Yamaha YBR 125 2008

A fam¡lia Yamaha YBR125 nova gera‡Æo faz parte de uma linha de motocicletas desenvolvidas e produzidas no Brasil com a mais avan‡ada e moderna tecnologia Yamaha de motores quatro tempos, desfrutando hoje de uma excelente aceita‡Æo com a comercializa‡Æo crescente a cada mˆs.

Para a versÆo 2008, a Yamaha YBR125 ganhou novos grafismos e al‚m das cores; preta, prata, vermelha conta agora com uma nova cor, a azul. O conjunto de chave e miolo do contato tamb‚m ‚ novo.
Considerada uma das motocicletas mais econ“micas da categoria de 125 cilindradas, a YBR 125 utiliza um motor quatro tempos monocil¡ndrico, OHC (Over Head Camshaft), leve e compacto, arrefecido a ar que desenvolve 12,5 cv a 8000 rpm.

Meio ambiente – Assim como todas as motocicletas da Yamaha, que seguem o compromisso de produzir motocicletas cada vez mais “verdes” e que poluem cada vez menos, a YBR 125 utiliza Sistema de Indu‡Æo de Ar e catalisador aplicado no escapamento. Todos os modelos Yamaha estÆo de acordo com licen‡a para uso da configura‡Æo de Ciclomotores, Motocicletas e Similares (LCM), certifica‡Æo do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renov veis (IBAMA), atrav‚s do Programa de Controle da Polui‡Æo do Ar por Motociclos e Ve¡culos Similares (PROMOT).

Desempenho – A Yamaha YBR125 foi a primeira motocicleta de 125 cc, quatro tempos, conquistar o t¡tulo do Iron Butt. Esta prova desafia os pilotos a percorrerem 1000 milhas em menos de 24 horas. Para receber o t¡tulo seis pilotos utilizaram seis modelos YBR125 E e fizeram um percurso partindo de Porto Alegre, Brasil, a Montevid‚u no Uruguai, retornando ao ponto de partida em apenas 20 horas e 50 minutos. Um feito at‚ entÆo nÆo realizado por nenhum outro membro associado ao Iron Butt Association no mundo inteiro com motocicleta de 125cc, quatro tempos.

Resistˆncia – O desafio da subida ao Monte Chomolungma, 8.850 metros acima do n¡vel do mar, ‚ encarado por poucas motocicletas. A Yamaha foi a £nica Marca a aceitar e concretizar o desafio com cinco YBR125 originais sem apresentar quaisquer problemas, prova da sua robustez.

Crescimento no mercado nacional – Desde quando foi lan‡ada, a Yamaha YBR125 teve total aceita‡Æo do consumidor brasileiro. Logo no primeiro ano de comercializa‡Æo, a motocicleta Yamaha apresentou um “share” de 4,1% do total de motos vendidas no Pa¡s. O segundo ano de produ‡Æo da YBR125 mostrou que realmente o modelo chegou para ficar, em 2001 o volume de vendas aumentou em 42% se comparado ao ano anterior. J  o aumento de unidades vendidas em 2002 foi de 38,5% em rela‡Æo ao ano de 2001. Durante o per¡odo de 2002 a 2004 a Yamaha YBR125 manteve a percentagem de participa‡Æo, mantendo a m‚dia de vendas em alta, cerca de 80.000 unidades ao ano. De 2004 para 2005 o crescimento de unidades comercializadas foi de 14%, chegando pr¢ximo a 95 mil. Em 2006 a Yamaha YBR125 foi uma das motocicletas mais comercializadas do Pa¡s, o volume de venda anual ultrapassou 109.000 unidades. Crescimento de 13% em compara‡Æo ao per¡odo anterior.

Em 2007, a YBR125 se colocou como a terceira motocicleta mais vendida do pa¡s. Nos primeiros sete meses o crescimento de motocicletas vendidas foi de 4,7%, se comparado ao mesmo per¡odo de 2006. Veja na tabela o aumento do volume de vendas da Yamaha YBR125.

CARACTERÖSTICAS
– monocil¡ndrico quatro tempos de 125 cc e 12,5 cavalos, refrigerado a ar
– transmissÆo da corrente do comando mais silenciosa
– filtro de ¢leo centr¡fugo
– cƒmbio de cinco velocidades macio e preciso
– al‡a para o garupa com um refor‡o estrutural em sua parte central
– al‡as laterais para amarra‡Æo de pequenos objetos e fixa‡Æo dos ganchos do
extensor
– linhas modernas e atuais com fun‡äes pr ticas e aerodinƒmicas.
– trava de capacete
– cavalete central e apoio lateral nas trˆs versäes
– painel de instrumentos com marcador de combust¡vel an logo e conjunto de
luzes espia

CARACTERÖSTICAS ESPECÖFICAS
– moderno motor leve e compacto, silencioso e econ“mico
– escapamento com catalisador e protetor antiqueimadura
– trava do guidÆo incorporado ao miolo da igni‡Æo, chave £nica
– interruptor lampejador do farol
– farol com lƒmpada hal¢gena de 12V 35/35W
– Sistema de Indu‡Æo de Ar
– Filtro de ar £mido (manuten‡Æo f cil e barata)
– Luzes espias de dire‡Æo do acionamento da seta de dire‡Æo
– Pedal de apoio do garupa fixado ao chassi, por meio de suporte
– Comandos nos punhos mais completos, projetados com ergonomia
– chassi do tipo Diamante, confeccionado em tubos de a‡o (flexibilidade e
resistˆncia)
– chassi com refor‡o estrutural na parte traseira, para suportar um bagageiro de maior
capacidade e carga extra
– enriquecedor do carburador, resposta a acelera‡äes e retomadas sem
Buracos ou engasgo
– ergonomia e dimensäes desenvolvidas em fun‡Æo da estatura m‚dia do
Brasileiro