fazer-150-ys-125-8

Yamaha YS 125 vendida na Europa é vestida de Fazer 150

Quando recebemos o material de divulgação da Yamaha, que anunciava seu novo modelo de baixa cilindrada que em breve estaria disponível para compra no mercado europeu, ficamos com a nítida sensação de ‘esta moto eu conheço’. E não era para menos. A Yamaha YS 125 que chega às lojas do Velho Mundo em abril, aposentando a YBR 125 vendida por lá, tem como base a nossa conhecidíssima Yamaha Fazer 150. O visual é praticamente o mesmo, e a mecânica, também. Um conceito brasileiro fazendo sucesso mundo afora (e tem quem ache que este fluxo acontecia apenas na direção contrária, não?).

Nova YS 125 passa a ser vendida na Europa, aposentando a YBR 125 (que, por lá, já vendeu 150 mil unidades)

Nova YS 125 passa a ser vendida na Europa, aposentando a YBR 125 (que, por lá, já vendeu 150 mil unidades)

A antiga YBR 125, como o próprio nome sugere, já tinha como base um conceito tupiquim, adotando visual e mecânica muito similares ao que conhecíamos no Brasil. E deu certo. Em 10 anos, a moto vendeu 150 mil unidades na Europa. “A popularidade da YBR 125 junto dos motociclistas europeus que realizam deslocações urbanas pode ser atribuída à sua economia e acessibilidade líderes na classe, para além da já lendária fiabilidade da Yamaha. Os concessionários Yamaha reportam muitos casos de modelos YBR 125 que circularam mais de 100 000 km, e é esta durabilidade comprovada que ajudou a atrair seguidores tão leais e numerosos”, destacou a marca. Agora, com a YS 125, a Yamaha repagina seu modelo urbano de baixa cilindrada e novamente se inspira no mercado brasileiro para continuar vendendo bem no exterior.

É uma moto? Um avião? Uma Fazer 150 rodando na Europa? Não, é a YS 125 mesmo

É uma moto? Um avião? Uma Fazer 150 rodando na Europa? Não, é a YS 125 mesmo

YS 125: uma Fazer 150 com preço em Euro

Aproveitando os pontos fortes da YBR 125 original, a Yamaha “prosseguiu com a história de sucesso da linha de mobilidade urbana com a introdução da acessível YS 125″, que promete “responder às necessidades e exigências destes motociclistas europeus que realizam deslocações urbanas” com estilo, esportividade e economia. Aliás, como uma moto urbana deve ser, economia é a palavra de ordem. Segundo a Yamaha, a nova YS 125 é equipada com um recém-desenvolvido motor SOHC de 125 cc, com 2 válvulas e arrefecido a ar – e em conformidade com a norma EU4, claro. Com esta configuração, o propulsor gera 10,4 cv a 7.500 rpm, e 1,1 kgf.m de torque, a 6.000 rpm.

Como se 'uma Fazer 150 europeia' não bastasse, a moto ainda tem bauleto como acessório original. Só falta falar português e ouvir samba

Como se ‘uma Fazer 150 europeia’ não bastasse, a moto ainda tem bauleto como acessório original. Só falta falar português e ouvir samba

Além disso, a ignição eletrônica é TCI, o chassi é tipo diamante, a embreagem é multidisco banhada à óleo e o câmbio de 5 velocidades, tudo tal qual nossa Yamaha Fazer 150 brasileira. As rodas da YS têm mesmo visual e medidas da nossa YS, com 18 polegadas e pneus 2.75 na frente e 100/80 na traseira. A suspensão dianteira tem garfo telescópio de 120mm, enquanto a traseira conta é do tipo braço oscilante, com 112mm. O tanque tem capacidade para 14 litros de combustível (um a mais que a antiga YBR 125 europeia) e o conjunto pesa, incluindo tanque cheio e óleo, 129kg.

Conhecemos este painel...

Conhecemos este painel...

... estas entradas de ar...

... estas entradas de ar...

... este sistema de freios UBS...

... este sistema de freios UBS...

... e esta lanterna traseira

... e esta lanterna traseira

 

A posição de pilotagem também é uma novidade para a Europa, visto que a YS 125 tem o banco minimamente mais alto (795 mm) do que antiga YBR 125. O modelo, vendido nas cores Power Red (vermelho) Competition White (branco) Midnight Black (preto) conta com sistema de freios UBS (sistema unificado de travagem) e acessórios originais da Yamaha, o que inclui pequeno para-brisa esportivo, suporte traseiro e uma mala Top Case de 30 litros.

YS 125 custa mais caro que a Fazer 150 nacional

É, é isto mesmo. A YS 125 tem preço sugerido de 2.825€ (euros), o que equivale a aproximadamente R$ 9.370,38. Enquanto isso, o valor de uma YS 150 Fazer zero quilômetro é estimado em R$ 8.227,00 pela tabela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas). Cabe lembrar que este preço para a moto europeia é sugestivo e, segundo a Yamaha, tem variações de um país para outro. Relembre quando testamos a YS 150 Fazer pela primeira vez, em 2013, e também quando a colocamos lado a lado com a principal rival, em um comparativo com a Honda CG 160 Titan.

Separador_motos



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.