CBR 650R

Honda apresenta novas CB 650R e CBR 650R em Milão

A Honda agraciou seu stand no EICMA, o Salão de motos de Milão, com a apresentação das novas CB 650R e CBR 650R. A naked adota o conceito Neo Sports Café, aproximando-a da nova CB 1000R – já confirmada para o Brasil, mas com preço ainda a definir, enquanto a carenada ganhou mais esportividade, ressaltada pela sigla ‘R’, substituindo a tradicional ‘F’.

Novidades importantes na família CB. Honda apresentou nova CB 650R (foto), baseada no conceito Neo Sports Café, e CBR 650R no Salão de Milão

Novidades importantes na família CB. Honda apresentou nova CB 650R (foto), baseada no conceito Neo Sports Café, e CBR 650R no Salão de Milão

Leia também:
Honda CBR 1000RR Fireblade: primeiras impressões
Honda CB 1000R virá ao Brasil
Honda apresenta novas CB 650F e CBR 650F

Honda CB 650R

Com o novo conceito visual, a naked mistura linhas futuristas com os modelos café racer dos anos 1960, o que fica evidente em itens como o farol redondo – em LED, claro. O painel digital também é inédito, assim como as suspensões dianteiras Showa, ajustáveis, up-side down, com válvulas que a deixam mais progressiva ou rígida à medida que o piloto despeja potência pelo acelerador, favorecendo a esportividade.

O chassi também é novo e contribuiu para a redução de 6kg em relação à sua antecessora, a CB 650F. O motor segue o mesmo de quatro cilindros em linha, DOHC, de 649 cm³ e arrefecimento líquido. Porém, teve ganho de 5% de potência, gerando agora 95 cv (12 mil rpm) e 6,5 kgf.m de torque. O câmbio de 6 marchas trabalha em conjunto com a embreagem deslizante. Os freios ABS são assinados pela Nissin e a posição de pilotagem está mais esportiva, com as pedaleiras levemente recuadas.

Honda CBR 650R

As novidades em torno do modelo resumem-se a alternativas para extrair mais esportividade do modelo. Se visualmente ela ganhou um R no nome (antes CBR 650F) e carenagens que lembram (muito) a nova geração da CBR 1000RR Fireblade, o conjunto mecânico também traz novidades.

Suspensão ajustável Showa é diferencial do modelo

Suspensão ajustável Showa é diferencial do modelo

O modelo tem a base compartilhada com a CB 650R, mas sua nova identidade a reafirma como esportiva de média cilindrada da marca (posto antes ocupado pela extinta CBR 600RR). Para reforçar a sensação de esportividade, o guidão também está mais baixo e movido 30mm para frente.

Assim como na naked, há controle de tração (o Honda Selectable Torque Control – HSTC), que pode ser desligado, embreagem deslizante e o motor entrega a mesma potência, mas com a faixa vermelha iniciando nos 12 mil rpm. Já o peso muda, pois a CBR é 5,6 kg mais leve que a versão sem carenagem. Além disso, a Honda irá oferecer quickshift como item opcional. A Honda ainda não se posicionou se (tampouco ‘quando’) trará os modelos ao Brasil.

separador_honda



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.