Todas as avaliações do usuário

Avaliação de Douglas Studzinski de Souza em 29/06/2012

Avaliou moto Honda CBX 200 Strada 2002

Comentários:
A moto é boa no geral. O pessoal que compra CG e fica perguntando o que fazer pra andar mais, deveria parar de perder tempo e ir logo para a velha CBX 200. O ponto mais marcante da moto é o custo benefício. Não há nada tão barato e versátil.
Pros:
A moto em geral é muito boa, se estiver bem conservada. O grande pró dessa moto é o fato de fazer praticamente tudo que uma 250 atual faz, mas custando 1/3 do valor de uma 250 nova e metade d valor de uma utilitária 125 (Isso nos modelos 2002, os últimos lançados). Em média, no sul do pais se encontra modelos bem cuidados entre R$ 3.000,00 até R$ 4.000,00. 4 mil apenas nos modelos MUITO INTEIROS. A minha 2002 custou R$ 3.500,00 há dois anos. A performance é boa. É o tipo de moto que se sente a vontade em viagens, em torno do 100km/h indicados (Está a 7.000 RPM, na faixa de torque máximo e com pouca vibração). A moto aguenta rodar nos 120km/h indicados, mas ai se torna um pouco desconfortável. A minha média de consumo rodoviário é na faixa dos 28km/l, podendo passar dos 30km/l. Ainda falando em viagens, fiz algumas, sendo que fiz 1600km e 5 dias , com garupa a bagagem (passava dos 200kg de carga) e a moto foi de boa. Velocidade final fica em 130km/h reais. No painel, passa dos 140km/h. Na cidade a moto apresenta performance satisfatória: Aceita rodar a baixos giros, "esbanjando" torque em comparação as 125/150. O fato de a moto ser bem completa, com partida elétrica, pedaleiras do garupa suspensas e do motociclista dobráveis, práticos ganchos de amarração de bagagem tornam a sua utilização agradável. Basta lembrar que foi uns dos produtos da Honda que mais duraram na linha (de 1994 a 2002). Outro pró é que a moto apresenta manutenção comparável as 125cc: fiz todo o motor da minha por 800 reais. As trocas de óleo não passam dos R$20,00. Os pneus são mais caros que os da 125, mas bem mais em conta que os dás 250: Os Pilot Sport da Michelin custa, R$ 80,00 o dianteiro e R$ 160,00 o traseiro. Ambos sem câmera. A Transmissão oscila entre 50 a 200 reais. Os amortecedores originais são caros, mas no mercado paralelo custam 120 reais o par, de marca renomada. Fora o fato que muitas peças são as mesmas da CG 125: Por exemplo, a bucha de balança e biela são as mesmas. E basta lembrar que esse motor é um dos últimos"Old School" da Honda: Primo do OHV da Titan e Sobrinho do OHC Turuna, o bicho é forte. resistente.
Contras:
A Strada tem umas características de projeto e defeitinhos chatos. O Mais clássico é a batida da corrente. Dizem que preenchendo a balança com Spray de Poliuretano (espuma) e tirando a proteção da coroa, o barulho cessa. Mas por experiencia própria, não recomendo tirar essa proteção, pois no caso de a corrente arrebentar ou escapar, esse item impede de a roda travar. Outro ponto chato são as vibrações. Não chega a ser nada absurdo, mas longe de ser suave como as motos atuais. Em baixa rotação o motor suave, mas passando dos 7 mil giros, vibra mesmo. Se você encara pisos ruins, interior, etc, não recomendo a Strada. A moto pela característica esportiva, é dura. Para falar a verdade, desaconselho o uso que qualquer pequena Naked Honda em trechos ruins (A Twister e a CB 300 tb são ruins na terra). Tem gente que usa, mas o conforto é ruim. Alguns detalhes precisam ser vistos ao comprar a moto: Bóia de combustível, painel, esses detalhes... sai caro arrumar. Uma bóia de combustível só orginal e custa 180 mangos... Painel também é caro e se conseguir. Fora isso, a manutenção é muito barata. A rodas são MUITO FORTES. Porém é preciso ver se não há um desgaste na roda traseira, se esta não oscila lateralmente, próximo a coroa.. Em algumas delas, há um desgaste naquela região. recomendo trocar o embuchamento da coroa logo, pois são fragéis (os mesmos da CG 125, para quase o dobro de torque) E por ultimo... nos motores "meia sola", há tendência de baixar óleo... o motor da minha antes de fazer, em viagens, baixou consideravelmente (mais de meio litro)... é preciso estar de olho no nível de óleo... depois de feito, o motor da minha se apresenta sem esse problema.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Tipo de Uso
Transporte
Terreno Testado
Urbano, Terra, Estrada, Pista
Quilometragem
59000
Manutenção
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção
Baixo
4
3.5
3.5
4.5
4.5
4.5
5