Notícias e Conteúdo
Competições

Saiba o que muda no regulamento da MotoGP para 2022

19/02/2022 - por

“Cada campeonato é uma nova história”. Você já deve ter escutado esta frase em alguma transmissão esportiva. Essa sentença se encaixa perfeitamente com os campeonatos de motovelocidade, como a MotoGP.

Temporada após temporada, não são apenas as motos, as equipes ou os pilotos que mudam. O regulamento é constantemente atualizado. E em 2022 não será diferente. A MotoGP sofrerá mudanças interessantes e isso tem tudo para acirrar ainda mais a competição. Saiba o que vem por aí.

Publicidade

Cada vez mais, os organizadores buscam equalizar a categoria, diminuindo as vantagens dos fabricantes mais ricos.

A série de novas regras nas áreas esportiva, técnica, médica e disciplinar foi definida pela Comissão de Grandes Prémios da FIM (Federação Internacional de Motociclismo) nos últimos meses de 2021. Lembrando que a nova temporada da MotoGP inicia com o GP do Qatar, no dia 6 de março, quando já poderemos ver em prática as novas regras.

Publicidade

Mudanças esportivas na MotoGP 2022

– No que tange a qualificação, a Comissão definiu que os pilotos devem alcançar um tempo pelo menos igual a 105% do tempo registrado pelo piloto mais rápido em qualquer uma das sessões de Treinos Livres ou Treinos Qualificatórios. No ano anterior, o valor era de 107%;

– Há mudanças referentes às idades mínimas nas categorias inferiores, como a Moto2 e a Moto3. Isto é reflexo dos acidentes fatais presenciados nestas categorias em 2021. Agora a idade mínima para a Moto3 é de 16 anos (18 anos em 2023), para a Moto2 são 16 anos (18 anos em 2023) e na MotoGP mantêm-se os 18 anos;

Publicidade

O jovem piloto da Moto3, Jason Dupasquier, faleceu aos 19 anos após grave acidente.

-Sem espera! As equipes de MotoGP podem passar a utilizar o motor inspecionado pela FIM logo a seguir à inspeção. Não é mais necessário aguardar 45 dias. No entanto, isso aumenta a responsabilidade dos times, pois caso  uma infração técnica venha a ser detectada serão aplicadas penalizações em todas as provas em que o motor tenha saído utilizado;

-A FIM impôs um limite de quilometragem de 2.800 km para o motor verificado e seu substituto;

-A evolução do pacote aerodinâmico permite apenas uma modificação durante a temporada.

Publicidade

Mudanças técnicas

-Mais tempo! Por motivos de segurança durante a preparação, as equipes terão maior tempo para preparar os três tanques de combustível aprovados para cada máquina. Agora são 90 minutos e não mais 75 minutos para realizar essa atividade;

-Novas recomendações para as dimensões e pacotes de freios! Os tamanhos permitidos para o diâmetro externo dos discos de freio são: 320mm, 340mm e 355mm.

Os circuitos com discos de freio obrigatórios de tamanho mínimo de 340mm são: Motegi (Japão), Spielberg (Áustria) e Buriram (Tailândia).

-Em certos circuitos, por razões de segurança, o uso de discos de freio de carbono de 340mm ou 355mm é obrigatório para a corrida.

Publicidade

-Não há restrições de tamanho dos discos em corridas à chuva.

-Menos pneus! A partir de 2022, haverá menos dois pneus traseiros à disposição de cada piloto. A explicação é simples: logística. Assim a Michelin não necessita transportar pneus para cada circuito que depois não são utilizados. 

E na Moto2?

Publicidade

-Agora será permitido acrescentar dutos ao para-lamas frontal com a  finalidade de resfriar o sistema de freio e os discos. Além disso, todos os dutos devem ser pré-aprovados antes de serem utilizados na pista e a decisão do Diretor Técnico será final.

E na Moto3?

-Alguns itens fundamentais serão agora designados como peças de desempenho e devem ser homologados: o feixe de fiação completo, a montagem completa da bomba de combustível e o regulador de pressão.

Veja também

Mudanças médicas na MotoGP 2022

-Novas exigências! A Comissão decidiu por cobra mais exames médicos para reavaliação de lesões na cabeça e concussão, lesões abdominais/torácicas e fraturas;

A FIM busca maior cuidado com questões médicas dos pilotos em 2022.

-Os capacetes de todos os pilotos que sofram acidentes serão recolhidos pela junta médica contratada pela organização da MotoGP. Assim, passarão por análises pelo setor do Diretor Técnico antes de serem devolvidos ao piloto ou ao gerente da equipe.

-Caso o acidente cause ferimentos na cabeça, como concussões ou perda de consciência, o capacete deve ser encaminhado ao Laboratório FIM da Universidade de Zaragoza para exames técnicos.

Mudanças disciplinares

-Comece a se familiarizar com o termo “Juízes de Fato”.  Agora, esta é a denominação para os profissionais envolvidos na avaliação das infrações à regulamentação. Estes cuidam, por exemplo, da queima de largada, limites da pista, etc. E atenção: nenhum recurso poderá ser apresentado contra uma decisão dos “Juízes de Fatos”.

Caso queira conferir com maior frequência as atualizações no regulamento da MotoGP acesse o site oficial da FIM e clique em documentos.

buscar conteúdo

Encontre anúncios, guias, notícias e conteúdos sobre motos.

É expressamente proibida a reprodução de qualquer matéria sem a prévia autorização do Motonline e dos autores (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98).
Proibida a reprodução parcial ou integral mesmo que citada a fonte. Todos os direitos reservados. As matérias assinadas são de exclusiva responsabilidade de seus autores.
© 1999 a 2015. WEBTRENDS NEGOCIOS DE INTERNET LTDA.