motogp-marc-e-campeao-2018-9

Márquez fatura quinto título da MotoGP em seis temporadas

Nos anos 1960 foi Giacomo Agostini, nos 1990 Michael Doohan e depois veio Valentino Rossi. Desta vez, estamos presenciando a era Marc Márquez na MotoGP! O espanhol de 25 anos conquistou seu quinto título na categoria rainha (em apenas seis disputados!) neste domingo, no circuito de Motegi, no GP do Japão, a casa da Honda… com quatro rodadas de antecedência. Agora, o piloto tem 7 títulos mundiais, somando os conquistados na Moto2 e 125 cc.

Não tem pra ninguém, Marc Márquez conquista quinto título da MotoGP em seis disputados. Esta é a era do Formiga Atômica

Não tem pra ninguém, Marc Márquez conquista quinto título da MotoGP em seis disputados. Esta é a era do Formiga Atômica

Márquez chegou ao Japão com grandes chances de sair do País com o título desde que, basicamente, vencesse o segundo colocado no campeonato, Andrea Dovizioso (4, Ducati Team). E, como era de se esperar, não foi fácil. Dovi largou da primeira fila e liderou toda a prova, resistindo aos ataques de Márquez até que foi ultrapassado quando restavam quatro voltas para a bandeirada e, então, passou a perseguir o espanhol para retomar a ponta. Na ambição de vencer, caiu, a duas voltas do fim. Sem Dovi na disputa, Márquez completou a prova com calma, celebrando sua conquista a cada metro de asfalto que tinha pela frente.

Assim que venceu a corrida, Márquez foi até uma espécie de fliperama (à esquerda) montado no autódromo, jogou uma partida de video-game por alguns segundos e, ao vencê-la, desbloqueou o 'nível 7', ganhando o capacete de World Champion (na sua mão direita) como recompensa. Criativo

Assim que venceu a corrida, Márquez foi até uma espécie de fliperama (à esquerda) montado no autódromo, jogou uma partida de video-game por alguns segundos e, ao vencê-la, desbloqueou o ‘nível 7′, ganhando o capacete de World Champion (na sua mão direita) como recompensa. Criativo

A queda de Dovizioso também beneficiou Cal Crutchlow (35, LCR Honda Castrol) e Alex Rins (42, Suzuki Ecstar) que, depois de muito disputar entre si, ficaram com a segunda e terceira colocação, respectivamente. Atrás, mais dois bons resultados: Valentino Rossi (46, Movistar Yamaha MotoGP) ficou novamente com a quarta colocação, num período em que a Yamaha caminha aos poucos para voltar ao pódio, e Álvaro Bautista (19, Angel Nieto Team) obteve um expressivo quinto lugar.

Dovi out!

Dovi out!

No ímpeto de recuperar a ponta e adiar o inadiável (o título de Márquez), Dovi caiu sozinho a duas voltas do fim da prova

Dovi x Márquez

Dovi x Márquez

Dovisioso tentou com todas suas forças estragar a festa de MM93. Pilotos protagonizaram duelo incrível em Montegi

Honda em êxtase

Honda em êxtase

Seis títulos em sete temporadas, tem como não vibrar com o resultado?

Boa vizinhança

Boa vizinhança

Lorenzo parabenizou Márquez pela conquista nas redes sociais. Pilotos serão colegas na Honda a partir de 2019

Bautista na Ducati

Bautista na Ducati

Depois do bom resultado no Japão, Bautista foi convidado para correr na vaga de Lorenzo (lesionado) pela Ducati Team na próxima etapa, na Austrália

Marc Márquez, campeão da MotoGP

O sorridente Marc entrou para o Mundial de Motovelocidade em 2008, aos 15 anos, correndo na 125 cc com uma KTM. Nos dois primeiros anos, obteve dois pódios e, em 2010, veio o primeiro título. No ano seguinte, obteve o vice-campeonato em sua estreia pela Moto2 e, em 2011, tornou-se campeão da categoria. Em 2013 estreou na MotoGP da melhor forma, conquistando o troféu de melhor piloto do mundo. Os outros títulos vieram em 2014, 2016, 2017 e 2018 (o Campeonato de 2015 foi conquistado por Jorge Lorenzo). Definitivamente, estamos na era MM93.

Andrea Iannone (Suzuki), Johann Zarco (5) e outros pilotos seguem em busca dos 75 pontos em aberto na temporada

Andrea Iannone (Suzuki), Johann Zarco (5) e outros pilotos seguem em busca dos 75 pontos em aberto na temporada

Já temos um campeão mas a temporada ainda não encerrou. Com as etapas de Philip Island (Austrália, 28 de outubro), Sepang (Malásia, 04 de novembro) e Valência (Espanha, 18 de novembro) pela frente ainda há 75 pontos em disputa. Dovi segue como vice-líder, com 194 pontos, seguido por Valentino Rossi (185), Maverick Viñales (25, Movistar Yamaha MotoGP, com 155) e Crutchlow (148), que fecham o top5. Jorge Lorenzo (99, Ducati Team), que se recupera de lesão, caiu para o oitavo lugar (130 pontos) e Alex Rins, uma das revelações dessa temporada, é o nono, com 118 pontos.

Separador_MotoGP



Guilherme Augusto

@obomguiaugusto >> Amante de motos em todas suas formas e sons (se for de 2T, melhor). Fã de viagens, competições, do Hugh Jackman e de praias. Viciado em café desde quando comecei a escrever