Kasinski Comet GT 250

Kasinski Comet GT 250
Recomendação:
Satisfação Geral:
Dirigibilidade:
Visual:
Consumo:
Conforto:
Custo X Benefício:
Performance:
Leia as Avaliações Deixe sua Avaliações
Sobre a Kasinski Comet GT 250
A Kasinski Comet GT 250 possui características de moto esportiva com visual despojado. O modelo tem origem na Coréia do Sul - desenvolvido pela Hyosung - o logo da marca coreana aparece estampado na capa do conjunto mecânico. Além dos atrativos estéticos, a GT 250 traz painel de instrumentos com display digital e conta-giros analógico e conjunto óptico protegido por uma capa-bolha. A moto tem ainda lanterna com LEDs e escapamento em aço inox.

Ficha Técnica

Cilindrada: 249
Tipo de Motor: 4 tempos
Arrefecimento: Ar
Combustível: Gasolina
Potência Máxima: 29.40 cv a 10000 rpm
Torque Máximo: 2.20 kgf.m a 6750 rpm
Transmissão: 5 marchas
Injeção: Eletrônica
Suspensão dianteira: Telescópica invertida
Partida: Elétrica
Chassi: Aço
Suspensão traseira: Balança monochoque ajustável
Peso (seco): 160
Comprimento: 2095
Largura: 780
Altura: 1125
Distância entre Eixos: 1430
Pneu Dianteiro: 110/70 - 17 54H
Pneu Traseiro: 130/70 - 17 69H
Capacidade do tanque: 17
Balança: Convencional

Outras Versões

Comet GT 250:   2013 / 2012 / 2011 / 2010 / 2009 / 2008 / 2007 / 2006 / 2005
mais opções

Todas as Avaliações da Kasinski Comet GT 250

Recomendo
Classificação
Comentários:
SENSACIONAL, MELHOR CUSTO BENEFICIO, VENDE FACIL (VENDI DE UM DIA PARA OUTRO), TAMANHO DE MOTO GRANDE!!!
Prós:
Moto linda, forte, confortavel, otimo custo beneficio, economica, mecanica não dá problema, RECOMENDO, vendi porque casei, senão estava com ela, lembra muito as ducatis
Contras:
Pouco esterçamento, calor do motor
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Terra, Estrada, Pista
Quilometragem:
11000
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 23/04/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
23 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
A motoca é sensacional para o preço que pede. O número pequeno de concessionárias ainda pode atrapalhar mas todas as peças que já pesquisei, mesmo sem precisar trocar, encontrei com facilidade, seja na CC (Kajin aqui no RJ) ou na internet. A revisão feita na Kajin é boa, apesar de ser cara como a maioria das marcas de motocicleta.
Prós:
Motor muito forte, excelente, não se compara a nenhuma outra naked/street 250/300cc;
Boa arrancada;
Ótima para curvas;
Painel completo;
Freio a disco nas duas rodas;
Porte de moto de maior cilindrada;
Pneus originais Pirelli;
Bastante confortável na estrada.
Contras:
Consumo alto para a cilindrada (+-23km/l);
Acionador do sensor de descanso lateral fica muito baixo e amassa em quebra molas mais altos;
Pouco esterço para manobras entre os carros no trânsito.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Estrada
Quilometragem:
8000
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 02/08/2022
SIM
Esta análise foi útil para você?
2 pessoas gostaram
Não Recomendo
Classificação
Comentários:
Já tive 2 Comets 250 naked, 2007 e 2010 e me arrependi as duas vezes (burro mesmo) a primeira vendi com 40 mil rodados estava um bagaço de jogar fora (com todas as manutenções na CC). A segunda estou com 20mil km é já gastei em manutenção mais de 5 mil reais, baterias, muitas peças da parte elétrica, amortecedor, só peça cara!

Nunca fiz revisão em outro lugar q nao seja na concessionaria, me arrependo muito disso, eles tem muito pouca experiencia com motos, devem ter recebido um péssimo treinamento ou nem tiveram. (Rio)

Não teve uma vez de todas as revisões que eu não tive problemas e dor de cabeça com a revendedora aqui do Rio de Janeiro, não sabem fazer nada na moto, ficam fazendo vc comprar peças para ver oq da certo tipo um treinamento, principalmente um mecânico paraíba q acha q saca muito de moto, só fez merda na minha, ele mando eu trocar a bateria 3 vzs até EU descobrir que o problema era outro.

E eles ainda tem a cara de pau de cobrar o mesmo q uma bateria para uma moto de 1000cc. Ja troquei TODA a parte elétrica e continua uma merda. A moto não passa dos 150km/H a menos de 10000 rpm , ta na cara q fizeram merda, ja cheguei a 170 Km/h na outra Comet.

A moto sempre falhou quando chove, dês de quando comprei, o DONO da revendedora falou q é assim mesmo nesse modelo, q eu devia trocar a moto (haha babaca, só se for uma honda), ninguém sabe oq é ou sabem mas estão me forçado a trocar de moto. O dono da cc disse q moto tem q trocar a cada 2 anos é normal haha

A ultima deles foi a substituição do óleo dos garfos (q parace q fica vazando de tão sujo q fica), montaram errado a moto toda torta, fui em outra oficina (Dragons) e os caras equalizaram correto. Resultado pneu dianteiro esta mais gasto de um lado q do outro.

Hoje fui compra uma estupida pedaleira dianteira, vcs acreditam q a cc não tem! Queriam me empurrar a traseira e q eu me virasse para adaptar, pq nao tinha rosca nem o restante das peças (mola e presilha) ! Fui na esquina e comprei uma da Fazer pela metade do preço, com todas as peças incluídas

E finalmente, o quadro esta RACHADO dos dois lados no mesmo local ! Vou jogar essa moto na vala!

Completos idiotas!
Desisto !
Prós:
Bonita mas ordinária
Anda bem para uma 250cc
Pouco roubada
Contras:
Péssimo atendimento pós venda
Peças muito difíceis de se encontrar, concessionaria não tem peça nenhuma, querem te vender as paralelas com preço de novas
Revisões com preços de motos de 600cc
Manutenção em geral vc gasta o mesmo que uma moto de 600cc
Parte elétrica é um lixo, vc vai ter muitas dores de cabeça fique certo disso.
Péssima revenda, usada não vale nada.
Não serve para o uso diário ela não aguenta
Mecânicos sem experiencia nas concessionarias do Rio de Janeiro
Muito pesada para uma 250cc




Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Estrada, Pista
Quilometragem:
20000
Manutenção:
Difícil de encontrar
Custo de Mantenção:
Alto
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 15/06/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
11 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
Na época em que adquiri a comet ela estava na promoção, custando apenas R$9.999,00 o que a tornava disparada a melhor opção do mercado, comprei a moto com certa desconfiança devido a marca, revenda, qualidade e etc... mas tive uma grata surpresa ao longo desses 2 anos em que estou com ela, e a considero uma ótima moto para se aprender a pilotar uma moto grande, porém não acho ideal que alguém a adquira como primeira moto por ser um tanto quanto diferente das outras concorrentes(mais potente e com maior peso), por isso acho sim muito válida a troca de uma moto 250/300cc para a comet, como foi o meu caso, e atualmente estou muito feliz, já almejando a troca para uma 650cc.
Prós:
Primeiramente considero a comet como a melhor naked 250/300cc do mercado, é uma moto que está a frente das concorrentes, em estilo, equipamento e desempenho. O motor v2 250cc é muito entusiasmado, e torna a condução "tranquila" da moto uma tarefa bem difícil, coisa que ocorre de maneira inversa nas concorrentes, o chassi reagem bem as altas velocidades, porém a suspensão dianteira possui um retorno rápido de fábrica, sendo necessários alguns ajustes para um funcionamento melhor, não é uma moto perfeita, mas sem dúvida é a melhor opção do nosso atual mercado "hondista".
Contras:
Considero como o principal problema da moto o fator do peso, se ela fosse mais leve, o desempenho melhoraria muito, os freios teriam um melhor funcionamento e o consumo melhoraria bastante.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Estrada
Quilometragem:
5600
Manutenção:
Dentro do esperado
Custo de Mantenção:
Normal
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 20/04/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
30 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
manutenção cara, pois aqui em Jacobina BA só encontramos na concessionária da marca . que aqui tem uma bela equipe .
Prós:
O conjunto é bom , com itens vários itens de serie.
Contras:
Suspensão mole , desestabiliza a moto com facilidade , parece que está com garupeiro ruim as vezes. não gostei mesmo ...
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Lazer
Terreno Testado:
Urbano, Terra, Estrada, Pista
Quilometragem:
3000
Manutenção:
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção:
Alto
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 18/04/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
22 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
VALE A PENA MESMO COM CUSTO ALTO DAS PEÇAS POIS E UMA 250 V2 AI A DIFERENÇA MAIS POTENCIA MAIOR CUSTO
Prós:
ROBUSTA AGRESSIVA IMPONENTE ANDA MUITO PARA UMA 250 UMA MOTO GRANDE CHAMA ATENÇÃO MESMO PERTO DAS 650 JAPONESAS COM GARUPA NEM SENTI PERDA DE POTENCIA EM SERRA LONGA EX: RODOVIA IMIGRANTES MANTEM 140 KM HORA NA BOA CURVA EM ALTA E UMA MOTO DE CORRIDA NATA TEM QUE SER BOM DE BRAÇO PARA DOMAR A BRUTA,OS DOIS CILINDROS FAZEM A DIFERENÇA
Contras:
DIFICULDADE DE PEÇAS ESCAPE QUEIMA A BARRA DA CALÇA L.D CAUSADO PELO CATALIZADOR EMBREAGEM DURA
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Utilitário (Trabalho)
Terreno Testado:
Urbano, Estrada, Pista
Quilometragem:
17000
Manutenção:
Difícil de encontrar
Custo de Mantenção:
Alto
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 23/04/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
22 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
Sou apaixonado pela minha GT. Piloto ao menos 100km por dia em estrada e com 13.000Km ela encontra-se como zero.
Onde paro atraio olhares para a minha pretinha. Só troquei óleo e apertei corrente até o momento. O consumo reflete seu comportamento esportivo, paga-se pelo que corre.
Prós:
Motor potente;
Visual imponente;
Excelente posição de pilotar;
Bons freios;
Farol ilumina bem;
Boa de curva;
Contras:
Desconforto para o garupa;
Pouco esterço do guidom atrapalha um pouco no trânsito pesado e em manobras.
Retrovisor com pouca visibilidade.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Estrada
Quilometragem:
15000
Manutenção:
Dentro do esperado
Custo de Mantenção:
Alto
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 25/02/2021
SIM
Esta análise foi útil para você?
Recomendo
Classificação
Comentários:
Quando troquei minha Honda Twister por uma Kasinki Comet GT,
fui receoso, com medo de alguns problemas relatados
hoje, após um ano de uso e nenhum problema apresentado
estou extremamente satisfeito com a moto.

Porte de moto grande, maior que várias 60cc, ótimo pra mim que tenho 1,90mt. Além do visual de uma naked street fighter,
A potência do motor V-Twin é fantástica, matem ótima velocidade de cruzeiro,
com muita potência em subidas e ultrapassagens, além de ótima velocidade final.

Manutenção não é tão difícil nem cara,
qualquer mecânico que mexa com suzuki atende a comet, e o custo de manutenção é aproximado da honda CB300
(com exceção de troca peças, se precisar reposição, é mais cara já que suas peças são de motos acima de 500cc)

Na pista ela é fantástica,
já na cidade, ela é grande e esterça pouco, dificultando um pouco mais para ruas de muito trânsito, e corredores
mas não deixa de ser uma ótima moto para cidade (para uso diário)

O motor, responde bem em baixa rotação, mas é a partir dos 6mil rom que ele mostra toda potência do V-Twin
A mais forte Naked até as 450cc,

Recomendo muito, excelente moto, pra quem queria uma 600cc,
mas precisa de uma moto para uso diário.
Prós:
Pegada e porte de 600cc (moto grande)
Melhor ergonomia, encaixe perfeito de pernas
Suspensão dianteira Up-side-down e traseira regulável
Motor Bicilindrico em V (V-TWIN) de 29cv, excelente potencia em alto giro
Berço Perimetral, mais reforçado
Lanterna traseira em Led
Visual Street Fighter e banco bi-partido
Freio a disco dianteiro e traseiro
Contras:
Motor poderia responder melhor em baixa rotação, abaixo de 5mil giros
Painel, apesar de digital, podia ser mais bonito
Consumo, por ser uma bicilíndrica, seu consumo é maior que das outras 250cc
Sensor de descanso mal localizado, fácil de ser danificado
Esterça pouco, por ser feita sobre a estrutura de uma esportiva, ela esterça menos que uma naked comum
5marchas
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Estrada, Pista
Quilometragem:
7500
Manutenção:
Dentro do esperado
Custo de Mantenção:
Normal
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 25/02/2021
SIM
Esta análise foi útil para você?
Recomendo
Classificação
Prós:
Potencia do motor v2, diferente de tudo oque existe ai no mercado, não me deu problema ate agora é uma pequena moto grande valente !!!!!
Contras:
O raio de esterço do guidão pequeno mas com o tempo se acostuma, e as concessionarias que não só no preço mas também no serviço tem desejado a desejar e isto não é privilégio desta marca quase todas as marcas suas agencias cometem os mesmos erros !!!!!!!!!!!
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Estrada, Pista
Quilometragem:
5000
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 25/02/2021
SIM
Esta análise foi útil para você?
Recomendo
Classificação
Comentários:
A moto é muito boa, mas a rede de CC precisa melhorar e ter um maior estoque de peças de reposição.
Acredito que a marca deveria trabalhar pontos fracos como a parte elétrica, pois quando o piloto fica na estrada com a moto quebrada faz com que este influencie muitos outros negativamente.
Prós:
Motor forte para categoria.
Visual arrebatador perto de CB 300 e Fazer, parece ser de uma categoria acima.
Pegada esportiva, responde bem em alta e em estrada é tudo de bom.
Contras:
A diminuta rede de CC torna o atendimento Ruim.
Consumo muito alto mesmo para uma bicilíndrica, no caso da minha varia entre 17 andando forte e 22 normal.
Parte elétrica é um problema, já me deixou no meio da rua 3 vezes.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Estrada
Quilometragem:
30000
Manutenção:
Difícil de encontrar
Custo de Mantenção:
Alto
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 25/02/2021
SIM
Esta análise foi útil para você?
mais opções

Outras motos Kasinski à venda

De R$ 9.500,00 a R$ 9.500,00 entre 1 oferta
Kasinski Comet GT 250
R$ 9.500,00
Kasinski Comet GT 250

Guias de motos Kasinski

foto moto kasinski/cruise-ii Kasinski Cruise II
Kasinski Cruise II
foto moto kasinski/win Kasinski Win
Kasinski Win
foto moto kasinski/mirage-250 Kasinski Mirage 250
Kasinski Mirage 250
foto moto kasinski/comet-150 Kasinski Comet 150
Kasinski Comet 150
foto moto kasinski/prima-50 Kasinski Prima 50
Kasinski Prima 50

Notícias sobre motos da Kasinski

capa noticia Comparativo Ninja 250 R, Kasinski Comet GT 250R, e Honda CBR 250
Comparativo Ninja 250 R, Kasinski Comet GT 250R, e Honda CBR 250
Comparativo Ninja 250 R, Kasinski Comet GT 250R, e Honda CBR 250
capa noticia Ex-parceira da Kasinski, marca apresenta nova moto elétrica adventure
Ex-parceira da Kasinski, marca apresenta nova moto elétrica adventure
Ex-parceira da Kasinski, marca apresenta nova moto elétrica adventure
capa noticia Aquila 300S: A Meteor 350 que a Kasinski não trouxe ao Brasil
Aquila 300S: A Meteor 350 que a Kasinski não trouxe ao Brasil
Aquila 300S: A Meteor 350 que a Kasinski não trouxe ao Brasil
capa noticia Motos Kasinski: que fim levou sua parceria, a Hyosung
Motos Kasinski: que fim levou sua parceria, a Hyosung
Motos Kasinski: que fim levou sua parceria, a Hyosung