moto2-em-misano-bagnaia-vence

Moto2 em Misano: vitória flag to flag de Bagnaia

A segunda corrida da passagem do Mundial de Motovelocidade por Misano, no GP de San Marino, também teve um italiano no posto mais alto do pódio (como aconteceu na Moto3). Pela Moto2, Francesco Bagnaia (42, Sky Racing Team VR46) largou bem, assumiu a ponta logo no início da prova e liderou até receber a bandeirada, abrindo margem até na casa dos cinco segundos para os demais pilotos, cabendo-lhe ‘apenas’ administrar a vantagem.

Muito amor envolvido. Francesco Bagnaia vence sexta corrida na temporada e lidera a temporada

Muito amor envolvido. Francesco Bagnaia vence sexta corrida na temporada e lidera a temporada

Com seis vitórias em 13 corridas, Bagnaia ampla sua vantagem na liderança da temporada. O segundo lugar em Misano ficou com Miguel Oliveira (44, Red Bull KTM Ajo) e o terceiro com Marcel Schrotter (23, Dynavolt Intact GP), que obteve seu primeiro pódio no Mundial – onde já corre há dez anos, iniciando em 2008, na extinta 125cc. Mattia Pasini (54, Italtrans Racing Team) e Joan Mir (36, EG 0,0 Marc VDS) fecharam o top5.

Em sua temporada de despedida da Moto2, português Miguel Oliveira está apenas 8 pontos atrás do líder e disputa incendeia o campeonato

Em sua temporada de despedida da Moto2, português Miguel Oliveira está apenas 8 pontos atrás do líder e disputa incendeia o campeonato

Nas primeiras voltas, Pasini seguiu Bagnaia na segunda colocação mas perdeu rendimento ao longo da prova, até que foi ultrapassado pelo português Miguel Oliveira a nove voltas do fim e por Schrotter em seguida. O alemão, inclusive, disputou o segundo posto com Oliveira nas voltas finais, mas tomou um X e ficou com o terceiro lugar.

Sem nada a perder, alemão Marcel Schrotter (23) ultrapassa Pasini e parte para cima de Oliveira em disputa pelo segundo lugar. Assim, conquistou seu primeiro pódio (em 10 anos no Mundial)

Sem nada a perder, alemão Marcel Schrotter (23) ultrapassa Pasini e parte para cima de Oliveira em disputa pelo segundo lugar. Assim, conquistou seu primeiro pódio (em 10 anos no Mundial)

Fenati faz lambança e toma bandeira preta

O ex-colega de Eric Granado na equipe Forward Racing no Mundial de Moto2, Stefano Manzi, e Romano Fenati (13, Marinelli Snipers Team) se tocaram a sete voltas do fim da prova. Mais do que isso, se estranharam. Manzi acabou tendo de abandonar a corrida e Fenatti tomou bandeira preta por atitude perigosa ao – acredite – acionar o freio dianteiro do outro piloto enquanto disputavam posição – com as motos em movimento, obviamente.

Fenati aciona o freio dianteiro Stefano Manzi com as motos em movimento. Uma atitude boçal que lhe custou a prova

Fenati aciona o freio dianteiro Stefano Manzi com as motos em movimento. Uma atitude boçal que lhe custou a prova

Bagnaia lidera o Mundial de Moto2

Esta vitória foi essencial para Bagnaia abrir pequena vantagem na liderança da temporada: 8 pontos. Com 206, ante 2014 do líder, Oliveira firma-se na segunda colocação e mostra que está disposto a brigar pelo título na categoria intermediária antes de ir à classe principal, onde correrá pela KTM na MotoGP. Bem atrás, Brad Bind (campeão de Moto3 em 2016) é o terceiro, com 119 pontos. A próxima etapa da temporada será em Aragão, Espanha, no dia 24 de setembro. No ano passado Franco Morbidelli (hoje na MotoGP), Pasini e Oliveira, nesta ordem, ocuparam os lugares mais altos do pódio.

Bagnaia comemora a bandeirada de uma corrida onde não foi ameaçado em nenhum momento

Bagnaia comemora a bandeirada de uma corrida onde não foi ameaçado em nenhum momento

Separador_MotoGP



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.