Destaque_XRE300

Honda XRE 300 com problema no cabeçote

O Fórum Motonline repercute um sério problema que ocorre com a Honda XRE 300 desde seu lançamento e que segundo os foristas proprietários do modelo, já deveria ter sido corrigido. No Fórum é citado um outro grupo de discussão formado há mais tempo para tratar apenas dos problemas desta moto (xreonline). Veja o que escreveu um destes participantes do Fórum Motonline:

Segundo a Honda, problemas no cabeçote foram detectados de forma pontual, não representando volume expressivo

Segundo a Honda, problemas no cabeçote foram detectados de forma pontual, não representando volume expressivo

“Tenho uma XRE 2010/11 e com 27 mil km trincou o cabeçote. Preço: R$1.500,00 nas concessionárias do Distrito Federal (Brasília). Todas as XREs de 2012 para trás ou tiveram este problema ou vão ter ainda porque é um sintoma parecido com a morte que sem duvida surgirá. As XREs 2013 tiveram seus cabeçotes modificados e corrigidos onde tem uma vela de menor espessura e até agora não há mais reclamações de estar trincado. No XRE online tem um tópico sobre o assunto e falam sobre os proprietários descarregarem reclamações no SAC da Honda e ainda sobre outros que tiveram este problema reclamarem no Procon juntos e por aí vai.”

Enviamos este assunto para a Honda através da assessoria de imprensa com quatro perguntas básicas. A seguir estão as perguntas com as respectivas respostas da Honda.

1 – A Honda detectou o problema percebido pelos consumidores relativo a tricas e vazamentos de óleo no cabeçote dos motores das motos XRE 300 (e algumas CB 300 também)? Quando isso ocorreu?

Resposta – Foram identificados casos pontuais, principalmente em situações de uso extremo da motocicleta, que se agravaram pela ausência de inspeções periódicas, que, para motocicletas até modelo 2012, devem ser feitas a cada 4 mil km para verificação e possível ajuste da folga da válvula, conforme previsto no manual do proprietário.

2 – Quais medidas a Honda tomou para atender e corrigir este problema?

Resposta – As motocicletas que apresentaram o sintoma foram inspecionadas e receberam os ajustes necessários.

3 – Segundo os registros da Honda, quantas motos (percentualmente) apresentaram problemas no cabeçote?

Resposta – Conforme mencionado acima, foram casos pontuais e que não representam um número significativo no total de motos vendidas.

4 – Muitos consumidores registram que em 2013 a XRE 300 recebeu uma pequena mudança. Que mudança foi esta e qual a relação direta dela com o problema percebido e relatado?

Resposta – Seguindo o processo natural de melhoria contínua de seus produtos, a Honda realizou alterações visando a adequação ao uso de etanol e gasolina, bem como melhorias que permitiram o aumento do intervalo das inspeções da folga de válvula que passaram de 4 mil para 8 mil km. Sempre recomendamos que em caso de dúvida que o cliente procure nossa rede de concessionárias autorizadas, que possui técnicos treinados para prestar o atendimento necessário.

Para saber mais sobre a XRE 300 ou sobre qualquer outra moto, consulte o Guia de Motos do Motonline e veja a opinião dos proprietários.