Todas as avaliações do usuário

Avaliação de Gabriel em 10/09/2012

Avaliou moto Kawasaki Ninja 250R 2010

Pros:
Visual incrível, chama atenção em todos os lugares, mesmo entre motos maiores. Ótima para que faz uso da moto na cidade mas gosta de pegar a estrada no final de semana. Consegue facilmente manter uma média de 160km/h e não deixa a desejar nas curvas. O ronco do motor é muito agradável e seu painel, embora alvo de críticas, é bonito e de fácil visualização. Posição de pilotagem confortável, permitindo que se mantenha uma posição ereta e braços relaxados.
Contras:
O conforto do banco deixa um pouco a desejar, tanto para o piloto quanto para o garupa. O motor deixa a desejar em baixa rotação, o que faz falta em arrancadas, mas acima dos 6000/7000 a moto fica esperta, ótima para pilotar. O consumo também assusta um pouco (na casa dos 18km/L na cidade e 21km/L na estrada) quando você lê comentários de motos 600cc que também fazem essa média. Em trechos longos: uma pequena vibração do motor incomoda um pouco, chegando a deixar mão e braço dormente; a posição das pernas gera leve incomodo no joelho, fazendo-se necessário esticar as pernas ou, se possível, algumas paradas.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Tipo de Uso
Transporte
Terreno Testado
Urbano, Estrada
Quilometragem
17000
Manutenção
Dentro do esperado
Custo de Mantenção
Normal
4.5
4.5
3
4.5
4.5
3.5
4

Avaliação de Gabriel em 10/09/2012

Avaliou moto Harley-Davidson Softail Heritage Custom 1450 2010

Pros:
Potência e conforto resumem bem essa moto. Ótima posição de pilotagem e dirigibilidade. Apesar de seu tamanho, você consegue rodar com ele dentro da cidade, embora seja na estrada que ela mostre todo o seu potencial. A posição das pernas é muito confortável e a opção de troca de marchas com o calcanhar é um diferencial para quem pilota com sapato ou tênis e não pode chegar com o mesmo sujo ou desgastado em seu destino.
Contras:
O peso (apesar de ser característica da HD) é um contra, o que requer certo cuidado com curvas em baixa velocidade, valetas e afins, além do cuidado na hora de estacionar a motocicleta. O calor proveniente do motor incomoda um pouco. A proximidade do escapamento à plataforma de apoio para o pé direito é um grande negativo, chegando inclusive a derreter o solado do sapato e danificando o escapamento. O mesmo vale para a proximidade do escapamento ao apoio para o pé do garupa.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Tipo de Uso
Lazer
Terreno Testado
Urbano
Quilometragem
0
Manutenção
Custo de Mantenção
5
4.5
5
5
4.5
4
4.5

Avaliação de Gabriel em 10/09/2012

Avaliou moto Harley-Davidson Fat Boy 2010

Pros:
Design agressivo e de grande beleza. A moto não deixa a desejar no quesito potência, sendo até difícil ser necessária a utilização da 6ª marcha. O grande tanque de gasolina proporciona autonomia de até 350km, facilitando as longas viagens. O conforto do banco para o piloto também é um ponto positivo. A posição das pernas é muito confortável e a opção de troca de marchas com o calcanhar é um diferencial para quem pilota com sapato ou tênis e não pode chegar com o mesmo sujo ou desgastado em seu destino.
Contras:
O peso (apesar de ser característica da HD) é um contra e requer certo cuidado com curvas em baixa velocidade, valetas e afins, além do cuidado na hora de estacionar a motocicleta. O guidão com relação à posição de pilotagem também não facilita viagens longas, porém para passeios nos finais de semana e pequenas viagens não há grandes problemas. Devido ao torque da motocicleta o garupa sofre um pouco e precisa se segurar firme no piloto para evitar quedas, contudo esse contra pode ser facilmente solucionado com um Sissy Bar. O calor proveniente do motor incomoda em trechos urbanos; a proximidade do escapamento à plataforma de apoio para o pé direito é um grande negativo, chegando inclusive a derreter o solado do sapato e danificando o escapamento. O mesmo vale para a proximidade do escapamento ao apoio para o pé do garupa.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Tipo de Uso
Lazer
Terreno Testado
Urbano
Quilometragem
0
Manutenção
Custo de Mantenção
5
4.5
4.5
5
4
4
4.5

Avaliação de Gabriel em 10/09/2012

Avaliou moto Yamaha XTZ 125X E 2010

Comentários:
Foi a minha primeira moto e eu não poderia ter escolhido melhor. Moto excelente, vendi a minha apenas pelo fato de ter comprado uma de maior cilindrada, o que me dá maior conforto em viagens longas (o que faço com frequência).
Pros:
Moto leve e fácil de se manobrar no trânsito. O consumo esteve sempre na casa dos 35km/L. A moto mantém facilmente a velocidade máxima permitida em todas as vias urbanas, deixando ainda alguns km's de sobra para se fazer ultrapassagens, caso seja necessário. Seu tamanho e estilo motard chamam a atenção por onde passa, é difícil ver muitas rodando pelas ruas, o que a torna ainda mais exclusiva. A manutenção é fácil e barata, assim como suas peças.
Contras:
Tive um problema com a bateria onde a mesma foi trocada na concessionária dentro da garantia. O farol poderia iluminar mais, o que também pode ser resolvido trocando a lâmpada. Sofri um pouco com o kit pinhão, coroa e corrente; onde a corrente se soltou algumas vezes enquanto eu estava rodando com a motocicleta.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Tipo de Uso
Transporte
Terreno Testado
Urbano, Estrada
Quilometragem
15000
Manutenção
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção
Baixo
5
5
4.5
4
5
5
5

Avaliação de Gabriel em 07/04/2013

Avaliou moto Yamaha XJ6 N 600 (ABS) 2010

Pros:
Conforto para o piloto e garupa; apoio para o garupa segurar; local para se prender a "aranha", facilitando o transporte de bagagem. Motor com resposta rápida. Freios de grande eficiência. Retrovisores de bom tamanho, facilitando a visualização do transito ao seu redor. Painel de fácil visualização inclusive durante a noite.
Contras:
Acredito que o pneu traseiro poderia ser mais largo. A embreagem é um pouco dura, o que pode causar um desconforto no antebraço quando se utiliza a motocicleta em locais onde faz-se necessária a troca constante das marchas. O consumo fica abaixo da média de motos da categoria e até outras de maior cilindrada.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Tipo de Uso
Lazer
Terreno Testado
Urbano, Estrada
Quilometragem
1500
Manutenção
Custo de Mantenção
4.5
4
4.5
5
5
4
4

Avaliação de Gabriel em 07/04/2013

Avaliou moto Honda XRE 300 2011

Pros:
Ótima posição de pilotagem. Moto com um bom torque, permitindo saídas com agilidade e maior segurança em ultrapassagens. Setas grandes e lanterna traseira com boa visualização, dando mais destaque e, consequentemente, mais segurança pois você fica mais visível. Suporte para o garupa se segurar e opção de instalação de um baú, facilitando o transporte de bagagens.
Contras:
Moto alta, exige que pessoas mais baixas tenham certo cuidado ao subir e estacionar. O tanque poderia ter uma capacidade maior. Isso associada ao seu consumo "razoável" faz com que se faça necessário o abastecimento constante nas estradas, caso não queira parar sem gasolina. A tampa do tanque de gasolina não é fixa, o que faz com que ela caia algumas vezes no chão quando você vai abastecer. O acabamento do suporte para o garupa se segurar é ruim, chegando o "adesivo" do lado direito a se descolar devido à proximidade com o escapamento. Moto relativamente visada, sendo necessário um certo cuidado ao estaciona-la nas ruas. Se puder instalar um alarme ou coloca-la no seguro, não pense duas vezes. 150km/h de final.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Tipo de Uso
Lazer
Terreno Testado
Urbano, Estrada
Quilometragem
0
Manutenção
Custo de Mantenção
4.5
5
4.5
4
5
4
4.5

Avaliação de Gabriel em 07/04/2013

Avaliou moto Honda NC 700X (ABS) 2012

Pros:
Moto com um belo design e bom acabamento das peças em geral. Painel de fácil visualização, tecnológico, oferecendo diversas informações. Assim como o painel, os comandos no guidão também tem excelente acabamento. O motor é silencioso e vibra muito pouco, deixando a moto macia. Boa performance com um belo torque e velocidade final (186km/h). Ótima posição de pilotagem; pernas, braços, coluna.
Contras:
Acredito que poderia ser feita uma carenagem para ser colocada a frente do guidão, para esconder toda a fiação proveniente do farol.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Tipo de Uso
Lazer
Terreno Testado
Urbano, Estrada
Quilometragem
0
Manutenção
Custo de Mantenção
5
5
4.5
5
5
4.5
5

Avaliação de Gabriel em 08/04/2013

Avaliou moto Honda XL 700V Transalp (ABS) 2012

Pros:
Embora robusta, a moto não é tão alta, o que permite que pessoas mais baixas consigam pilota-la tranquilamente. O motor esbanja potência, fornecendo um bom torque e velocidade final (195km/h). Posição de pilotagem confortável.
Contras:
O motor com 2 cilindros em V gera uma certa vibração tanto com a moto parada quanto com ela rodando. Quando comparada à NC 700X, que tem 2 cilindros paralelos e nenhuma vibração, essa vibração se torna um incomodo.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Tipo de Uso
Lazer
Terreno Testado
Urbano, Estrada
Quilometragem
0
Manutenção
Custo de Mantenção
4.5
4
4.5
5
4.5
4
4.5

Avaliação de Gabriel em 08/04/2013

Avaliou moto Harley-Davidson FLHTCL Ultra Classic 2011

Pros:
Linda motocicleta, acabamento incrível, cheia de detalhes. O banco é muito confortável, tanto para o piloto quanto para o garupa; assim como a posição das pernas - que não precisam ficar muito esticadas até a frente da motocicleta como em outros modelos H-D - e dos braços. O sistema de som é excelente, sendo possível a leitura de cd e Ipod. Além disso, existe um controle do volume separado para as caixas de som do garupa. O sistema de freio com ABS passa uma maior segurança quando se faz necessária uma freada mais brusca, levando-se em consideração o peso da motocicleta. Muito espaço útil para bagagens e sistema de trava com chave. Faróis auxiliares e piloto automático são um "a mais" que somam muito na segurança e no conforto das suas viagens.
Contras:
Como em outros modelos H-D, a proximidade do escapamento à plataforma de apoio do pé direito é muito grande, podendo chegar a derreter o solado do sapato se houver algum contato; o mesmo vale para o suporte do pé direito do garupa. O peso elevado da motocicleta e seu tamanho são um incomodo quando faz-se necessária a sua utilização em trechos com trânsito.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Tipo de Uso
Lazer
Terreno Testado
Estrada
Quilometragem
0
Manutenção
Custo de Mantenção
4.5
5
5
5
4.5
3.5
4

Avaliação de Gabriel em 08/04/2013

Avaliou moto Harley-Davidson Heritage Softail Classic 2010

Pros:
Modelo muito confortável, tanto para o piloto quanto para o garupa. Embora pareça um incomodo, a posição elevada do guidão é confortável. O wind-shield ajuda a desviar o vento frontal e proporciona maior comodidade na estrada. O Sissy-bar permite que o garupa sinta-se mais seguro quando se faz uso do acelerador. Os alforjes são um diferencial pois facilitam o transporte tanto de bagagens em viagens como de uma bolsa, mochila ou capacete no dia a dia. O motor tem uma boa resposta e proporciona um grande prazer na pilotagem.
Contras:
Como em outros modelos H-D, a proximidade do escapamento à plataforma de apoio do pé direto é muito grande, chegando a derreter o solado do sapato caso haja algum contato; o mesmo vale para a posição do suporte para o pé do garupa. O calor proveniente do motor pode ser um incomodo em dias quentes, principalmente no perímetro urbano.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Tipo de Uso
Lazer
Terreno Testado
Urbano, Estrada
Quilometragem
0
Manutenção
Custo de Mantenção
4.5
5
4.5
5
4.5
4
4.5

Avaliação de Gabriel em 08/04/2013

Avaliou moto Harley-Davidson Softail Blackline 2013

Pros:
Modelo similar à Sportster 1200 porém menos robusto Seu peso relativamente baixo, quando comparado a outros modelos da marca, é um diferencial que facilita a pilotagem. O motor tem uma boa resposta e oferece a potência necessária para boas esticadas.
Contras:
O guidão desse modelo é pequeno, o que torna a sua pilotagem muito mais sensível pois qualquer movimento, por mais leve que seja, reflete com maior intensidade do que em outras motocicletas. O cabeçote do motor fica muito exposto, alia-se isso com o relativo pequeno tamanho do banco do piloto e tem-se uma fórmula de sucesso para se queimar a perna. Cuidado. O garupa sofre um pouco com relação ao conforto.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Tipo de Uso
Lazer
Terreno Testado
Urbano
Quilometragem
0
Manutenção
Custo de Mantenção
4
4
4
4.5
4
4
4

Avaliação de Gabriel em 08/04/2013

Avaliou moto Harley-Davidson Sportster XR 1200X 2013

Pros:
Estilo incomparável. Motor muito potente, oferecendo uma pilotagem esportiva ao seu proprietário. Os freios Nissin seguram muito bem a motocicleta, passando uma maior segurança ao piloto.
Contras:
Modelo pouco confortável e duro. Garupa nem pensar. Seu suporte para os pés é relativamente recuado, o que causa um incomodo nas pernas mesmo em trechos abaixo de 100km. Seu guidão é muito largo e alto, tornando a pilotagem mais trabalhosa.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Dei umas voltas
Tipo de Uso
Lazer
Terreno Testado
Urbano
Quilometragem
0
Manutenção
Custo de Mantenção
4.5
5
4
5
4
3.5
4

Avaliação de Gabriel em 08/04/2013

Avaliou moto Harley-Davidson Street Glide 2012

Pros:
Bela moto, chama atenção por onde passa. Ótima para quem busca um modelo estradeiro mas capaz de rodar também na cidade. Seu sistema de ABS proporciona maior segurança quando faz-se necessário a utilização dos freios de forma mais brusca. A carenagem frontal faz o seu papel desviando o vento frontal e proporcionando maior conforto ao piloto. Além disso, isola muito bem o barulho, permitindo que o sistema de som seja de grande qualidade e nitidez. Ainda sobre o sistema de som, é um diferencial para a sua viagem, sendo ainda capaz de ler CD e Ipod. As saddlebags rígidas e com trava por chave oferecem um espaço útil para o transporte tanto de bagagens em viagens quanto de bolsas e mochilas no dia a dia.
Contras:
Embora confortável, o garupa sofre um pouco quando se faz uso do acelerador; o desenho do banco é em declive e faz com que o garupa escorregue facilmente. A solução para esse problema é a instalação de um Sissy Bar. Como em outros modelos H-D, a proximidade do escapamento à plataforma de apoio do pé direito é grande, chegando a derreter o solado do sapato caso exista algum contato; o mesmo vale para o apoio do pé direito do garupa.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Tipo de Uso
Lazer
Terreno Testado
Urbano, Estrada
Quilometragem
0
Manutenção
Custo de Mantenção
4.5
5
4.5
5
4.5
4
4.5

Avaliação de Gabriel em 08/04/2013

Avaliou moto Harley-Davidson XL 1200 Custom 2012

Pros:
Por ser um modelo relativamente leve e baixo, sua condução torna-se fácil. É um bom modelo para quem quer entrar no mundo das Harley-Davidson. Ideal para quem precisa de uma moto para uso urbano mas também pretende realizar pequenas viagens. O motor oferece um ótimo torque tornando a sua pilotagem muito mais divertida. Alcança facilmente os 150km/h deixando motor de sobra para ir além. Alarme de presença original de fábrica. Embora não tenha muitos detalhes, esse modelo tem um ótimo acabamento, o que a destaca entre outras motos.
Contras:
O motor tem uma vibração relativamente grande comparado ao seu tamanho. Assim como na Street Glide, o garupa sofre com o design em declive do banco, fazendo com que ele escorregue facilmente quando se faz uso do acelerador. (Para solucionar esse problema basta instalar um Sissy Bar.) O apoio para os pés avançado não passa muita segurança quando se faz necessário apoiar-se (literalmente) neles. Além disso, o pedal de freio não emborrachado é escorregadio, em dias de chuva ele será o seu pior inimigo.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Tipo de Uso
Lazer
Terreno Testado
Urbano, Estrada
Quilometragem
2000
Manutenção
Custo de Mantenção
4.5
5
4.5
5
5
4
4.5

Avaliação de Gabriel em 16/05/2013

Avaliou moto Yamaha XT 660 R 2012

Pros:
Torque excelente, passando toda a segurança necessária para o piloto quando se faz necessária uma ultrapassagem ou uma saída mais forte. Posição de pilotagem confortável com as pernas bem posicionadas e o guidão um pouco mais largo, facilitando o processo de contra-esterço e deixando a moto super manobrável. Opção de instalação de malas laterais e baú, dando-lhe um visual mais Tour e permitindo o transporte de mais bagagens. Os freios, apesar de serem com disco simples, tem atuação precisa. O desenho dos pneus permite uma pilotagem mista em estradas on e off. Visual agressivo com as duas ponteiras de escapamento gerando um ronco inconfundível e as rodas raiadas pretas. Com design diferente das suas principais concorrentes (BMW G 650 GS e a XT 660 Z Tenere), sendo mais alta, com o tanque mais estreito e o banco sobre ele, o piloto tem maior facilidade e rapidez no jogo de corpo, quando em terreno ON, e mais agressividade, quando em terreno OFF. Apesar de andar menos que as concorrentes em velocidade final, ela tem uma relação mais curta, o que permite uma puxada mais forte. Na cidade ela te proporciona muita diversão, devorando o asfalto, passando batido sobre os buracos e andando acima dos carros pela sua altura.
Contras:
O painel é muito simples e com uma iluminação não muito boa durante a pilotagem noturna, deixando de fornecer muitas informações relevantes que outras motos da mesma categoria fornecem como: RPM, Marcador de Combustível, Consumo médio. O pedal de descanso é muito reto, não passando muita segurança quando se estaciona a moto, ficando sempre a impressão de que ela vai cair. A moto é alta, é preciso tomar cuidado ao subir e descer dela, ao fazer paradas breves (semáforos, etc) e ao estacioná-la. Sua aerodinâmica não possibilita uma velocidade final elevada, fazendo com que a 150km/h a moto entre em shimming, podendo vir a causar um grave acidente. Seu motor não gosta de andar em baixa rotação, se isso ocorre a moto logo começa a engasgar e faz-se necessária uma redução de marcha. O fato de o giro precisar estar sempre relativamente alto faz com que o consumo cresça um pouco, ficando entre 15 e 19km/L. Sua carenagem é quase integral de plástico e acaba riscando facilmente, faz-se necessário um cuidado maior para apoiar capacete, mochila, bolsa, etc para não danificá-la, atenção também para subir e descer da moto e não raspar o tênis na carenagem. Trata-se de uma moto muito visada, é preciso tomar muito cuidado com o local onde vai estacioná-la e, se possível, instale um alarme e coloque ela no seguro.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Tipo de Uso
Lazer
Terreno Testado
Urbano, Estrada
Quilometragem
1000
Manutenção
Custo de Mantenção
4.5
4
4.5
4.5
5
4
4.5

Avaliação de Gabriel em 07/06/2013

Avaliou moto Triumph Bonneville T 100 2012

Pros:
Lindo design retrô. Delicioso ronco do motor. Boa aceleração, alcança facilmente os 120km/h, podendo ir ainda mais além. Moto leve e facilmente manobrável, se sai muito bem na cidade.
Contras:
A caixa da primária é alta, sobrepondo-se sobre o pedal, se você não prestar atenção e os devidos cuidados pode queimar a parte de dentro do seu pé constantemente. O desenho reto e liso do banco fazem com que andar com garupa não seja tão confortável quanto se espera. O painel com as velocidades em KM/H e MP/H é um pouco confuso. Falta um marcador de combustível.

Condições do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Tipo de Uso
Lazer
Terreno Testado
Urbano
Quilometragem
2000
Manutenção
Custo de Mantenção
5
5
5
5
5
4.5
4.5