r15-5

Yamaha lança nova YZF R15 2017 V3.0… na Ásia!

O mercado asiático de motos está em êxtase desde ontem, 23 de janeiro, quando a Yamaha apresentou a nova R15 2017, que por lá é conhecida como YZF-R15 V3.0 – por se tratar da terceira geração do modelo. A moto herda o mesmo design agressivo e esguio, com linhas fortes e pontiagudas das irmãs maiores, em uma família que ainda tem modelos de 250 cc a 1.000 cc.

Duas integrantes da família nós já conhecemos: R3 e R1. Nesta irmã menor, além do (bom) design das família, a engenharia da Yamaha trabalhou muito e conseguiu extrair do pequeno motor de 155,1 cc , arrefecido a líquido, 4 tempos e SOHC, excepcionais 19,2 cv de potência, quase a mesma potência da veterana YS 250 Fazer que temos no Brasil. 

Yamaha lança nova YZF R15 v3.0 2017 na Ásia

Yamaha lança nova YZF R15 v3.0 2017 na Ásia

Maverick Viñales foi o 'garoto propaganda' do modelo

Maverick Viñales foi o ‘garoto propaganda’ do modelo

A moto já está disponível na Indonésia e deve chegar à India nos próximos meses. O “padrinho” do lançamento foi ninguém menos que o piloto Maverick Viñales, a grande aposta da Yamaha Movistar na temporada 2017 da MotoGP, colega de box de Valentino Rossi. 

Em comparação ao modelo anterior, que não recebia melhorias notáveis desde 2011, a R15 v 3.0 “é mais rápida, mais poderosa, mais segura e tem mais recursos eletrônicos”, segundo a imprensa especializada indiana, que está chamando a nova YZF R15 de “Baby R15″.

Saiba mais sobre (e namore) a nova Yamaha YZF R15 V3.0

O já citado motor SOHC de 155,1 cc e 19,2cv (a 10.000 rpm) também gera 1,6 kgf.m de torque máximo, aos 8.500 rpm. A missão do propulsor, aliada ao câmbio de seis marchas com embreagem multidisco em banho de óleo, é extrair todo o desempenho possível para mover a moto que pesa 137 kg. De quebra, na busca por retomar a liderança em um mercado muito disputado na Ásia, a Yamaha ainda equipou a moto com embreagem deslizante – uma característica não disponível em nenhuma outra motocicleta no espaço de 150 cc na Índia.

Design agressivo: visual herdado de uma irmã maior, a YZF R6

Design agressivo: visual herdado de uma irmã maior, a YZF R6

Painel totalmente digital

Painel totalmente digital

Na suspensão, mais novidades. A recém-lançada Yamaha R15 inclui novos recursos como Assist & Slipper Clutch – que normalmente é visto apenas em motores grandes na Ásia. O recurso auxiliar faz o funcionamento da embreagem mais leve, para que o piloto tenha mais conforto ao operá-la, enquanto a embreagem deslizante faz o câmbio mais suave, principalmente em reduções de marcha em rotações mais altas. Na dianteira a suspensão é do tipo invertida, enquanto a traseira conta com sistema monoshock com ajustes na pré-carga da mola.

O preço oficial da nova R15 V3 ainda não foi divulgado pela Yamaha, mas a mídia local tem estimado algo na casa das 1,30,000 de rúpias, valor próximo de dois mil dólares. Sobre o visual, ligeiramente inspirado na R6, há luzes dianteiras e traseiras em LED. O painel de instrumentos é totalmente digital, inclusive o velocímetro e conta-giros.  Já o tanque de combustível tem capacidade para 11 litros, o que deve gerar autonomia na casa dos 350 km, segundo dados do fabricante. O sistema de escapamento também foi remodelado, incluindo novos elementos visuais. Os pneus tem medidas de 100/80 na dianteira e 140/70 na traseira. Nos ‘contras’, cabe citar a falta de freios ABS.

Lançamento oficial agitou o mercado asiático. Moto está disponível nas cores preto, vermelho e, como não poderia faltar, azul

Lançamento oficial agitou o mercado asiático. Moto está disponível nas cores preto, vermelho e, como não poderia faltar, azul

Mercado brasileiro

Suspensão invertida, 19cv, arrefecimento a líquido, visual agressivo, embreagem deslizante, elementos em LED… ficou com vontade de ter esta pequena esportiva abastada de tecnologia e recursos na sua garagem, né? Infelizmente, nada tem sido falado sobre exportações do novo modelo. Já há muito tempo que pequenas esportivas não se dão bem no nosso mercado. O primeiro degrau da categoria continuará sendo a faixa das 300 cc (Ninjinha e R3). O que nos resta é apreciar os lançamentos de pequenas esportivas mundo afora.

Separador_motos



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.