Todas as avaliações do usuário

Avaliação de Willian Leite Silva em 21/03/2015

Avaliou moto Dafra Next 250 2013

Comentários:
Desde já digo que não me arrependo de ter comprado esta moto. Só troco se for para experimentar uma outra categoria. Comprei a minha à um ano, usada, mas apenas com 5000 km rodados. É uma moto que lhe dará prazer em ser motociclista. Não é perfeita, mas para mim nenhuma é. Bati ela em um leve acidente e levei na autorizada para o conserto. Esperava pegá-la de volta o quanto antes, mas demorou um mês. O estranho é isso: Não dá pra afirmar que foi por falta de peças, pois vai parecer que a Dafra não tem nada à disposição, o que não é verdade. Eles montaram com certa rapidez alguns componentes que eu achei que demorariam uma eternidade para chegar, como o protetor de escapamento e a tampa da bomba de refrigeração. Mas o guidão que eu achei que teria em estoque não chegou. Peguntei o mecânico se podia trazer outro guidão para colocar e ele disse que sim. Guidão de Falcon na Next, mas precisou furar para passar os cabos adequadamente e respeitar as marcações de fábrica. Ficou bom, mas um pouquinho mais largo (retrovisoreeeeesss...). O resultado da substituição dessas e outras peças foi 1400 reais (Ai!). Mas autorizada é isso aí: assopra o filtro e cobra 60 reais. De qualquer marca. Só o orçamento foi 90 e o protetor de escapamento, quase 400. Mesmo com esse momento levemente infeliz, não me arrependo desta escolha. Quem tem Next gosta. Quem fala mal não tem. Dicas e informações úteis: Já é mais fácil encontrar peças simples como pastilhas, filtros e suspensão compatível... etc. Não é mais barato do que as de uma Honda ou Yamaha, mas não é caro. Devido as vendas desta moto estarem relativamente boas, o mercado paralelo já faz algumas peças para ela também, como kit relação, sliders e bagageiro. Coloque Sliders. O reservatório de água fica do lado esquerdo, debaixo da aba lateral. Deixe a moto cair parada que ele quebra, entra ar no sistema e dará certo trabalho para deixar normalizado. Eles funcionaram bem quando bati e caí, deixando apenas um discreto arranhado na aba lateral. Quando comprei a minha o vendedor disse que o primeiro dono (eu já sou o terceiro) alertou para o desgaste rápido da pastilha de freio traseira e mostrou o disco riscado. Baahhh!!!... Conversa de amador que anda com o pé no freio e o pressiona sem perceber. Ande com a ponta do pé no apoio e desloque para frente quando precisar freiar e mudar a marcha do outro lado. Desnecessário colocar farol de xenon. O original ilumina muito bem. Pare de ser fresco e não atrapalhe a visão de outros motoristas. Leia o manual. Gatas.... beijo, me liga! Marmanjos... apresenta umas gatas aí!
Pros:
Consumo e visual em primeiro lugar. A posição das costas, mais ereta, também ajuda. O desempenho é sensacional para uma 250. Estica que bate 160 km/h. A relação e o pneu dianteiro gastam devagar (se você lubrificar e souber usar, claro) eu estou com ela a um ano, andando quase todo dia em curtas distâncias e só agora vou ajustar a corrente. Até agora não precisou. As seis marchas e a refrigeração líquida são os diferenciais e bem úteis. Tem boa estabilidade na estrada. O ronco é melhor que o das concorrentes, mas isso é a minha opinião. O banco do motorista é bom, largo e confortável. O painel é bonito e tem várias funções, como relógio, top speed, marcador de combustível e hodômetro parcial. Definitivamente o melhor custo benefício da categoria. Muita gente pensa ser uma 600cc e as gasolinas desinformadas vão querer pular no seu tanque por isso. Se você for mulher, saiba que muito marmanjo vai te admirar quando você passar por aí com uma next. Comparando: É melhor que a fazer porque é muito menos visada pelos bandidos. É melhor que a CB300 pois consome bem menos gasolina. 33 km/l, pode confiar. É melhor que a Inazuma, Ninja 250 e Ninja 300 porque é mais barata.
Contras:
As peças tem menos qualidade que as das concorrentes. NÃO QUER DIZER QUE SÃO RUINS, mas é isso que justifica o preço mais baixo. Por exemplo: O velocímetro não é preciso. Você para a moto no farol, olha para o painel e ainda vê 6... 4... 2... 0. O marcador de combustível também não. Você sai de casa com um "traço piscante", indicando que está na reserva do tanque e quando chega no posto tem dois "traços"... Milagre! Estes dois são insignificantes para mim, mas pode irritar detalhistas. Sobre o conforto eu acho que depende de pessoa para pessoa. A Dafra colocou nesta moto um guidão mais alto, que mantem sua coluna mais ereta e confortável, porém esta moto foi feita para asiáticos que são menores em estatura e para pessoas muito altas as pernas se dobrarão mais que nas outras 250cc. Vale a pena sentar nela para verificar. O banco do garupa.... Aaahhh... o banco do garupa... horrível. até que é bonito, mas é muito fino e maltrata o passageiro nas valetas, lombadas e buracos destas nossas "trilhas urbanas". Por que fizeram assim? Porque a bateria e as ferramentas estão debaixo desse banco. Fiz uma adaptação, ficou caro, melhorou, mas não resolveu. Na minha opinião, ainda vale mais comprar esta moto do que as concorrentes. Comparando: É pior do que a Fazer porque é menos ágil no trânsito (esterça pouco e pesa mais). É pior do que a CB300 porque é mais difícil de revender. Ainda há muita desconfiança e medo de falta de peças (ver comentários para mais informações). É pior que a Ninja 250/300 e Inazuma pela qualidade de peças e de tecnologia (mas repito que são detalhes).

Condições do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Tipo de Uso
Transporte
Terreno Testado
Urbano
Quilometragem
15000
Manutenção
Dentro do esperado
Custo de Mantenção
Normal
4.5
4.5
3
4.5
3.5
5
4.5