Kawasaki Ninja ZX 11

Kawasaki Ninja ZX 11
Recomendação:
Satisfação Geral:
Dirigibilidade:
Visual:
Consumo:
Conforto:
Custo X Benefício:
Performance:
Leia as Avaliações Deixe sua Avaliações
Sobre a Kawasaki Ninja ZX 11

Ficha Técnica

Cilindrada: 1052
Tipo de Motor: 4 tempos, 4 cilindros em linha, DOHC, 16 válvulas
Arrefecimento: A líquido
Combustível: Gasolina
Potência Máxima: 147 cv a 10.500 rpm
Torque Máximo: 10.89 kgf.m a 8.500 rpm
Transmissão: 6 marchas
Suspensão dianteira: Garfo telescópico, 43 mm de diâmetro e 120 mm de curso
Partida: Elétrica
Chassi: Em alumínio, tubular, berço duplo
Suspensão traseira: Braço oscilante, monochoque, 112 mm de curso
Peso (seco): 233
Peso em movimento: 274 (MVOM)
Comprimento: 2180
Largura: 730
Altura: 1205
Altura do Banco: 780
Distância entre Eixos: 1500
Pneu Dianteiro: 120/70 ZR17
Pneu Traseiro: 180/55 ZR17
Capacidade do tanque: 24

Outras Versões

Ninja ZX 11 (1100cc):   2000 / 1999 / 1998 / 1997 / 1996 / 1995 / 1994 / 1993 / 1992 / 1991 / 1990
mais opções

Todas as Avaliações da Kawasaki Ninja ZX 11

Não Recomendo
Classificação
Comentários:
A moto tem suas características boas, tenho que admitir. Das motos grandes, foi a moto mais confortável e boa de andar que eu já tive. Como sou alto, tenho 1,95 a moto é bastante confortável.
Uma questão bem importante é que as motos estão ficando cada vez menores. Daqui a pouco para ter uma Sport Touring ou esportiva, o cara terá que ter a estatura do Zezé Di Camargo, algo em torno de 1,50m de altura.

Ela já teve sua vez no mercado. Hoje em dia é muito complicado achar mão de obra descente e com preço justo. Tudo é muito caro, o que torna praticamente impossível manter a moto. Sem falar que é uma maratona toda vez que é preciso trocar uma peça. O negócio é adquirir uma moto mais nova, como uma Hayabusa ou algo nesta linha já com INJEÇÃO ELETRÔNICA.
Prós:
-Conforto;
-Visual Moderno até os dias de hoje;
-Potência;
-Painel Completo e com um cockpit excelente;
É uma moto muito boa. Tem um conforto excelente tanto para andar sozinho quanto com garupa. Seu visual agrada até hoje pela beleza e imponência. Anda muito devido a sua potência para dar e vender.
Contras:
-Moto com poucas unidades no Brasil e poucas peças;
-Peças disponíveis no mercado nacional são caríssimas e difíceis de encontrar. Geralmente é necessário importar dos Estados Unidos ou Japão, o que é um verdadeiro pé no saco;
-Carburada. Já foi a época do carburador. É sistema muito ultrapassado é que gera muita manutenção e gastos sem falar em desperdício de combustível;
-Consumo. A moto gasta bastante. Quando tinha a minha fazia no máximo, e isso andando de boa, 11 km/l. Arrochando ia para 8km/l.
-Manutenção é muito onerosa;
-Difícil de revender;
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Lazer
Terreno Testado:
Urbano, Estrada
Quilometragem:
50000
Manutenção:
Difícil de encontrar
Custo de Mantenção:
Alto
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 12/08/2022
SIM
Esta análise foi útil para você?
106 pessoas gostaram
Não Recomendo
Classificação
Comentários:
Este comentário é para ZX11, mas serve para quase todas as motos 4 cilindros carburadas, tristeza não tem fim felicidade sim!
Já foi um sonho quando não se conhecia injeção eletrônica, hoje é um pesadelo parece um mamute pré-histórico!
É coisa de piloto nostálgico, ou colecionador que já tem costume de sofrer dando manutenção, ou um infeliz que não conseguiu achar um mais "bobo" do que ele pra passar pra frente.
Prós:
Moto lendária, já foi a mais veloz do mundo durante as décadas de 80 e 90. Muito torque, muita força e potência, visual "estiloso" muito marcante. Freios excelente, embreagem hidráulica super macia sem trancos. Um ronco forte e encorpado preferencialmente com ponteira esportiva tipo Yoshimura.
Posição de pilotagem agradável, marca presença onde chega.
Contras:
Moto pesada, esquenta demais o motor e cozinha as pernas do piloto, manutenção cara tanto as peças quanto os serviços rotineiros. Dá problema fácil na bomba de combustível e nos carburadores, e na ventoinha do sistema de refrigeração. Se não for ligada toda semana "embola" a carburação aí é a a alegria dos mecânicos que levam brincando uns 300 paus pra colocar no ponto certo e tal, isto é. quando se acha o ponto certo, pois é comum ela ficar redonda na baixa e ruim na alta e vice-versa, mas todo mecânico diz que coloca ela no ponto e depois da "cagada" feita diz é o normal das carburadas. Cada uma das 4 sedes do carburador custam R$250 e cabos etc tudo é caro e raro de achar. É duas alegrias uma quando se compra e outra quando se vende, e é difícil de se vender heim!
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Lazer
Terreno Testado:
Urbano, Estrada
Quilometragem:
30000
Manutenção:
Difícil de encontrar
Custo de Mantenção:
Alto
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 12/08/2022
SIM
Esta análise foi útil para você?
105 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
motorecomendada p quem não tem muito dinheiro e meche um pouco com mecanica!
Prós:
preço, consumo, potencia, conforto
Contras:
preço de manutenção(no meu caso eu meto a mão) pesada para o transito, esquenta bastante no transito normal.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Lazer
Terreno Testado:
Urbano, Terra, Estrada, Pista
Quilometragem:
30000
Manutenção:
Dentro do esperado
Custo de Mantenção:
Alto
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 12/08/2022
SIM
Esta análise foi útil para você?
87 pessoas gostaram
Não Recomendo
Classificação
Comentários:
Em poucas palavras... merece ir pra um museu.
Fiquei pouco tempo com a minha, pq não aguentei a manutenção.
Sem contar que é pesada pra caramba, e bebe mais q o Zeca Pagodinho...
Prós:
Um mito. Foi por um tempo a moto mais rápida.
O barulho é muito característico, e sempre chama a atenção.
Contras:
Consumo alto,
Peso absurdo,
Manutenção cara e difícil, tanto de achar peças, como de um bom mecânico que entenda de ponto de motor.
Resumindo... os carburadores bebem demais, e dão bastante problema. Principalmente se vc esquece de ligar de vez em quando.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Lazer
Terreno Testado:
Urbano, Estrada
Quilometragem:
0
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 29/05/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
101 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Prós:
Bonita,e veloz
Contras:
Pena que seja carburada.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Lazer
Terreno Testado:
Urbano, Terra, Estrada, Pista
Quilometragem:
25
Manutenção:
Difícil de encontrar
Custo de Mantenção:
Alto
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 22/04/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
23 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
Resumo: motão com custo benéfico ótimo para quem gosta de carburação, na mão de um piloto cuidadoso dificilmente ira para oficina.
Prós:
Ao contrário de algumas opiniões expressarei minha analise real sobre a zx 11 baseado na minha ZX 11 1993, é uma moto para corajosos, pois tem muito torque ( 151 cavalos ) que impõem respeito aos conhecedores. Com consumo médio a 100 km hora de 19 km com um litro e de 13 km com um litro acima dos 200 km, para uma moto carburada e pesada acredito que seu consumo é ótimo, já vi comentários aqui que dizem que seu consumo varia de 8 a 10 km com um litro, meu amigo então sua moto precisa de manutenção urgente, designe moderno e boa estabilidade, manutenção até o presente momento nada difícil, peças fáceis de achar apesar de minha moto dificilmente da manutenção a não ser pastilha de freio, pneu e óleo. é uma moto ultrapassada pelo tempo, mas que garante seu respeito as demais esportivas com exceção a blackbird lançada em 1996 quase por surpresa e afirmando-se como a maior e mais potente super-desportiva da Honda e a atuais Hayabusa e zx14, das demais ta para provar maior velocidade excluindo a nova zx10 e bmw.
Contras:
É uma moto muito pesada requer mais do piloto em curvas de rápido retorno.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Lazer
Terreno Testado:
Urbano, Estrada, Pista
Quilometragem:
27000
Manutenção:
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção:
Baixo
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 15/04/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
97 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
moto maravilhosa, perfeita em todos os aspectos, mas não compre se não for absolutamente original!
tive ela de diversos anos, a melhor foi a 1994, a q tem dois odometros parciais. a q tem relogio digital no painel achei meio ruim.
Prós:
É uma moto excepcional, mas apenas para quem sabe andar. É grande, pesada, dificil de manobrar para pilotos novos, ou sem jeito para a coisa.
Tem uma aceleração poderosa e extremamente linear, e se tiver os ajustes de suspensão feitos com cuidado, é absurdamente confortável e segura.
Consumo normal na cidade, 14 km/l, na estrada, dependendo de quem acelerar, pode chegar a 18km/l.
Imbatível para pilotos altos (1,90).
Tem excelente presença em qualquer lugar que chega.
Manutenção básica.
Defeito é coisa rara, não estraga nada de anormal (bomba de gasolina, cebolão do radiador).
Contras:
NÃO ACEITE NEM DADA SE NÃO ESTIVER ORIGINAL. É moto de coroa e de quem tem dinheiro, se vc esbarrar em uma q falte o olho de gato sequer, CORRA.
Recomendo sem medo apenas as que estiverem intactas, de preferencia com manual nota fiscal, 4a via de importação etc...
TODAS que vi com problema em oficina eram todas mexidas.
Por ser uma moto barata, tem virado alvo de zelas, q compram para moer.
Não pode cair com ela, pq ai lasca a firma, é tudo caro! uma seta é 140 conto, o adesivo NINJA, mais de 200, a bolha quase 1000.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Estrada, Pista
Quilometragem:
25000
Manutenção:
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção:
Normal
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 29/08/2022
SIM
Esta análise foi útil para você?
87 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
Tenho uma ZX11 ano 1991, é o tipo de moto para quem curte lendas em duas rodas e não se importa em gastar para deixar a moto em dia, é confortável para pequenas viagens e para o passeio de final de semana na cidade.

É uma moto para curtir e guardar, se quiser comprar pensando em vender não se arrisque, a minha não tenho intenção de venda até pelo valor dela versus o custo que você acaba tendo para manter, por isso curto ao extremo os meus passeios.

É deliciosa para andar, potente e mesmo tendo 20 anos chama a atenção das pessoas por onde passa.

Com relação a consumo não acho que deve ser considerado para esse tipo de moto pois é obvio que ela vai consumir muito mais que uma moto nova injetada e de menor cilindrada, não temos como comparar as tecnologias, mais o consumo fica dentro do esperado e não é nenhum absurdo.

Como eu disse é moto para final de semana, curtição, não adianta querer uma ZX11 para trabalhar todo dia com ela que não vai rolar, ai sim o custo pode ficar alto.
Fazendo as manutenções básicas e andando de final de semana como faço, ela não dá dor de cabeça.

Para o dia a dia melhor comprar uma moto menor e mais nova, se quer consumo baixo compre uma moto pequena.

Sobre peças sempre achei fácil peças novas no centro de SP nas lojas Motor Racer e General Motos, as peças normalmente não são baratas, mais para quem curte a moto e quer deixar ela em dia sempre existe essas opções de compra, e já comprei muita coisa pelo EBAY também.

Exemplo de peças novas:

Bomba d´aguá nova: R$ 780 (Motoracer)
Bateria nova: R$ 230 (General Motos)
Pastilhas de freio (importadas de carbono) R$ 160 cada

Para manutenções recomendo a mecânica do Karlinhos e do Vava a Tito 13 que fica na Rua Tito, 13 na Pompeia, os caras sempre deixam a minha moto redonda.

PS: Atualizando o post, em 09/08/13 comprei uma outra ZX11, dessa vez ano 1997 pois era único dono, esta zerada e resolvi investir em uma moto mais nova.
Com relação a minha ZX11 1991 precisei vender, anunciei e em apenas 5 dias ela foi vendida o que prova que não é tão difícil de vender, ela tem seu público fiel, veio um cara de Limeira buscar.
Prós:
Potência
Design
Conforto
Manutenção - Ainda existe peças novas no mercado apesar do ano da moto
Pouco visada para roubo
Contras:
Temperatura do motor, na cidade esquenta bem as pernas do piloto.
Manutenção - Preço de peça alto
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Lazer
Terreno Testado:
Urbano, Estrada
Quilometragem:
52000
Manutenção:
Dentro do esperado
Custo de Mantenção:
Alto
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 25/04/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
103 pessoas gostaram
mais opções

Outras motos Kawasaki à venda

De R$ 27.000,00 a R$ 27.000,00 entre 1 oferta
Kawasaki Ninja ZX 11
R$ 27.000,00
Kawasaki Ninja ZX 11

Guias de motos Kawasaki

foto moto kawasaki/z-900-rs Kawasaki Z 900 RS
Kawasaki Z 900 RS
foto moto kawasaki/z650 Kawasaki Z 650
Kawasaki Z 650
foto moto kawasaki/d-tracker-x Kawasaki D tracker X
Kawasaki D tracker X
foto moto kawasaki/z-900-rs-cafe Kawasaki Z 900 RS Cafe
Kawasaki Z 900 RS Cafe
foto moto kawasaki/kx-450f Kawasaki KX 450F
Kawasaki KX 450F

Notícias sobre motos da Kawasaki

capa noticia Teste Z 900: descobrimos porque é a Kawasaki mais vendida
Teste Z 900: descobrimos porque é a Kawasaki mais vendida
Teste Z 900: descobrimos porque é a Kawasaki mais vendida
capa noticia Moto barata: Kawasaki baixa preço para encarar Royal lá fora
Moto barata: Kawasaki baixa preço para encarar Royal lá fora
Moto barata: Kawasaki baixa preço para encarar Royal lá fora
capa noticia Motos Kawasaki: como são as novas Ninja 500, Z 500 e híbrida
Motos Kawasaki: como são as novas Ninja 500, Z 500 e híbrida
Motos Kawasaki: como são as novas Ninja 500, Z 500 e híbrida
capa noticia Kawasaki 15 anos: 5 modelos que marcaram sua história no Brasil
Kawasaki 15 anos: 5 modelos que marcaram sua história no Brasil
Kawasaki 15 anos: 5 modelos que marcaram sua história no Brasil