Notícias e Conteúdo
Clássicos e clássicas

Kawasaki W 250: uma moto clássica que queremos no Brasil

08/01/2022 - por

A Kawasaki W 250 é mais uma das motocicletas que gostaríamos de ter no Brasil. Esta moto clássica de 250cc da marca japonesa leva todo o charme da família W (divisão das Kawa retrô) a uma faixa maior de consumidores, graças ao preço atrativo.

moto clássica - kawasaki w250

A W 250 é uma moto estilosa, compacta, pura referência aos anos 1960 e 70. Definitivamente, gostaríamos de tê-la no Brasil

Publicidade

 

W 250, como é a ‘pequena’ moto clássica

Seu design é tradicional e simples, e todas as peças foram produzidas para remeter aos clássicos modelos dos anos 1960. Claro que há tecnologia atual, presente em componentes como a injeção eletrônica.

Publicidade
moto clássica - painel

Kawa é puro estilo, inclusive nos mostradores analógicos do painel de instrumentos. Também, note a quantia de cromados

 

Publicidade

Seu motor é fabricado pela da Meguro, marca adquirida pelo grupo Kawasaki. Ele tem cilindro único, de quatro tempos e duas válvulas, sistema de balancins e arrefecimento a ar. Com 250 cm³, entrega 18 cv a 7.500 rpm e 1,8 kgf.m a 5.500 rpm de potência e torque máximos.

São números tímidos para a cilindrada, mas vale lembrar que esta é uma moto clássica muito mais comprometida com o estilo do que com desempenho. Seu câmbio é tradicional, de 5 velocidades.

Esqueça luzes em LED, computador de bordo ou freios ABS. A W250 tem apenas o básico da tecnologia – como injeção eletrônica

O seu tanque de combustível tem formato de gota e capacidade para 13 litros e o conjunto total pesa volumosos 162 kg. Uma curiosidade está nos freios, que não possuem sistema ABS ou CBS, combinados. Há apenas um funcionamento simples, com grande disco dianteiro de 300 mm . Na traseira traz um antigo freio a tambor, de 160 mm.

Publicidade

 

Família Kawasaki W

O lineup da Kawasaki é facilmente compreendido graças a sua classificação em famílias. A Ninja é composta de esportivas carenadas, enquanto a Z traz as naked modernas, por exemplo. E a W aposta nas motos clássicas.

Família W é destinada aos modelos clássicos da Kawasaki, sem compromisso com desempenho e visual à lá anos 1960

 

Publicidade

Assim, a W 250 segue o estilo britânico das motos sessentistas, que também inspirou muitas Kawa ao longo daquela década. Outro modelo interessante em produção é a W 800, que também gostaríamos de ter no Brasil.

À venda na Ásia, por lá a 250 compete com modelos como Suzuki Boulevard S40 e Honda Rebel 300. É indicada para pilotos iniciantes ou para quem deseja um passeio despretensioso com comodidade exibindo beleza e estilo por onde passa.

moto clássica - w800

Esta é a W800, disponível em diferentes mercados. Bem que poderia vir ao Brasil, não?

Publicidade

 

Moto clássica: preço da Kawasaki 250

Atualmente, a W250 tem preço sugerido pela fabricante é de 642.600 ienes, cerca de R$ 31 mil em conversão direta. O preço em Real, claro, sofre pela desvalorização da nossa moeda.

W250 custa o equivalente a pouco mais de 31 mil – desvalorizados – reais

Enquanto novidades não chegam, o mercado de motos clássicas no Brasil ainda é pequeno. O primeiro degrau é a Royal Enfield Meteor 350 (R$ 20.790, Fipe), seguida pelas RE de 650 cilindradas e linha Triumph Bonneville. Numa pegada mais custom, ainda há as pequenas HaoJue Master Ride e Chopper Road 150.

buscar conteúdo

Encontre anúncios, guias, notícias e conteúdos sobre motos.

É expressamente proibida a reprodução de qualquer matéria sem a prévia autorização do Motonline e dos autores (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98).
Proibida a reprodução parcial ou integral mesmo que citada a fonte. Todos os direitos reservados. As matérias assinadas são de exclusiva responsabilidade de seus autores.
© 1999 a 2015. WEBTRENDS NEGOCIOS DE INTERNET LTDA.