Notícias e Conteúdo
Clássicos e clássicas

70 anos e 1 cv: veja como era a primeira moto da Suzuki

28/06/2022 - por

Famosa por ícones do motociclismo como a Hayabusa, é natural que a primeira moto da Suzuki fosse um modelo bem mais simples. Foi a Power Free, um bicicleta motorizada lançada em junho de 1952 e que está celebrando 70 anos! Bora conhecer?

Primeira moto da Suzuki completa 70 anos

Antes, um pouco de história. Muito antes de sonhar em produzir motos, a Suzuki especializou-se na construção de teares para tecelagem, atividade que cresceu exponencialmente até à Segunda Guerra Mundial. Porém, após o conflito houve uma crise no setor têxtil e a marca começou a cogitar entrar em outros setores.

Publicidade

Assim começou a história da Suzuki, com os teares

Na fase pós-guerra, o desejo de mobilidade da população japonesa levou ao florescimento de inúmeras fábricas de bicicletas motorizadas. Só na área de Hamamatsu haviam cerca de trinta fabricantes.

Publicidade

Shinzo Suzuki, diretor da empresa na época, era só mais um com o desejo de uma nova forma de mobilidade. Foi assim que cansado de voltar para casa pedalando – muitas vezes contra o vento – teve a ideia de um novo produto em 1951.

primeira moto da suzuki

Primeira moto da Suzuki, Power Free hoje é rara peça de museu

Publicidade

E graças à experiência adquirida pelos técnicos com teares têxteis, que a transição de um novo projeto para o desenvolvimento do que viria a ser a Power Free foi curta. Já em janeiro de 1952, começaram os testes no primeiro protótipo, batizado de Atom e equipado com motor de 30 cc e apenas 0,2 cv.

Em 3 de março, um segundo protótipo saiu às ruas, desta vez movido pelo motor definitivo. Uma unidade monocilíndrica de 36 cc, com potência máxima de 1 cv a 4.000 rpm. Shinzo e o próprio fundador, Michio Suzuki, participaram dos testes para verificar pessoalmente o conforto e praticidade.

moto da suzuki nos anos 1950

Motor da Power Free trazia novidades, como transmissão de duas velocidades e embreagem multidisco

Todas as modificações ainda necessárias foram feitas e o modelo de produção foi então aprovado em 12 de abril. No entanto, para iniciar a produção rapidamente, a Suzuki optou por empregar vários fornecedores externos e construir internamente apenas o motor e os componentes em torno dele.

Publicidade

Veja também:

Estrela da motorização em massa 

A Suzuki registrou a patente mecânica da Power Free, que também contava com um exclusivo sistema de transmissão de duas velocidades, equipado com embreagem multidisco.

Contudo, essas medidas permitiram que o modelo superasse a concorrência em termos de desempenho e facilidade de condução. O modelo se tornou uma estrela da motorização em massa do Japão, mas teve sua carreira curta.

Publicidade

Mais potente, Diamond Free foi lançada em 1953

Com a atualização do Código da Estrada, em agosto de 1952, abriram-se novos cenários para motores maiores, mais potentes e resistentes. Assim, a Power Free permaneceu em produção por algum tempo, porém, à sombra da Diamond Free de 60 cc, lançada em 1953.

gs 750, moto da suzuki nos anos 1970

Décadas depois, a GS 750 iria inaugurar uma nova geração de motos esportivas

Publicidade

No ano seguinte chegou a primeira moto da Suzuki com 125cc, a Colleda – de quatro cilindros! Logo depois surgiriam outros modelos icônicos, como a X6 Hustler (que atingia 145 km/h) e a GS 750, precursora de todas as esportivas modernas, em 1976. Conheça a história da marca aqui.

buscar conteúdo

Encontre anúncios, guias, notícias e conteúdos sobre motos.

É expressamente proibida a reprodução de qualquer matéria sem a prévia autorização do Motonline e dos autores (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98).
Proibida a reprodução parcial ou integral mesmo que citada a fonte. Todos os direitos reservados. As matérias assinadas são de exclusiva responsabilidade de seus autores.
© 1999 a 2015. WEBTRENDS NEGOCIOS DE INTERNET LTDA.