Todas as avaliações do usuário

Avaliação de Marcus V. P. Pedroso em 23/08/2012

Avaliou moto Yamaha YBR 125 K 2007

Pros:
Já tive duas YBRs. É uma moto muito confortável comparada a concorrente da Honda. Se for bem cuidada, dura uma vida, além de ser bastante econômica e valente. Topa tudo e é pau pra toda obra, como eu disse se você cuidar dela. O motor tem um histórico de boa durabilidade se for bem usado. Já ouvi falar de YBR com mais de 100.000km sem ter que abrir motor pra fazer. A moto tem um bom preço pelo que oferece. Reclamar que não anda é bobagem. Conforme-se, é uma 125cc 4t! Você não vai conseguir chegar a Mach 1 com ela :P. Resumindo, pela proposta dentro da categoria, é uma ótima escolha!
Contras:
Acho que encontrar um bom mecânico para dar uma manutenção adequada a ela é o mais complicado. Nem o pessoal da concessionária conhece as "manhas" da moto. A resposta padrão deles pra qualquer tipo de ruído ou anormalidade é que "é normal" ou "é assim mesmo". Se algum desse pessoal tentar regular o motor ou carburador sem conhecer muito bem, acaba desregulando totalmente e fazendo a média da moto despencar, como já aconteceu com as duas que tive. Tinham médias ótimas, acima de 43km/l. Mas depois que fuçam não passa de 38km/l e com muita dificuldade chega nessa marca! E não acha santo pra fazer voltar a dar a antiga média. Dá pra desconfiar que alguma "mão boba" andou consumindo algumas peças boas do carburador. Outro problema é na parte da frente da moto. Qualquer buraquinho ela bate. E é algo que chega a incomodar, pois parece quem tem peça solta na frente da moto. Mas os mecânicos usam sua resposta padrão pra esses defeitos: "é normal". Apesar dos problemas, como qualquer outro produto hoje em dia apresenta, a moto é ótima. É só achar um mecânico caprichoso, dedicado, honesto e que sabe o que faz.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Tipo de Uso
Transporte
Terreno Testado
Urbano, Terra, Estrada
Quilometragem
19000
Manutenção
Dentro do esperado
Custo de Mantenção
Normal
4
4
4.5
3.5
4
3.5
4.5

Avaliação de Marcus V. P. Pedroso em 28/07/2014

Avaliou moto Yamaha XTZ 125 K 2012

Comentários:
É uma ótima moto. Leveza, maneabilidade, economia de combustível e resistência são as maiores virtudes dessa moto. Com míseros 103kg é possível escapar de tombos e safar a moto de quedas. Muito fácil de ser manobrada, é magérrima e isso somado ao seu peso faz a moto ser muito agradável de se pilotar e manobrar. A economia de combustível é um reflexo do estilo do piloto. Se anda com cabo enrolado e giro nas alturas ela vai beber. Se andar abrindo pouco o acelerador ela consumirá pouco. Quando pego rodovias com ela, sua média gira em torno de 33km/l a 90km/h. Andando tranquilamente na cidade e estrada de terra já atingi 46km/l. Sua média útil fica em torno de 37km/l. Muito boa na terra. Não é uma off-road pura, mas encara bem esse terreno. Os freios são satisfatórios. A altura pode ser um problema para os mais baixinhos. O fato de ser uma off-road pode gerar uma insatisfação ao passar em poças d'água, ela joga água nas calças e sapatos do piloto. Seu motor de 125cc pode transformar uma viagem em trecho de subida em um sofrimento, principalmente se for um trecho longo e estiver carregado. Mas em retas e descidas é bom, se souber respeitar os limites da moto. Tem características boas para uso urbano como já mencionei, mas pensando sensatamente existem opções mais racionais para esse tipo de uso. Se for cupim de moto esqueça. É uma moto para ser conservada, não para ser destruída. As manutenções, apesar de inevitáveis, use pensando em evitá-las. Bons reparadores e peças para ela estão em extinção. No geral recomendo muito a moto. É uma que gostaria de possuir pro resto da vida. Apesar de alguns pontos negativos, me satisfaz muito bem.
Pros:
Leveza: É uma bicicleta com motor. Dirigibilidade: Facílima de manobrar. Consumo: Depende muito do peso da mão no acelerador. Diria que é honesto se a moto estiver bem acertada. Cabo enrolado o consumo sobe. Andando como cinderela o consumo despenca. Resistente, é a versão mais alta da YBR/Factor. Para nossas vias é ideal por ser uma moto alta, diminuindo o impacto da buraqueira.
Contras:
O banco não oferece conforto. Suspensão traseira monoshock (sem prolink). A falta de um prolink na traseira faz a buraqueira se refletir negativamente no conforto. Lógico que não se sente tanto as impactos como numa street, mas não tem o conforto de uma Falcon. Encarar uma estrada de terra cheia de costeletas num passeio completamente descompromissado e com um pouco mais de pressa pode te deixar com a sensação de que passou um caminhão por cima de você no final da viagem pela imensa trepidação gerada. Trepida bastante. Característica das motos off-road, as peças plásticas principalmente os para-lamas vibram muito. Fique esperto com o para-lamas traseiro. Pela vibração ele tende a afrouxar seus parafusos na rabeta chegando a soltá-los, aumentando a trepidação e quebrando a placa. Falta de potência. É uma moto de 125cc. Em algumas situações, mesmo estando muito bem cuidada e acertada, ela vai deixar a desejar. Pilotar com vento contra ou trechos de subidas intensas são exemplos. Requer paciência do piloto. Manutenção: é uma realidade inegável que peças e profissionais especializados em yamahas estão em extinção no Brasil. Eu mesmo faço manutenção de minha moto e tenho muita dificuldade de encontrar peças, principalmente originais, mesmo sendo parafusos! E quando as encontro, são bem caras.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Tipo de Uso
Transporte
Terreno Testado
Urbano, Terra, Estrada
Quilometragem
8500
Manutenção
Difícil de encontrar
Custo de Mantenção
Alto
5
4.5
3.5
4
5
4.5
4.5