Yamaha MT-10

Yamaha MT-10 chegou… na Europa

Em novembro de 2015 às vésperas do Salão de Milão, a MT-10 foi apresentada como a maior representante da série MT (Master of Torque). A Yamaha MT-10 veio completar a nova família naked da marca de Iwata e promete seguir o caminho de sucesso de suas irmãs MT-09, MT-07 e MT-03. Em comum, todas compartilham a força “criativa” vinda do Lado Negro do Japão.

Considerada a versão naked da superesportiva R1, esta naked está equipada com um motor de 998 cc de 4 cilindros, comando duplo no cabeçote (DOHC) que desenvolve 160 cv de potência máxima, a MT-10 chega aos concessionários europeus da Yamaha simultaneamente ao início da temporada de motovelocidade deste ano (MotoGP e Superbike) ao preço de € 13.295,00 (13.295 Euros), algo em torno de R$ 58.000,00.

Yamaha MT-10

Yamaha MT-10 sem acessórios: para pilotos experientes

Aceleração empolgante

Segundo a fabricante, a Yamaha MT-10 é uma naked de alta performance que faz juz à sigla que lhe dá nome (Master of Torque) e desenvolve 11,3 kgf.m a 9.000 rpm, o que permite uma experiência de aceleração das mais empolgantes aos felizes e abastados motociclistas que puderem comprá-la. Esta característica deixa claro que esta não é uma moto para pilotos pouco experientes. Sua curta distância entre eixos de 1.400 mm e o peso de 210 kg são fatores que reforçam a agilidade da moto para trechos sinuosos e uma relativa facilidade para utilização em ambiente urbano.

Yamaha MT-10 equipada para os aventureiros: tudo e mais um pouco

Yamaha MT-10 equipada para os aventureiros: tudo e mais um pouco

Com ela a Yamaha entra definitivamente na briga pela pequena, mas rentável fatia das grandes naked. Sua principal rival é a  BMW S 1000 R  e para muitos ela pode ser considerada uma versão amansada da R1. Na realidade são quase 40 cv a menos. A MT-10 oferece três modos de pilotagem e várias outras opções de setup para todos os gostos e estilos, tudo combinado com o controle de tração e o ABS. Ela tem piloto automático (cruise control), as suspensões são Kayaba com garfos invertidos de 43 mm na dianteira (120 mm de curso) e monoamortecida com link tipo Monocross na traseira. Na frente são dois discos (320 mm) e disco simples na traseira (220 mm) com o ABS.

Ame ou odeie

O design segue o padrão da família MT, com muitos recortes e linhas bem características pela agressividade, tudo com muito LED e aquele ar vanguardista tipo “ame ou odeie, mas olhe para mim”. Para acentuar o potencial da nova moto, a Yamaha prepara uma gama de acessórios para personalizar a MT-10. Aos que pretendem realçar o espírito esportivo da moto, ponteira Akrapovic, sistema quick shift e itens de eletrônica inspirados nas pistas estarão disponíveis como opcionais. Já aos que buscam o prazer das viagens mais longas, o pára-brisa, as malas laterais flexíveis e um banco “confort” são itens que estão na pauta.Enquanto ela não chega por aqui, curta a galeria de belíssimas fotos da Yamaha MT-10.


 

FICHA TÉCNICA YAMAHA MT-10

 Motor – Tipo 4 tempos, 4 cilindros em linha, 4 válvulas, DOHC
Cilindrada (cc) 998 cc
Quantidade de cilindros 4 cilindros
Diâmetro X curso (mm) 79.0 mm x 50.9 mm
Taxa de compressão 12.0 : 1
Sistema de partida Elétrica
Sistema de lubrificação Cárter úmido
Capacidade de óleo do motor (L) 4,9 litros
Tipo de combustível Gasolina
Capacidade do tanque de combustível (L) 17 litros
Alimentação Injeção eletrônica
Torque máximo (kgf.m/rpm) 11.3 kgf.m a 9000 rpm
Potência máxima (cv/rpm) 160.4 cv a 11500 rpm
Sistema de ignição TCI
Consumo 8,0 litros / 100 km = 12,5 km / litro
Transmissão primária Engrenagens
Transmissão secundária Corrente
Embreagem Multidisco em banho de óleo
Câmbio 6 velocidades
Tipo de chassi Deltabox
Pneu dianteiro 120/70 ZR17 M/C (58W)
Pneu traseiro 190/55 ZR17 M/C (75W)
Freio dianteiro Duplo disco c/ 320 mm de diâmetro
Freio traseiro Disco simples c/ 220 mm de diâmetro
Comprimento total (mm) 2095 mm
Largura total (mm) 800 mm
Altura total (mm) 1110 mm
Altura do assento (mm) 825 mm
Altura mínima do solo (mm) 130 mm
Peso líquido (fluidos e tanque cheio) (kg) 210 kg
Distância entre eixos (mm) 1400 mm
Suspensão dianteira Garfo telescópico c/ tubos de 43 mm de diâmetro
Suspensão traseira Braço oscilante monoamortecido c/ links

 



Sidney Levy

Motociclista e jornalista paulistano, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. Acredita que a moto é a cura para muitos males da sociedade moderna.