Notícias e Conteúdo
Novidades

Motos que queremos no Brasil: nova Suzuki V-Strom [video]

04/05/2020 - por

A Suzuki V-Strom é um best seller por aqui. Também chamado de ‘DL 1000’, o modelo é conhecido por todos os amantes de viagens de moto e está no Brasil desde 2003. Assim, é figura sempre presente em grupos de motociclistas, bem como em aventurais em rodovias ou fora delas. E, agora, tem novidades…

Por isso, gostaríamos de ver, em breve, sua atualização rodando por aqui. Será pedir muito? Vale lembrar que por aqui a marca japonesa é presentada por outra empresa, a J Toledo Motos do Brasil. Assim, desde 1992 a companhia detém o direito na fabricação e comercialização das motocicletas Suzuki para todo o território brasileiro.

Nova geração da Suzuki V-Strom foi apresentada no fim do ano passado. Dessa forma, chega aos poucos em diferentes mercados
Publicidade

Nova geração da Suzuki V-Strom foi apresentada no fim do ano passado. Dessa forma, chega aos poucos em diferentes mercados

Motos que queremos: Suzuki V-Strom 1000 XT

A nova geração da V-Strom 1000 XT (agora, V-Strom 1050) foi apresentada no Salão de Milão (EICMA), no segundo semestre de 2019, e os mais otimistas acreditaram que ela poderia ser lançada no Brasil logo na sequência, em novembro, no Salão Duas Rodas. Mas não rolou. No nosso país ainda dispomos (ao menos por enquanto) apenas da edição anterior do modelo.

Publicidade

As novidades da nova geração vão muito além do visual, mas vamos começar por ele. Seu design repleto de linhas retas e sóbrias remete às clássicas Suzuki DR-Z e DR Big, sucessos da empresa nos anos 1980. Essa ligação fica ainda mais clara pela adoção do farol retangular (mas em LED, claro) na nova V-Strom 1000.

Visual dos anos 80. Eletrônica atual

O modelo evoluiu principalmente em eletrônica, acompanhando a tendência do segmento. Agora, há o Suzuki Intelligent Ride System, pacote com vários auxílios para o piloto, voltados a diferentes situações e tipos de pilotagem. O SIRS é composto, por exemplo, de ABS para curvas, unidade de medição de inércia, controle de tração em três níveis – que também pode ser desligado – e três modos de pilotagem.

Visual da nova Suzuki é inspirada num clássico da marca, a DR 800. Vale lembrar, o apelido 'big' se devia ao grande motor de apenas um cilindro
Publicidade

Visual da nova Suzuki é inspirada num clássico da marca, a DR 800. Vale lembrar, o apelido ‘big’ se devia ao grande motor de apenas um cilindro

Ainda, há controle de velocidade de cruzeiro, iluminação full LED, tomada USB, painel em LCD completo, sistema LowRPM (que auxilia na condução em trechos travados, como o trânsito urbano), Suzuki Easy Start (que liga a moto com um suave toque no botão) e embreagem assistida e deslizante, a Suzuki Assist Clutch System.

O chassi é de dupla trave em alumínio, mais rígido na parte traseira para suportar garupa e malas. As suspensões são Kyaba, com ajustes de pré-carga, compressão e retorno. Ainda, há para-brisa com ajuste de altura.

Motor gera 107 cv e 10,2 kgf.m

O motor segue a mesma estrutura e configuração da geração antiga. Entretanto, graças a algumas melhorias e ajustes para atender a Euro5, a potência subiu de 101 cv para 107 cv, ao tempo em que o torque reduziu de 10,5 kgf.m para 10,2 kgf.m. Além disso, ele está girando um pouco mais alto, a potência máxima chega em 8.500 rpm e o torque aos 6.000 rpm, antes, diante dos 8.000 e 4.000, respectivamente, da antecessora.

Publicidade

Exclusividades da XT

A nova V-strom tem duas versões, a ‘1050’ e ‘1050 XT’. A segunda é a topo de linha e, assim, é equipada com rodas raiadas, setas em LED, tela personalizável, cavalete central, tomada 12v, assento ajustável (variando sua altura do solo entre 850 mm e 870 mm) além, claro, de grafismos exclusivos.

Nova V-Strom 1050 no Brasil

Se a V-Strom 1000 está entre nós há quase 20 anos bem que a 1050 poderia dar sequência a esta história, né? No Brasil, a DL 1000 tem preço sugerido de R$ 51.875 na versão A e de R$ 53.875 nos modelos 2019. Já as 2021, disponível apenas na configuração XT, tem preços partindo dos R$ 57.890.

Assim, no Brasil segue à venda a geração anterior da V-Strom. O preço sugerido parte de R$ 51.875

Assim, no Brasil segue à venda a geração anterior da V-Strom. O preço sugerido parte de R$ 51.875

A nova V-Strom 1050 está chegando aos poucos em vários mercados no mundo. Nos Estados Unidos o preço da XT, versão mais cara, é de aproximadamente 14.800 dólares (cerca de R$ 81 mil). Já na Europa o valor é de meados de 15 mil Euros, cerca de 90 mil (desvalorizados) reais, enquanto o modelo de entrada sai por 10 mil Euros.

Publicidade

Por aqui a novidade encararia um mercado que conhece bem e onde representa a marca com qualidade, robustez e tecnologia. Se vier, será bem-vinda.

buscar conteúdo

Encontre anúncios, guias, notícias e conteúdos sobre motos.

É expressamente proibida a reprodução de qualquer matéria sem a prévia autorização do Motonline e dos autores (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98).
Proibida a reprodução parcial ou integral mesmo que citada a fonte. Todos os direitos reservados. As matérias assinadas são de exclusiva responsabilidade de seus autores.
© 1999 a 2015. WEBTRENDS NEGOCIOS DE INTERNET LTDA.