Todas as avaliações do usuário

Avaliação de Cesar Augusto em 12/01/2013

Avaliou moto Yamaha YS 250 Fazer 2012

Comentários:
Embora com alguns laçamentos muito bons no mercado ainda é uma das melhores escolhas da categoria 250cc
Pros:
Motocicleta boa, fácil de manobrar muito confortável para pilotos de ate 1,70m (eu tenho 1,79, mas ainda fica bom de pilotar) Faz media de 28km/l (depende da mão pode chegar ate uns 30 km/l). Melhor q muita 150 cc por ai; Tem um visual agradável e Um excelente custo beneficio
Contras:
Valor de manutenção e peças extremamente alto comparado as concorrentes; Podia ter um contador de marcha no painel; E um pouco fraca nas retas; Valor de seguro muito alto (para qm tem ate 25 anos pode chegar a 1/3 do valor da moto, isso em Belém claro)

Condições do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Tipo de Uso
Utilitário
Terreno Testado
Urbano, Terra, Estrada
Quilometragem
5500
Manutenção
Custo de Mantenção
4.5
4.5
4.5
4
5
4.5
5

Avaliação de Cesar Augusto em 13/01/2013

Avaliou moto Yamaha YBR 125 Factor ED 2011

Comentários:
Moto boa, tranquila. Recomendo para os futuros compradores a troca do pneu traseiro para 100/90. Embora seja cara para a categoria, para aqueles que buscam conforto e economia é uma ótima escolha.
Pros:
Consumo sensacional (ate 85km/h, sozinho da pra fazer uns 42 km/l, com garupa cai pra 37/38km/l); Pra categoria 125 cc e ate comparada a algumas 150 cc é a que oferece maior conforto; Motor bem acertado e macio; Visual bom pra categoria; Moto com grande capacidade de carga (198 kg ) Ótima para meio urbano e pequenos trajetos
Contras:
Revisão cara comparada com as concorrentes de mesma categoria (Claro isso pra quem não abre mão da concessionaria ); Pneu traseiro 90/90 (muito fino); Relativa instabilidade em frenagens de emergência (nada muito assustador); Preço alto para uma motocicleta ainda sem injeção eletrônica; Preço relativamente baixo de revenda (embora com um ano de uso vendi a minha por 76% do valor de mercado de uma nova); Farol muito fraco 35W ( não recomendo pilotar de noite na estrada )

Condições do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Tipo de Uso
Utilitário
Terreno Testado
Urbano, Estrada
Quilometragem
15000
Manutenção
Dentro do esperado
Custo de Mantenção
Alto
4
4.5
4.5
3.5
4.5
5
3.5

Avaliação de Cesar Augusto em 13/01/2013

Avaliou moto Suzuki EN 125 YES SE 2008

Pros:
Fácil de pilotar; Muito confortável; Muito completa, principalmente em relação ao painel (o mais completo da categoria, que inclui contador de giro e contador de marcha); Boa economia de combustível; Moto pouco visada para roubo
Contras:
Difícil de encontrar muitas concessionarias (acho que isso depende da localidade); Baixo valor de revenda; Estética muito desafinada com o tempo atual

Condições do Teste

Tempo de Uso
Dei umas voltas
Tipo de Uso
Lazer
Terreno Testado
Urbano
Quilometragem
0
Manutenção
Custo de Mantenção
4
3
4.5
4
4.5
4.5
4

Avaliação de Cesar Augusto em 06/04/2013

Avaliou moto Yamaha YS 250 Fazer 2012

Comentários:
VISUAL: Creio ser umas das motos mais bonitas da categoria. Tem linhas harmônicas e um visual que valoriza o detalhe (o que é ótimo pra quem gosta). Seja qual for a cor se mantem agradável aos olhos do consumidor. Tem um design moderno, um farol muito bonito e um painel bastante estético CONFORTO: Essa palavra é a cara da Yamaha. E a Fazer 250 é um moto extremamente confortável para trechos urbanos curtos e médios. Para viagens de 2 a 3h mantem um nível de conforto razoável, acima disso torna-se cansativa, pois a posição mais ereta do piloto confronta a resistência do ar em velocidades superiores a 110 Km/h tornado assim a viagem um pouco desgastante. PERFORMANCE: É divertida, porém limitada. Seu torque de 2,1 Kg permite boas arrancadas, e as retomadas são satisfatórias. Mas arrancar na frente de uma CB 300 ainda não é realidade. A velocidade final que consegui atingir ate hj foi 146Km/h (no painel) com garupa, o que me deixa a moto compatível com a potencia oferecia pelas 250 cc DIRIGIBILIDADE: Bastante estável a moto é muito dócil e transmite muita segurança pra quem pilota. O banco aderente ajuda muito nas frenagens fortes e o angulo de caster permite ampla movimentação da direção em engarrafamentos, facilitando muito os desvios. Os freios são ótimos e conferem bastante precisão ( só um problema é que as pastilhas traseiras originais se desgastam entre 3000 e 5000 Km, o que exige troca continua e dispendiosa, pois a pastilha traseira original aki em Belém-PA custa na media de 85 R$). Outra coisa que melhorou bastante na Fazer 250 foi a potencia do farol, que subiu de 35 W para 55/60 W permitindo uma excelente iluminação, aumentando a segurança em pilotagens noturnas CONSUMO: Outra coisa impressionante é o consumo. Na fase de amaciamento tava em 25 Km/l, hoje andando tranquilamente (ate 7000 RPM, com velocidade em torno de 110 km/h) a minha faz na faixa de 30 Km/l, media quase impensável pra um 250 cc CUSTO x BENEFÍCIO: Bem, vou considerar um boa a relação Custo/Beneficio. Mas é importante ressaltar que em comparação com a Honda a Yamaha tem um custo de manutenção bem maior, e especificamente para a FAZER 250, não há grande disponibilidade de peças similares, o que deixa o consumidor amarrado na concessionaria. Mas a satisfação de andar numa moto de bom desempenho faz vc abrir um pouco a mão.
Pros:
Visual Arrebatador Conforto Digiribilidade Consumo
Contras:
Manutenção e peças caras Rápido desgaste da pastilha de freio traseira

Condições do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Tipo de Uso
Transporte
Terreno Testado
Urbano, Terra, Estrada, Pista
Quilometragem
0
Manutenção
Custo de Mantenção
5
5
4
4
5
5
4