9.990,00 + frete, e versão (ED) equipada com ajuste de guidão, freio dianteiro a disco e traseiro a tambor com preço sugerido de R$ 10.990,00 + frete.Separador_motos



Sidney Levy

Motociclista e jornalista paulistano, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. Acredita que a moto é a cura para muitos males da sociedade moderna.