Yamaha YS 250 Fazer

Yamaha YS 250 Fazer
Recomendação:
Satisfação Geral:
Dirigibilidade:
Visual:
Consumo:
Conforto:
Custo X Benefício:
Performance:
Leia as Avaliações Deixe sua Avaliações
Sobre a Yamaha YS 250 Fazer
Apresentada ao público brasileiro no Salão Duas Rodas de 2005, a Yamaha YS 250 Fazer foi a primeira moto equipada com injeção eletrônica na categoria e também a primeira a ter a tecnologia bicombustível.

Ficha Técnica

Cilindrada: 249
Tipo de Motor: 4 tempos
Arrefecimento: Ar
Combustível: Gasolina
Potência Máxima: 21cv a 8.000 rpm
Torque Máximo: 2,1 kgf.m a 6.500 rpm
Transmissão: 5 marchas
Injeção: Eletrônica
Suspensão dianteira: Garfo telescópico hidráulico, curso de 120 mm
Partida: Elétrica
Ajuste da suspensão dianteira: 0
Chassi: 0
Suspensão traseira: Braço oscilante, curso de 120 mm
Peso (seco): 137
Peso em movimento: 153 (MVOM)
Comprimento: 2064
Largura: 145
Altura: 1065
Altura do Banco: 805
Distância entre Eixos: 1360
Pneu Dianteiro: 100/80 17 M/C 52S
Pneu Traseiro: 130/70 17 M/C 62S
Capacidade do tanque: 19
Ajuste da suspensão traseira: 0
Balança: Convencional

Outras Versões

YS 250 Fazer:   2017 / 2016 / 2015 / 2014 / 2013 / 2012 / 2011 / 2010 / 2009 / 2008 / 2007 / 2006 / 2005
YS 250 Fazer Black Edition:   2015 / 2014 / 2013 / 2011
YS 250 Fazer Blueflex:   2017 / 2016 / 2015 / 2014 / 2013 / 2012
mais opções

Todas as Avaliações da Yamaha YS 250 Fazer

Recomendo
Classificação
Prós:
Moto confortável e extremamente confiável, nunca deu qualquer problema.
Contras:
O desempenho podia ser melhor com um câmbio de 6 marchas.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Lazer
Terreno Testado:
Pista
Quilometragem:
80000
Manutenção:
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção:
Baixo
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Avaliação de GUILHERME AUGUSTO DE SOUZA
Enviada em 13/08/2020
SIM
Esta análise foi útil para você?
28 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Prós:
Sendo a primeira moto com injeção eletrônica no mercado local, a Yamaha sabiamente á mantém ao longo dos anos passando paulatinamente por aprimoramentos que só enriquecem a moto e suas qualidades. Baixo valor de aquisição, custo de manutenção acessível, consumo moderado, peso enxuto e pilotagem muito precisa, fazem dela a opção definitiva pra quem precisa de uma moto pro dia-a-dia e gosta de viajar de vez em quando, mas não pode ter 2 motos. Já tive hondas 125 e 150, sundown, intruder 250, e a última foi uma factor k1 125, que fez me cativar pela marca, que ainda guarda esmero na fabricação de seus modelos, diferente da Dona Honda que vive hoje só de nome e fama.
Contras:
Mecanicamente, poderia ter menos vibrações e ser um pouco mais potente, além de carecer de uma sexta marcha, pois em quinta sente-se muito clara a "pedida" do motor por uma marcha-extra para uso em rodovia. Espuma do banco poderia ser mais volumosa afim de atender pilotos mais pesados e dar algum conforto em viagens longas. Pedal do câmbio poderia ser melhor posicionado para promover melhor encaixe do pé.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Terra, Estrada, Pista
Quilometragem:
34002
Manutenção:
Dentro do esperado
Custo de Mantenção:
Normal
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 08/04/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
13 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
Costumo fazer as revisões na Yamaha, então não vejo outros gastos além deste e pneu trazeiro e óleo, a relação e pneu dianteiro ainda não foram trocados.
Prós:
Melhor compra que já fiz, já cheguei a fazer na melhor média 36 km/l com gasolina e a pior foi 18 km/l com Álcool vindo de Santa Catarina para o RS no limite da moto, média de 140 km/h sem desenrolar o punho, No dia a dia faz 28-29 km/l, mas pode fazer mais de 30 facilmente, é só acompanhar os carros, sobra motor na cidade e da conta na estrada, autonomia de até mais de 400 km com um tanque sem utilizar a reserva, que aliás nunca deve ser utilizada, a gasolina da reserva é que resfria a bomba de gasolina. estabilidade próxima de motos maiores, freios suficientes, Ótima moto.
Contras:
Motor um pouquinho áspero, mas dentro do normal dos mono-cilíndricos, parece faltar sexta marcha, mas é questão de costume, para esticar de verdade não pode ter pena de andar perto da faixa vermelha, o motor aguenta.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Terra, Estrada
Quilometragem:
14000
Manutenção:
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção:
Normal
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 21/05/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
2 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
Ótima moto pra quem quer da150
Prós:
—consumo bom
— confortável
— ótima pra cidade, muito boa nos corredores
Contras:
Faz muito barulho a
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Terra, Estrada
Quilometragem:
0
Manutenção:
Dentro do esperado
Custo de Mantenção:
Normal
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 15/01/2022
SIM
Esta análise foi útil para você?
1 pessoa gostou
Recomendo
Classificação
Prós:
Moto bem resistente, o que faz com que seja relativamente difícil encontrar uma em bom estado. O que quero dizer com isso? Donos dificilmente cuidam, abusando da boa construção e resistência da moto. Manutenção não é tão barata como uma Honda, mas a periodicidade de troca de peças é vastamente menor. Consumo dentro do esperado para uma 250, mas que podia ser melhor, dado sua cavalaria não ser tão elevada (25km/L). Bastante confortável e ágil no trânsito, desliza macia pelas ruas e estradas, com tocada fácil e levemente esportiva. Com um riser de guidão, então, fica perfeita. Com manutenção bem feita, é pôr gasolina e óleo e rodar, o resto pode esquecer. Tanque grande que te oferece boa autonomia, cabe muita gasolina e a moto fica pesada, o que ajuda na estabilidade. Particularmente, gosto mais da moto com o tanque cheio (e quem não?) exatamente por esta questão. Banco largo e confortável a seus dois ocupantes, não desliza e nem faz o garupa escorregar pra cima do piloto. Setas grandes e bem visíveis, não é tão visada como a concorrente. Facilidade em encontrar peças é um fator importante a ser destacado, bem como os pneus sem câmara e a partida de primeira independente da temperatura.
Contras:
Motor barulhento, sempre parece que tem algo errado, demorei a acostumar. O alto barulho do motor acima dos 110km/h faz com que pensemos na necessidade de uma sexta marcha, encontrada na concorrente da época e na atual. Consumo poderia ser melhor, dado sua cavalaria relativamente baixa. Respostas um tanto lentas no acelerador, tocada requer uma certa paciência e entender o propósito da moto. O acesso a algumas partes de manutenção é ridiculamente apertado, sendo demasiadamente trabalhoso fazer em casa, apesar de satisfatório. Painel chacoalha bastante ao passar por ruas mais acidentadas. Marcador de combustível não é muito preciso, por vezes indicando reserva quando ainda tem gasolina normalmente no tanque. Ainda sobre o tanque, quando na reserva, a moto dá umas "morridas" ou engasgadas, devido ao balanço do líquido dentro do reservatório (não possui quebra-ondas interno). A tela que antecede o filtro de ar dentro da caixa simplesmente se desfaz, prefiro andar sem para não correr o risco de pedaços da mesma irem para dentro do motor.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Estrada
Quilometragem:
79000
Manutenção:
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção:
Normal
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Avaliação de GABRIEL KOWALEWSKI CARVALHO
Enviada em 10/08/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
0 pessoa gostou
Recomendo
Classificação
Prós:
Muito econômica. Confortável demais pra uma moto baixa. Ótima ciclística, bem fácil de pilotar, não é nada pesada. Mecânica extremamente confiável, não quebra de jeito nenhum. Desvaloriza bem pouco com o tempo.
Contras:
Peças de reposição são caras se comparadas às da Honda por exemplo. Motor dela é frouxo e vibra muito em alta rotação.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Terra, Estrada, Pista
Quilometragem:
52000
Manutenção:
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção:
Normal
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 12/04/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
20 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Prós:
Muito econômica. Confortável demais pra uma moto baixa. Ótima ciclística, bem fácil de pilotar, não é nada pesada.
Contras:
Peças de reposição são caras se comparadas às da Honda por exemplo. Motor dela é frouxo e vibra muito em alta rotação.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Estrada
Quilometragem:
52000
Manutenção:
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção:
Normal
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 03/04/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
71 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
VISUAL: Creio ser umas das motos mais bonitas da categoria. Tem linhas harmônicas e um visual que valoriza o detalhe (o que é ótimo pra quem gosta). Seja qual for a cor se mantem agradável aos olhos do consumidor. Tem um design moderno, um farol muito bonito e um painel bastante estético

CONFORTO: Essa palavra é a cara da Yamaha. E a Fazer 250 é um moto extremamente confortável para trechos urbanos curtos e médios. Para viagens de 2 a 3h mantem um nível de conforto razoável, acima disso torna-se cansativa, pois a posição mais ereta do piloto confronta a resistência do ar em velocidades superiores a 110 Km/h tornado assim a viagem um pouco desgastante.

PERFORMANCE: É divertida, porém limitada. Seu torque de 2,1 Kg permite boas arrancadas, e as retomadas são satisfatórias. Mas arrancar na frente de uma CB 300 ainda não é realidade. A velocidade final que consegui atingir ate hj foi 146Km/h (no painel) com garupa, o que me deixa a moto compatível com a potencia oferecia pelas 250 cc

DIRIGIBILIDADE: Bastante estável a moto é muito dócil e transmite muita segurança pra quem pilota. O banco aderente ajuda muito nas frenagens fortes e o angulo de caster permite ampla movimentação da direção em engarrafamentos, facilitando muito os desvios. Os freios são ótimos e conferem bastante precisão ( só um problema é que as pastilhas traseiras originais se desgastam entre 3000 e 5000 Km, o que exige troca continua e dispendiosa, pois a pastilha traseira original aki em Belém-PA custa na media de 85 R$). Outra coisa que melhorou bastante na Fazer 250 foi a potencia do farol, que subiu de 35 W para 55/60 W permitindo uma excelente iluminação, aumentando a segurança em pilotagens noturnas

CONSUMO: Outra coisa impressionante é o consumo. Na fase de amaciamento tava em 25 Km/l, hoje andando tranquilamente (ate 7000 RPM, com velocidade em torno de 110 km/h) a minha faz na faixa de 30 Km/l, media quase impensável pra um 250 cc

CUSTO x BENEFÍCIO: Bem, vou considerar um boa a relação Custo/Beneficio. Mas é importante ressaltar que em comparação com a Honda a Yamaha tem um custo de manutenção bem maior, e especificamente para a FAZER 250, não há grande disponibilidade de peças similares, o que deixa o consumidor amarrado na concessionaria. Mas a satisfação de andar numa moto de bom desempenho faz vc abrir um pouco a mão.

Prós:
Visual Arrebatador
Conforto
Digiribilidade
Consumo
Contras:
Manutenção e peças caras
Rápido desgaste da pastilha de freio traseira
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Terra, Estrada, Pista
Quilometragem:
0
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 25/02/2021
SIM
Esta análise foi útil para você?
Recomendo
Classificação
Comentários:
Embora com alguns laçamentos muito bons no mercado ainda é uma das melhores escolhas da categoria 250cc
Prós:
Motocicleta boa, fácil de manobrar muito confortável para pilotos de ate 1,70m (eu tenho 1,79, mas ainda fica bom de pilotar)
Faz media de 28km/l (depende da mão pode chegar ate uns 30 km/l). Melhor q muita 150 cc por ai;
Tem um visual agradável e
Um excelente custo beneficio
Contras:
Valor de manutenção e peças extremamente alto comparado as concorrentes;
Podia ter um contador de marcha no painel;
E um pouco fraca nas retas;
Valor de seguro muito alto (para qm tem ate 25 anos pode chegar a 1/3 do valor da moto, isso em Belém claro)
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Utilitário (Trabalho)
Terreno Testado:
Urbano, Terra, Estrada
Quilometragem:
5500
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 25/02/2021
SIM
Esta análise foi útil para você?
Recomendo
Classificação
Comentários:
Uma otima moto para usar na cidade e viagens no final de semana.
CC como já era de se esperar são péssima nas revisoes, recomendo achar uma oficina de sua confiança.
Prós:
Gostosa de andar na cidade e pegar uma estrada.
Uso misto a minha faz 26km/l andando em media 120km/h com escapamento esportivo.
Contras:
Algumas motos da yamaha estão vindo com a embreagem "enforcada" sem a folga nescessaria para não comer o disco, pena que so descobrir isso com 8mil km rodados e precisei compra uma embreagem nova.
Falta uma 6ª marcha
Em curva com ondulação traseira saiu um pouco.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Estrada
Quilometragem:
12666
Manutenção:
Dentro do esperado
Custo de Mantenção:
Normal
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 25/02/2021
SIM
Esta análise foi útil para você?
mais opções

Outras motos Yamaha à venda

De R$ 10.000,00 a R$ 10.000,00 entre 14 ofertas
Yamaha YS 250 Fazer
R$ 10.000,00
Yamaha YS 250 Fazer
Yamaha YS 250 Fazer
R$ 8.900,00
Yamaha YS 250 Fazer
Yamaha YS 250 Fazer
R$ 16.900,00
Yamaha YS 250 Fazer
Yamaha YS 250 Fazer
R$ 14.500,00
Yamaha YS 250 Fazer
Yamaha YS 250 Fazer
R$ 0,00
Yamaha YS 250 Fazer

Guias de motos Yamaha

foto moto yamaha/mt-01 Yamaha MT 01
Yamaha MT 01
foto moto yamaha/fz15 Yamaha FZ15
Yamaha FZ15
foto moto yamaha/drag-star-1100 Yamaha Drag Star 1100
Yamaha Drag Star 1100
foto moto yamaha/fzr-600 Yamaha FZR 600
Yamaha FZR 600
foto moto yamaha/wr-426f Yamaha WR 426F
Yamaha WR 426F

Notícias sobre motos da Yamaha

capa noticia Teste Yamaha YS 250 Fazer
Teste Yamaha YS 250 Fazer
Teste Yamaha YS 250 Fazer
capa noticia Yamaha YS 250 Fazer é eleita a moto do ano 2006 pela revista Duas Rodas
Yamaha YS 250 Fazer é eleita a moto do ano 2006 pela revista Duas Rodas
Yamaha YS 250 Fazer é eleita a moto do ano 2006 pela revista Duas Rodas
capa noticia Honda, Bajaj ou Yamaha? Veja moto mais vendida na Colômbia
Honda, Bajaj ou Yamaha? Veja moto mais vendida na Colômbia
Honda, Bajaj ou Yamaha? Veja moto mais vendida na Colômbia
capa noticia Humilhou? Honda Tornado 250 vendeu 10x mais que Yamaha
Humilhou? Honda Tornado 250 vendeu 10x mais que Yamaha
Humilhou? Honda Tornado 250 vendeu 10x mais que Yamaha