meikon-kawakami-mundial-moto3-1

Meikon Kawakami será o Brasil no Mundial de Moto3 em 2019

A temporada 2019 do Campeonato Europeu de Motovelocidade, o FIM CEV Repsol, inicia no dia 7 de abril e terá, mais uma vez, um brasileiro no grid da competição. Meikon Kawakami, de 16 anos, dará sequência à sua carreira internacional correndo pela equipe Reale Avintia Academy 77 na categoria Junior World Championship Moto3, o Mundial Junior de Moto3.

* LEIA, TAMBÉM *
– Meikon vence prova no European Talent Cup
– Meikon estreia ‘como gente grande’ no Europeu
– Meikon, o talento brasileiro na escola da MotoGP

Depois de passar dois anos na Red Bull Rookies Cup, a categoria escola da MotoGP, Meikon Kawakami está pronto para sua segunda temporada no Mundial Junior de Moto3

Depois de passar dois anos na Red Bull Rookies Cup, a categoria escola da MotoGP, Meikon Kawakami está pronto para sua segunda temporada no Mundial Junior de Moto3

No currículo, ele tem os títulos de campeão Brasileiro na GPR 250 em 2014 e da Moriwaki 250 Júnior Cup, na Holanda, em 2016. No calendário seguinte o jovem disputou paralelamente o European Talent Cup (classe do Fim CEV Repsol) e o Red Bull Rookies Cup, a categoria escola da MotoGP – que também correu em 2018. Nos desafios faturou uma vitória e três pódios no Europeu e um 5º e 6º lugares no Mundial.

Em 2019 Meikon Kawakami irá correr todas as oito etapas do calendário, com provas em Portugal, Espanha e França, e quer se recuperar da temporada adversa que teve na categoria no ano passado, que envolveu a troca de equipes e a soma de apenas um ponto. “Espero estar na zona de pontuação todas as corridas. Todas as corridas são transmitidas pelo YouTube então espero poder contar com a torcida de vocês!”, convida o piloto que concedeu entrevista exclusiva ao Motonline. Confira:

Será a primeira temporada pela nova equipe e Meikon está confiante, quer permanecer todas as oito corridas na zona de pontuação

Será a primeira temporada pela nova equipe e Meikon está confiante, quer permanecer todas as oito corridas na zona de pontuação

Quatro perguntas para Meikon Kawakami

1 – Como você avalia seu desempenho até aqui?

Quando penso em todas as corridas e tudo o que aconteceu para chegar aqui vejo que é muita coisa. Acho que sempre vão existir momentos bons e ruins e sempre a gente aprende. Tenho orgulho de tudo o que eu conquistei! Não é fácil chegar aqui e mais difícil ainda é se manter. Tenho que agradecer e todos que me apoiaram e principalmente a PlayStation por tornar tudo isso possível desde 2014. Eu sei que eu ainda tenho muito pra aprender e muito trabalho pela frente e é isso que me motiva a cada dia.

2 – Por que não vai correr a Rookies Cup em 2019?

Foi muito importante participar dela pois é uma competição monomarca com um nível altíssimo de pilotos. Todas as etapas são no mesmo final de semana da MotoGP, então foi uma experiência muito positiva, porém é uma competição de transição onde os pilotos ficam no máximo três anos e também com limite de idade. A maioria dos pilotos participam por um ano e eu tive a oportunidade de estar lá dois, então só posso agradecer a todos por esse tempo de muita aprendizagem e amadurecimento.

Meikon celebrando primeira vitória no Europeu

Meikon celebrando primeira vitória no Europeu

3 – O Eric Granado já foi Campeão Europeu (de Moto2, no caso). Se sente pressionado de alguma forma por outro brasileiro já ter conquistado título no Europeu?

Não. O Eric fez um ótimo trabalho e por isso mereceu o título. Eu estou trilhando o meu caminho e trabalhando duro para conseguir bons resultados e alcançar meus objetivos.

4 – Não é regra, mas na maioria dos casos pilotos ingressam no Mundial antes de completarem 18 anos de idade. E você, planeja ingressar no Mundial em que momento?

Já queria estar correndo lá mas ainda não tenho experiência o suficiente. Acredito que isso seja um processo natural, afinal fui campeão na Moriwaki 250 Júnior Cup, consegui um 3º lugar geral na European Talent Cup em 2017, corri a RedBull Rookies Cup por dois anos e esse vai ser meu segundo ano no Mundial Júnior de Moto3. Além disso vou fazer duas corridas no Mundial na categoria Moto3 como convidado em 2019 – ainda com 17 anos. Quero chegar no Mundial com a experiência necessáirapara poder fazer um grande trabalho.

Calendário do Europeu de Motovelocidade, o FIM CEV Repsol, em 2019

Calendário do Europeu de Motovelocidade, o FIM CEV Repsol, em 2019

separador_motovelocidade



Guilherme Augusto

@obomguiaugusto >> Amante de motos em todas suas formas e sons (se for de 2T, melhor). Fã de viagens, competições, do Hugh Jackman e de praias. Viciado em café desde quando comecei a escrever