Foto: Traseira da XTZ 250

Yamaha XT 250, fidelidade, CRF 230, XT 250 etc

Foto: Traseira da XTZ 250

Foto: Traseira da XTZ 250

Tio TITE, gostaria de fazer uma corre‡Æo em rela‡Æo … nova XTZ 250, ali s PARABNS pelo ANéNCIO que vc fez espetacular da nova motoquinha!. tenho uma XTZ 125 ano 2006 e a laterna traseira da nova 250 est  idˆntico ao da 125. Desculpe se estiver errado, mas pelo que conheci nas lojas, o lanterna traseira da XT 660 ‚ bem diferente da XTZ 250 que est  nas fotos do site. Continuo admirando muuuuuuuito o NOSSO site.
Pl¡nio – Goiania – GO
 Tite, daqui a 2 dias estarei fazendo meus metade de 40 anos de idade, estou ficando muuuito velho! To vendo que essa XTZ 250 vai ser uma motinha muito boa e completa, s¢ que deve vir muito cara. A Yamaha sempre quer competir com a Honda com produtos mais caros, ai fica complicado.
Myller – Vila Vellha/ES
Pl¡nio, vc tem razÆo a XT 250 tem a lanterna e o p ra-lama traseiro da XTZ 125. Myller, deixa de ser chato, eu tenho mais que o dobro da sua idade!!!

Fidelidade
Amigo TITE gostaria de saber se ‚ doen‡a ou retardamento mental uma pessoa (eu no caso) ter preferˆncia pela HONDA em detrimento das outras marcas. Estou comprando uma Tornado 2007 e embora falem da superioridade da XTZ 250, IE, freio traseiro etc., nÆo interessa continuo preferindo a Tornado. Acredito que essa fidelidade com a marca tenha surgido com um XL 350. Qual a explica‡Æo l¢gica para tal fidelidade, a final de contas a fabrica nem sabe que existimos.
Paulo – Pelotas/RS
Deve ser a tal fidelidade. Eu, por exemplo, nunca tive preferˆncia por nenhuma moto, por outro lado gosto muito da minha esposa loira de olhos verdes e nÆo a troco por nenhuma outra.

Foto: Traseira da XTZ 125

Foto: Traseira da XTZ 125

CRF 230
Curiosidade, esta moto nova da Honda para Off-road, a 230F algo assim, pode rodar nas ruas pavimentadas normalmente? Pelo o que vi muito r pido, nÆo encontrei local para placa nem outros adere‡os. Outra coisa em 2003 (abril acho) fui a uma revenda Yamaha, e eles me disseram que a Yamaha estava pra lan‡ar uma 250 no mercado, para competir com a Twister. Tomara que esta Suzuki seja mais r pida.
Thiago – Campinas – SP
A CRF 230 nÆo poder  rodar em ruas porque nÆo tem lanterna traseira, nem piscas, nem espelhos retrovisores. Ela nÆo ter  n£mero de Renavam, logo ser  impedida de licenciar. Tamb‚m espero que a Suzuki 250 venha mais r pida.

CRF 230 e XT 250
Gostaria de trocar minha moto XR200R que est  preparada para trilhas (motor rebaixado, carburador preparado para usar gasolina Podium, filtro de ar modificado e freio traseiro a disco) por uma dessas motos que serÆo lan‡adas: CRF230F ou a nova Yamaha 250. Tenho as seguintes duvidas: 1- Se a moto da Yamaha por ter inje‡Æo eletr“nica poder  ser modificada para render mais como hoje se faz com as motos carburadas (mexer no gicle e abertura do ar, por exemplo). 2- Se a CRF230F vai vir basicamente com o mesmo motor que a XR200, sendo s¢ um aumento de cilindrada. E qual ser  sua potˆncia? Ouvi dizer que ter  19Hp. Se a potencia for essa o ganho em rela‡Æo a minha moto vai ser pequeno creio eu, pois minha moto est  andando pr¢xima das Tornados com prepara‡Æo b sica. 3- Vc sabe a respeito da ciclistica dessas motos? Como se portam em trilhas? Os cursos das suspensäes? O peso delas? 4- Estive vendo o site da Honda internacional e l  est  a CRF230. O site da Yamaha fala sobre a 250 ou essa moto ‚ desenvolvimento exclusivo para o Brasil?
Ricardo – Guaratinguet  (SP).
Todos os dados referentes … Honda CRF 230 estÆo no site da Honda, na se‡Æo de “imprensa”, cujo endere‡o vc encontra em nossa se‡Æo de links. 1) Trabalhar a inje‡Æo ‚ mais f cil do que carburador, mas precisa levar em mecƒnico especializado que tenha analisador de gases. 2) A potˆncia ‚ de 19,3 cv. 3) em breve publicaremos o teste completo dela em primeira mÆo, antes de todos os ve¡culos de comunica‡Æo do Brasil, como sempre. 4) A Yamaha XT 250 com inje‡Æo eletr“nica ‚ exclusiva do mercado brasileiro.

Yes 250
Tite, primeiramente parab‚ns pelos furos de reportagem. SHOW DE BOLA! Vamos l , em rela‡Æo ao lan‡amento de uma YES 250, consultei minha bola de cristal (que j  viu at‚ fotos dessa 250 da Suzuki), que me falou que ela ‚ a “cara” da Bandit 650. Procede a informa‡Æo ou minha bola de cristal t  pifando?
Alexandre – Engenheiro Schimidt, SP.
Sim, a informa‡Æo procede, sua bola de cristal est  mais afiada que a minha.

FMX 650
gostaria de saber se em 2007 entrara a FMX 650 que j  circula no mercado europeu no lugar da Falcon que j  est  bem velhinha !
Eduardo – Campos belos – GO
De jeito nenhum. A julgar pelo fracasso de vendas dessa moto na Europa acho que ela nem sequer aparece mais em nenhum outro pa¡s. Ah, a Falcon 2007 continuar  igual.

Sundownman¡acos
Tite, gostaria de saber se as motos da Sundown sÆo produzidas no brasil ou ‚ produto 100% chines ou algo do gˆnero, que chega em um contˆiner e o £nico trabalho ‚ colar os adesivos? Vc sabe se as marcas Kasinski e Sundown tem preten‡Æo de produzir motocicletas exclusivas para o brasil?
Junior – Dourados MS
Tite, ‚ o seguinte. Sou propriet rio de duas motos da Sundown, uma Web Evo e uma Hunter 90, nÆo que eu seja um fÆ incontest vel das motos Sundown, sinceramewnte comprei mais pelo pre‡o, mas estou satisfeito com elas. Pergunto, as Kasinski usam tecnologia Hyonsung, a Traxx usam Jialing, correto? E a Sundown? Quem fornece as tecnologias pr  ela? As motos que a Sundown vende aqui no Brasil vem montada da China? Existem as similiares chinesas? Ou a Sundown tem modelos exclusivos? No caso espec¡fico das STX, elas serÆo fabricadas aqui ou s¢ montadas?
M rio – Navirai/MS
Caramba, parece que TODOS os consumidores de Sundown estÆo no Mato Grosso do Sul! Seguinte amigos, a Sundown ‚ uma empresa nacional de nome Brasil & Movimento. Ela tem parceria com uma empresa chinesa chamada Zonghzen, uma das l¡deres do mercado chinˆs. Os engenheiros da Sundown viajam pra China, comem gafanhoto frito, cachorro ensopado, ovo apodrecido e sobrevivem! Eles escolhem os modelos que tˆm adequa‡Æo ao mercado brasileiro, fazem v rios testes, alteram o produto, (melhoram) e montam no Brasil com alguns componentes nacionais, obedecendo as normas da Zona Franca de Manaus. Eles nÆo fabricam, ainda, mas devem investir na fabrica‡Æo porque os chineses sabem da nossa ¢tima mÆo de obra, resultado de uma comida muito menos nojenta.

Inje‡Æo
Grande Tite, muito se fala que o carburador j  era e a inje‡Æo eletr“nica ‚ a melhor coisa do mundo, porem, porque nas motos de cross (vide campeonatos americano e mundial) ainda nÆo se evoluiu para a inje‡Æo? Parece que o campeonato Japones de 2007 elas vÆo entrar em testes, mas porque tanta demora, visto que nas motos street (importadas) j  se usa a um bom tempo.
Leonardo – Campo Bom – RS
Uma coisa ‚ uma coisa, outra coisa ‚ outra coisa e vice-versa. J  existe motocross com inje‡Æo eletr“nica em teste h  muito tempo, a demora na aplica‡Æo nÆo se justifica, uma vez que os carros de rally sacolejam tanto quanto uma cross e j  usam inje‡Æo h  duas d‚cadas.