Jean no quintal de casa com a esposa e sempre rodeado de muitos amigos: sorriso fácil e bom exemplo!

Fala Mano!

Texto de Alexandre Patriarca

Fala Mano!!!! Era assim que começávamos nossas conversas, você lembra? Putz, como sinto falta daquelas conversas! Que saudade!

Jean no quintal de casa com a esposa e sempre rodeado de muitos amigos: sorriso fácil e bom exemplo!

Jean no quintal de casa com a esposa e sempre rodeado de muitos amigos: sorriso fácil e bom exemplo!

Você passou como um cometa em nossas vidas e como um corpo celeste você passou muito rápido, mas deixou profundas marcas. Marcas de amizade, de sinceridade, daquelas que não saem mais! Mano, você foi o amigo, o confidente, o irmão, o paizão. Foi não, você é…. você é o cara!!!!! Você é o nosso cara!!!!!

Nesse pouco tempo que esteve entre nós, você nos ensinou muito. Sobre desprendimento, amor, verdade, caráter. E você sabe disso, não sabe? Já falamos muito sobre isso, sobre a importância dos bons exemplos, sobre o quanto aprendi e aprendo com você, o quanto eu gosto e te admiro, sim, já falei pra você que o amo, como um pai, um amigo, um irmão e era assim que você me tratava, como um filho.

Você nos acolheu, nos aceitou e nos fez parte da sua vida. Mesmo que por pouco tempo, isso nos marcou para sempre. Marcou a nós todos, nosso bando, como você gostava de se referir. Seu legado está aqui. Nós estamos aqui, cuidando de perpetuar seus ensinamentos, como bons discípulos que somos do seu bom exemplo. É isso… você se tornou nosso melhor exemplo. Quando temos dúvida sobre conduta… seu exemplo surge nas nossas mentes. Não há um dia que não sintamos sua presença e lembremos do seu exemplo.

Mano, eu sinto sua falta, de quando conversávamos até altas horas, mesmo pela internet. De quando a turma se reunia em sua casa para bater um papo, um churrasco ou até mesmo a saideira de um passeio antes de ir dormir, mesmo que eu não tivesse ido junto me sentia parte do grupo pois você sempre dividia isso comigo. Sua preocupação e atenção com nossa família era ímpar, de quanto é importante envolver a família e os amigos em tudo que vamos fazer. Ou o quanto é importante se preocupar com os outros mesmo não os conhecendo, ter as atitudes corretas no momento certo.

Sinto sua falta pois era com você que conversava sobre meus medos, meus sonhos, meu futuro e anseios, com você podia falar sem ter medo de ser criticado, mas com a certeza de que iria levar uma bronca. Fiquei um pouco sem rumo pois você era o meu exemplo de pessoa, pai, cidadão e amigo. Mesmo D’us tendo me dado pouco tempo para estar em sua vida, você a marcou de uma forma indelével. Você é como aquela moto que passa rápido demais e que queremos que ela volte pra curtirmos o momento um pouquinho mais, como um raio que ilumina a noite escura num céu de tempestade. Sua marca ficou para sempre e isso é ótimo porque sua luz trouxe uma nova energia e alimentou nossa vontade de viver cada dia da melhor maneira possível, como você fazia.

Como motociclista você foi um exemplo, um grande motociclista. Não porque você era exímio piloto, tampouco pela sua prudência e responsabilidade ao usar tudo e mais um pouco dos equipamentos recomendados.

Um grande motociclista é uma grande pessoa, alguém confiável e que todo mundo gosta. Um pai preocupado e um marido exemplar, um cidadão respeitável, um exemplo de pessoa, que se preocupa com as regras e as leis de trânsito, com a sua segurança e a dos outros. O grande motociclista tem a habilidade de reunir a sua volta só pessoas de bem. Onde vai só tem gente boa a sua volta. Um grande motociclista é amigo, irmão, companheiro. Pilota corretamente e se preocupa com isso.

Jean Albuquerque, hoje, 28 de maio, fazem dois anos que você não está mais entre nós. E nunca esteve tão presente!

Mano, vai curtindo o céu dos motociclistas. Fica aí com D’us meu velho! Como canta Milton Nascimento, qualquer dia amigo eu volto a te encontrar.



Patriarca

Enfermeiro socorrista por profissão, mecânico por esporte e motociclista por paixão, Patriarca é moderador do Fórum e também pauteiro (não confundir com "paupiteiro") da redação do Motonline.