Notícias e Conteúdo
Mercado

Mundo: descubra quais as marcas de motos que mais vendem

18/01/2022 - por

Honda, Yamaha, Shineray, BMW, Kawasaki… as marcas de motos que mais vendem no Brasil atualmente nós conhecemos bem. Mas quais são as mais poderosas do mundo?

Trazemos aqui o ranking com as 10 maiores fabricantes com base nos números de 2021. Juntas, elas produziram mais de 36 milhões de unidades apenas entre os meses de janeiro e novembro. Vale lembrar que a frota brasileira de motocicletas não chega a 30 milhões, segundo o Ministério da Infraestrutura, considerando todas as motos, scooter, cub etc.

marcas de motos
Publicidade

Surpreenda-se com as maiores marcas de motos de 2021. Lista tem várias desconhecidas do mercado brasileiro, como a mexicana Italika (foto)

 

Publicidade

As marcas de motos motos do mundo 2022

Quem achou que a Honda é a mais poderosa entre todas as marcas de motos do mundo, acertou. E acertou bonito. A gigante japonesa produziu 13,8 milhões de unidades no ano passado, de inúmeras categorias, cilindradas e preços. Número 2,3 vezes maior que o total da segunda colocada, a chinesa Yadea. Vice-líder no Brasil, a Yamaha fica com o quarto lugar em nível global.

A Honda é, de muito longe, a maior marca de motos do planeta. Presente em todo o mundo e atuante em praticamente todos os segmentos, japonesa produziu mais de 13 milhões de motos em 2021

Marcas de motos que mais venderam em 2021

Marca Motos produzidas País de origem
1 Honda 13,8 milhões Japão
2 Yadea (elétricas) 5,8 milhões China
3 Hero 4,5 milhões Índia
4 Yamaha 3,5 milhões Japão
5 Bajaj 2,3 milhões Índia
6 TVS 2,25 milhões Índia
7 HaoJue 1,2 milhão China
8 Suzuki 1,2 milhão Japão
9 Italika 900 mil México
10 Niu (elétricas) 900 mil China
Publicidade

Veja também:

 

Domínio asiático

Das dez maiores marcas de motos do mundo, nove são da Ásia. A única exceção é a mexicana Italika, grande fabricante de motos de até 250 cilindradas.

marcas de motos - chinesa

Das 10 maiores fabricantes, 9 são asiáticas e três são chinesas, duas focadas em motos elétricas. Na foto, a Yadea C1

Publicidade

Onde estão marcas de prestígio, especialmente europeias, como BMW, Triumph ou KTM? Longe. Apesar de todo o apelo premium de nomes como esses, seus volumes de vendas são ínfimos comparados com as asiáticas. As Ducati e Triumph celebraram ótimos números de 2021, produzindo cerca de 60 mil e 75 mil motos respectivamente. A Honda fabrica isso em dois dias – em nichos distintos, claro.

triumph marcas de motos europeias

Com 75 mil motos produzidas, a Triumph encerrou 2021 comemorando. Presente em um número muito maior de segmentos, a Honda um número similar em apenas dois dias

Assim, boa parte da lista das maiores marcas de motos da atualidade são desconhecidas do grande público brasileiro. Algumas até estão presentes aqui, mas através de parceiros. É o caso da TVS, que tem negócios com a Dafra. E também da Bajaj, com quem a BMW desenvolveu as G 310 R e G 310 GS há algum tempo.

Algumas marcas da lista estão presentes de forma indireta no Brasil. É o caso da TVS, que por aqui vende motos como a Apache RTR 200 em parceria com a Dafra

Publicidade

 

Novas marcas de motos elétricas

Não é só no Brasil que vivemos um boom das motos elétricas. Esse é um fenômeno global, traduzido a cada dia com mais clareza pelos números de vendas e produção. Prova disso está no ranking dessas que chegam a 2022 como as maiores marcas de motos do mundo, segundo dados da alemã Motorrad.

haojue entre as maiores marcas de motos do mundo

Ainda pouco conhecida entre os brasileiros, a Haojue está entre as 10 maiores fábricas em volume de produção

Publicidade

Duas das dez maiores empresas do setor duas rodas mundial são focadas em produtos elétricos. São as Yadea e Niu, ambas chinesas. Isto é algo completamente inimaginável até poucos anos atrás. Para se ter uma noção da grandiosidade dos números, a Yadea produziu 2,3 milhões de motos a mais que a Yamaha em 2021, o que representa mais do dobro de todo a produção de motos no Brasil no calendário passado. Caramba! As elétricas vieram para ficar. As asiáticas, também.

Moderna e jovial, a chinesa Niu fez mais de 900 mil unidades em 2021. Todas elétricas

buscar conteúdo

Encontre anúncios, guias, notícias e conteúdos sobre motos.

É expressamente proibida a reprodução de qualquer matéria sem a prévia autorização do Motonline e dos autores (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98).
Proibida a reprodução parcial ou integral mesmo que citada a fonte. Todos os direitos reservados. As matérias assinadas são de exclusiva responsabilidade de seus autores.
© 1999 a 2015. WEBTRENDS NEGOCIOS DE INTERNET LTDA.