Yamaha XTZ 250 X

Yamaha XTZ 250 X
Recomendação:
Satisfação Geral:
Dirigibilidade:
Visual:
Consumo:
Conforto:
Custo X Benefício:
Performance:
Leia as Avaliações Deixe sua Avaliações
Sobre a Yamaha XTZ 250 X
A XTZ 250X é equipada, assim como a Lander, com o mesmo monocilíndrico de 249 cm³, duas válvulas, comando simples no cabeçote (SOHC), com refrigeração mista (ar e radiador de óleo). Fica na ciclística a grande diferença entre os modelos, com a 250X tendo características das supermotard.

Ficha Técnica

Cilindrada: 249
Tipo de Motor: 4 tempos
Arrefecimento: Ar
Combustível: Gasolina
Potência Máxima: 21.00 a 7500 rpm
Torque Máximo: 2.10 a 6500 rpm
Transmissão: 5 marchas
Injeção: Eletrônica
Suspensão dianteira: Garfo telescópico, curso de 240 mm
Partida: Elétrica
Ajuste da suspensão dianteira: Sem ajustes
Chassi: Aço
Suspensão traseira: Monochoque com LInk, curso de 220 mm
Peso (seco): 132
Comprimento: 2096
Largura: 830
Altura: 1163
Altura do Banco: 870
Distância entre Eixos: 1390
Pneu Dianteiro: 110/70-17M/C (54S)
Pneu Traseiro: 130/70-17M/C (62S)
Capacidade do tanque: 11
Ajuste da suspensão traseira: Sem ajustes
Balança: Convencional

Outras Versões

XTZ 250 X:   2011 / 2010 / 2009 / 2008 / 2007
mais opções

Todas as Avaliações da Yamaha XTZ 250 X

Recomendo
Classificação
Comentários:
Uma moto fantástica, um segmento que não deu muito certo no Brasil (motard) e vendeu por apenas 2 anos.
é uma moto muito bonita e ótima para uso urbano... possui um ciclistica incrivel, e é possivel fazer milagres com essa moto...
Poderia receber um upgrade no motor, alguns cavalos a mais, seriam muito bem vindos!
O suporte de placa é algo que da problema em todas, mas existe a solução
Prós:
Design - Mesmo já tendo saido de linha o paralama e protetor de bengala é somummente utilizado nas lander normal, por ser muito mai bonito...
Agilidade - apenas pilotando uma para saber, muito mais ágil no transito que a fazer...
Moto leve - boa para pilotos que estão começando e não tem costume e nem habilitade em segurar uma moto.
Mais baixa que a Lander normal - ideal para quem é consideirado baixo como eu (tenho 1,70)
Motor indestrutivel
Contras:
Vibração do suporte de placa - Nada que não possa ser resolvido com uma camara velha, e um protetor de placa daqueles de 5 reais
Qualidade dos plásticos da "carenagem" - riscam muito fácil
Por ser mais baixa, o guidão, pega nos retrovisores no corredor
Motor poderia ser mais potente
Cambio as vezes da umas enroscadas
Freio poderia ser melhor - se torna meio borrachudo em dias muito quentes (persiste na lander normal)
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Estrada
Quilometragem:
30000
Manutenção:
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção:
Baixo
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 14/06/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
35 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
Acredito que a XTZ250 X seja uma boa opção para os que gostam do visual Supermotard, mas não ligam muito para performance. Ela tem boas características que a deixam bastante competitivas com suas rivais de mercado, entretanto, como qualquer outra moto no Brasil ela não vale (ou não valia) a fortuna que pediam por ela 0km (mas se for pensar assim vamos ficar sem moto, sem carro e até sem bicicleta).
Prós:
A X, assim como a Lander, é uma moto leve. Seu peso aliado aos aros 17" e pneus street lhe conferem uma dirigibilidade e agilidade muito boa no trânsito. Curvas fechadas rápidas, mudanças repentinas de direção e frenagens fortes são bem legais de se fazer nessa "supermotard".
O visual, mesmo totalmente original, é um forte atrativo e por várias vezes fui questionado na rua se ela era assim de fábrica etc.
O conforto é discutível. Depende do tamanho do piloto e de sua postura, mas o banco é duro e bem cansativo se pilotada por algumas horas seguidas.
Sobre o consumo de combustível eu a considero na média ou ligeiramente melhor que outras 250cc. Fazendo alguns testes em várias situações distintas obtive dados razoáveis. O consumo variou da seguinte forma:
- Andando leve com acelerações bem graduais (até lentas, digamos assim), desligando o motor em semáforos mais demorados e engatando o neutro quando avistava um sinal vermelho: 34,6km/l;
- Andando normal sem pensar em economia, seguindo o fluxo do trânsito e mantendo uma rotação média: 29km/l;
- Andando forte com acelerações e frenagens bruscas, curvas "com emoção" e rpm sempre "da metade pra cima": 24 a 25km/l;
- Andando na pista (duplicada e tentando ao máximo acompanhar uma Z750 e uma V-Strom) com acelerador totalmente aberto quase 100% do tempo: 19km/l.
Outro ponto positivo é a facilidade de encontrar peças de reposição e seus valores. Faço as revisões em casa e o custo da manutenção é realmente baixo.
Algo que também acho interessante e digno de comentário é o painel da moto. Bem completo para uma moto pequena, com contagiros, medidor de combustível, dois odômetros parciais e um terceiro que começa a marcar assim que a moto entra na reserva. Dessa forma você sabe exatamente o quanto rodou depois que o marcador começou a piscar.
Contras:

Como tudo na vida, nem tudo são flores. A X também tem seus pontos negativos e que devem ser considerados antes da compra.
Comecemos pelo acabamento dado às peças plásticas pela Yamaha. Tais peças (aletas, rabeta, farol) não possuem pintura e nem mesmo uma camada de verniz. É plástico puro mesmo e por causa disso eles riscam com uma facilidade assustadora. Dificilmente você encontrará uma Lander usada sem pequenos arranhões.
O motor poderia ter um fôlego a mais, mas a Yamaha optou por priorizar a durabilidade e a economia. Isso deixou a moto um pouco "xôxa" principalmente se levarmos em consideração o visual de supermoto.
Os freios são pouca coisa mais fracos do que deveriam. Acho que por não ser uma moto que anda forte a fabricante os deixou um pouco subdimensionados para economizar uns trocados. Resolve-se facilmente trocando as pastilhas por umas melhores e trocando os flexíveis pelos revestidos com malha de aço.
Há alguns defeitos crônicos compartilhados com sua irmã (Lander), mas que até agora não me causaram nenhum problema.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Estrada
Quilometragem:
12500
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 06/01/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
4 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
Excelente moto, só saio dela para um xt660
Prós:
Excelente Design, para mim dá show em outras da mesma categoria, lanterna traseira de led, bom farol dianteiro, excelente posição de pilotagem, consumo está na faixa dos 25 km/l, troquei a vela por uma de iridium e senti uma melhora grande nas arrancadas e retomadas, a moto chama atenção, já está com 64.000 nunca precisou de reparos no motor, tenho a moto a 2 anos e só troquei o retentor da suspensão dianteira.
Contras:
os plásticos são de péssima qualidade, falta um pouco de potência ao motor
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano
Quilometragem:
64000
Manutenção:
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção:
Baixo
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 06/01/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
4 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Prós:
Mecânica robusta, nos 30mil km da minha moto, troquei uma vela e a corrente (por erro meu pois ressequei os anéis o'rings da mesma com o uso de querosene), além de óleo, filtros e uma pastilha traseira. A versão X ainda é atual e tem um bom desempenho dinâmico na cidade. É muito econômica para uma 250 e um desempenho condizente com a cilindrada. Quem espera desempenho de 500 cilindradas em uma 250 não vai gostar da moto. Moto simples e funcional e atende em cheio quem precisa de uma moto pra cidade confiável, econômica e bonita. A minha uso em viagens longas de 1500km e nunca me deixou na mão. Nem pneu fura. Mantendo até 95km/h vai bem e é econômica. É muito divertida brincar com ela na pista de kart da minha cidade. Por enquanto a melhor moto que tive.
Contras:
Carenagens quase descartáveis, riscam fácil e perde o brilho mesmo abrigada ao sol. O painel é feio, parece frágil e o conta giros é uma piada, pequeno e difícil de visualizar. No asfalto não deve ter pressa, afinal não tem folego pra manter mais que 105, 110km/h sem esgoelar comprometendo durabilidade e consumo de gasolina. Os pneus Pirelli do modelo motard assustam na terra/areia, mas como são pra asfalto algo normal, apenas exigem atenção. A placa original de alumínio não dura nem 1 mês e deve ser substituída por uma de aço, que dura pra sempre hehe.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Terra, Estrada, Pista
Quilometragem:
30000
Manutenção:
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção:
Baixo
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 06/01/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
2 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Prós:
Excelente moto, a proposta motard traz uma excelente dirigibilidade no asfalto, proporcionando também uma brincadeira na terra/areia pela sua altura. Moto forte, aguenta o tranco ágil e fácil de pilotar. O modelo da minha 250X laranja com preto é lindo da gosto de olhar a moto todo dia.
Contras:
O banco não é dos mais confortáveis, em viagens você aguenta no máximo uma hora, uma hora e meia sem parar.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Terra, Estrada, Pista
Quilometragem:
56000
Manutenção:
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção:
Baixo
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 08/06/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
107 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
Comprei uma tem 6 meses ano 2008 com 28mil km , cumpre o que promete, o motor já se consagrou com um bom tempo de mercado (desde 2005) .É muito fácil deitar nas curvas e possui bom torque para retomadas na cidade , seu câmbio de engate preciso e embreagem macia garantem prazer ao pilotar. Novamente o cÂmbio , como tem "somente" 5 marchas o motor trabalha em alta, por outro lado possui boas retomadas para uso urbano.Uso para o dia-a-dia onde possui bom consumo e facilidade na pilotagem. Andando sempre em alta faz 22km/litro comigo (105 kg) em baixa consegue chegar perto dos 30km/litro. Para viagens eu pularia para a tenerezinha 250 pela capacidade do tanque e pelo banco de dois níveis para viagens com garupa. Tomei um rola com ela e precisei trocar o protetor de escapamento aquele dianteiro "uma gradinha" que na concessionária custa uma bagatela de R$220,00. Todas as motos que compro testo na terra e no asfalto e digo: mesmo com os pneus on originais ela não fez feio em terrenos bem acidentados(exceto barro, lama). Eu recomendo !!!!
Prós:
Motor já consagrado desde 2005
Moto elástica , dribla qualquer trânsito na cidade
Boas retomadas na cidade devido ao seu câmbio somente de 5 marchas
Boas suspensões desde que não seja um cavalo de 105 kg igual a mim *rs
Contras:
Câmbio de 5 marchas - o motor , comigo, sempre trabalha em alta
Banco duro - causa incomodo em longas viagens
Tanque pequeno- pouca autonomia , reserva entra com 130 km aproximadamente
Reserva do tanque desproporcional- entra na reserva com 130 km rodados e a reserva roda quase 100km ????!!!!
Algumas peças absurdamente caras
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Terra, Estrada
Quilometragem:
34000
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 03/06/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
33 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
A moto é quase perfeita. Espero ansioso pela próximo Lander.
Prós:
?Moto fácil de pilotar devido a sua excelente ciclística.
?Cola bem nas curvas e tem fácil mudança de trajetória.
?O motor de extrema qualidade no requisito durabilidade, economia de combustível e tecnologias empregadas em sua concepção.
?Posso colocar como qualidade a sua beleza que agrada muito o meu gosto.
?Moto apesar do estilo trail é confortável para o garupa. Para o piloto é muito confortável se comparado com a Tornado e a XTZ125.
Contras:
?Poderia ser um pouco mais potente.
?Posição do cabo de freio por baixo da balança é equivocado na minha opinião.
?Paralama dianteiro é lindo, mas peca na proteção do piloto.
?Muita trepidação no suporte de placa levando os parafusos a caírem.
?Peças em falta na cc quase sempre.
?Valor absurdo cobrado nas CCs.


Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Terra, Estrada
Quilometragem:
40000
Manutenção:
Dentro do esperado
Custo de Mantenção:
Normal
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 13/06/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
38 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Prós:
Dirigibilidade fácil e leve, responde bem em baixa rotação. Melhor visual da categoria!
Contras:
Necessita up no freio dianteiro, tanque de combustível pequeno, pouca velociadade final, merecia sexta marcha.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Estrada
Quilometragem:
40000
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 25/02/2021
SIM
Esta análise foi útil para você?
Recomendo
Classificação
Prós:
Agilidade, dirigibilidade, designe, baixo índice de manutenção, consumo .
Contras:
Fragilidade das carenagens dianteiras, a placa sem reforço não dura uma semana,banco duro e meio barulhenta mas depois acostuma.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Terra, Estrada
Quilometragem:
20200
Manutenção:
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção:
Baixo
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 25/02/2021
SIM
Esta análise foi útil para você?
Recomendo
Classificação
Comentários:
Uma ótima moto, excelente acabamento, fácil manutenção!
Prós:
Visual chama a atenção, tem uma excelente conjunto de suspensões, o consumo é ótimo para uma 250cc fica por volta de 30km isso com o 'cabo enrolado'! Mobilidade fácil no transito. E um bom torque.
Contras:
Banco é duro. O motor não tem muito final. mas nada que seja de mais!
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Estrada
Quilometragem:
11689
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 25/02/2021
SIM
Esta análise foi útil para você?
mais opções

Outras motos Yamaha à venda

De R$ 8.000,00 a R$ 8.000,00 entre 3 ofertas
Yamaha XTZ 250 X
R$ 8.000,00
Yamaha XTZ 250 X
Yamaha XTZ 250 X
R$ 13.000,00
Yamaha XTZ 250 X
Yamaha XTZ 250 X
R$ 13.000,00
Yamaha XTZ 250 X

Guias de motos Yamaha

foto moto yamaha/rdz-135 Yamaha RDZ 135
Yamaha RDZ 135
foto moto yamaha/yzf-r1 Yamaha YZF R1
Yamaha YZF R1
foto moto yamaha/v-max-1200 Yamaha V Max 1200
Yamaha V Max 1200
foto moto yamaha/wr-200 Yamaha WR 200
Yamaha WR 200
foto moto yamaha/ys-250-fazer Yamaha YS 250 Fazer
Yamaha YS 250 Fazer

Notícias sobre motos da Yamaha

capa noticia Yamaha R 1: porque ícone da Yamaha deve sair de linha
Yamaha R 1: porque ícone da Yamaha deve sair de linha
Yamaha R 1: porque ícone da Yamaha deve sair de linha
capa noticia Exclusivo: apenas um país tem esta icônica moto Yamaha à venda
Exclusivo: apenas um país tem esta icônica moto Yamaha à venda
Exclusivo: apenas um país tem esta icônica moto Yamaha à venda
capa noticia Após Honda e Yamaha, outra marca lança 'aventureira incomum'
Após Honda e Yamaha, outra marca lança 'aventureira incomum'
Após Honda e Yamaha, outra marca lança 'aventureira incomum'
capa noticia Motos elétricas: Yamaha injetou R$ 100 MI em 'marca parceira'
Motos elétricas: Yamaha injetou R$ 100 MI em 'marca parceira'
Motos elétricas: Yamaha injetou R$ 100 MI em 'marca parceira'