Suzuki Burgman 125

Suzuki Burgman 125
Recomendação:
Satisfação Geral:
Dirigibilidade:
Visual:
Consumo:
Conforto:
Custo X Benefício:
Performance:
Leia as Avaliações Deixe sua Avaliações
Sobre a Suzuki Burgman 125
A série de scooters Burgman, conhecida no Japão como Skywave, é produzida pela Suzuki com motores de 125 a 638 cm³. Extinta no Brasil, a família deixou saudades por aqui, especialmente o seu modelo de entrada, o Burgman 125, produzido em duas versões, de 2006 a 2019. No entanto, no exterior o modelo segue em linha.

 

Suzuki Burgman 125: preço, ficha técnica, consumo, fotos e vídeo

O Burgman 125 foi lançado no Brasil como AN 125 Burgman, ainda em sua versão carburada, em 2006. Em 2010 a Suzuki encerrou a montagem da primeira geração do “Burgmanzinho”, que foi seguida pela chegada da segunda geração, em 2011 – já como modelo 2012.

Era a chegada do Burgman i 125, agora com injeção eletrônica e atendendo às novas normas de emissões do Brasil. Porém, a demora para lançar a atualização lhe custou a liderança do mercado, tomada pelo Honda Lead.

O principal destaque do novo Suzuki era a adoção da injeção eletrônica, que garantiu uma aceleração ‘sem buracos’ e mais economia. Entretanto, o novo conjunto cobrava seu preço na potência, pois retirava significativos 3 cv do pequeno scooter. Desta forma, o Burgman i desenvolvia apenas 9 cv e 0,95 kgf.m de torque, contra 12,3 cv e torque de 1,1 kgf.m do antecessor.

A nova geração do scooter também tinha outras novidades. No visual, recebeu faróis e setas dianteiras reposicionados e perdeu o para-lamas dianteiro, que costumava vibrar muito em movimento. Também ganhou novo assento e chamativos espelhos retrovisores que, com hastes largas, acompanhavam as cores da carroceria.

 

Suzuki Burgman 125 consumo

Um dos pontos negativos do modelo pode ser seu nível de consumo. Não que a sua média de 31,6 km/litro (registrada em nosso teste de 2011) seja um vexame, mas fica bem abaixo do esperado para a categoria. A Elite 125, por exemplo, roda cerca de 50 km/litro em perímetro urbano, média bem próxima ao da Yamaha Neo 125.

Os outros pontos de ressalva é seu o desempenho, às vezes insuficiente para rodar com garupa, especialmente em rodovias! Vale lembrar que scooters não são indicados para esse tipo de uso. Com cerca de 10 cv de potência, rodar com o Burgman 125 na casa dos 100 km/h (no painel) não é missão fácil, quase impossivel…

Mas com certeza o Burgman 125 também tem seus atrativos, que começam pela sua praticidade e o baixo custo, especialmente de aquisição! Equipado com compartimento sob o assento e porta luvas, garante boa capacidade para levar itens do dia a dia, agradando ao uso em cidades.

 

Suzuki Burgman 125 usada

O pequeno scooter da Suzuki seguiu nas vitrines até 2019, praticamente sem alterações, quando foi aposentado sem deixar substituto. Mais ou menos, na verdade…Acontece que em 2017 o grupo JTZ, que representa a Suzuki no Brasil, passou a comercializar motos das marcas Kymco e HaoJue.

Estas novas marcas são focadas, respectivamente, em scooters médios e motocicletas de baixo custo. Desta forma, a Suzuki se reposicionou no mercado e passou o mercado das scooter de entrada ao HaoJue Lindy 125 que, na prática, acabou substituindo o Burgman.

No entanto, o Burgman manteve seu nome forte no mercado de usadas até os dias de hoje, pois atende bem a sua proposta. É um veículo prático, de fácil manutenção e que garante deslocamentos rápidos no trânsito da cidade. Então, se esta é a necessidade, um Burgman pode responder muito bem. 

 

Claro, uma vez que o modelo já saiu de linha a alguns anos é preciso ficar atento ao estado de conservação e cuidados com a manutenção antes de efetuar uma compra. Por fim, é comum também ver proprietários fazendo críticas ao pós-venda da Suzuki, o que acaba gerando alguma dificuldades ou espera para encontrar peças de reposição. Para conferir as opiniões dos donos, confira mais detalhes abaixo do nosso Guia de Motos.

 

Ficha Técnica

Cilindrada: 124
Tipo de Motor: 4 tempos
Arrefecimento: Ar
Combustível: Gasolina
Potência Máxima: 9 hp (métrico) a 7.500 rpm
Torque Máximo: 0,95 kgf.m a 6.000rpm
Transmissão: CVT
Injeção: Eletrônica
Suspensão dianteira: Telescópica invertida de amortecimento hidráulico, mola helicoidal
Partida: Elétrica
Chassi: Aço
Suspensão traseira: Tipo link de monoamortecimento hidráulico, mola helicoidal
Peso (seco): 111
Comprimento: 1840
Largura: 640
Altura: 1100
Altura do Banco: 730
Distância entre Eixos: 1230
Pneu Dianteiro: 90/90-10 50J, sem câmara
Pneu Traseiro: 100/90-10 56J, sem câmara
Capacidade do tanque: 6
Balança: Balança articulada

Outras Versões

Burgman 125i:   2019 / 2018 / 2017 / 2016 / 2015 / 2014 / 2013 / 2012
Burgman AN 125:   2010 / 2009 / 2008 / 2007 / 2006 / 2005
mais opções

Todas as Avaliações da Suzuki Burgman 125

Recomendo
Classificação
Comentários:
Recomendo tanto para quem procura sua primeira moto como para quem quer fugir dos gastos de manutenção com motos de maiores cilindradas na utilização urbana. Vale a pena, caso a utilização seja para viagens e terrenos acidentados o melhor é uma moto street ou trail.
Prós:
Descolada;
Não é visada para roubo;
Bom torque nas arrancadas;
Velocidade final considerável em se tratando de uma scooter (100 km/h);
Silenciosa;
Ótimo acabamento;
Posição de pilotagem;
Baixo consumo (38km/l).
Contras:
Tamanho das rodas (10");
Carregando garupa chega a arrastar o lastro em algumas lombadas mais altas;
Farol com pouca luminosidade, mas nada que com a troca para uma lâmpada mais potente resolva;
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Pista
Quilometragem:
1000
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 22/11/2022
SIM
Esta análise foi útil para você?
4 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
pode comprar de oolhos fechados
Prós:
tenho outra moto ( sahara 350) e depois que comprei a burgman praticamente nao ando mais , deixando somente para fins de semana e estrada, pois a burgamna me atende muito bem no dia a dia, tinha preconceito com scooter e hoje sou defensor. do tipo de veiculo , muito melhor ue moto para o di a dia, segura , acelera na medida impedindo manobras artisacadas pois ele te leva e no voce que acelea, o que é ótimo, pois se for prudente nunca vai sofrer um acidente com ela , muito e onomica ( 34 km/l ). e super versatil , baixo indice de roubo, confortavel ao extremo e olha que tenho 1.90 m ! e o melhro d tudo seus sPatos ficaram novos e vc pode ser elegante novamente , nao precisa andar com suas piores roupas ahahaha. vi muito bem na marginal e chega facil a 100 km por hora .
Contras:
curso do amortecedor diateiro , bate um pouco nas ruas esburacadas de sao paulo, bau de baixo do banco nao cabe capacete fechdo , pr isa comprar um bau, nao tem parabisa opcional par instalar pelo menos ate agora ( julho 2012) , so isso de resto perfeita a melhor do mercado
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano
Quilometragem:
3200
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 22/11/2022
SIM
Esta análise foi útil para você?
2 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Prós:
baixa manutenção (sem corrente)
baixo indice de roubo
super prática
Contras:
aros 10 polegadas
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Lazer
Terreno Testado:
Urbano
Quilometragem:
18000
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 22/11/2022
SIM
Esta análise foi útil para você?
1 pessoa gostou
Recomendo
Classificação
Prós:
Agilidade no transito, boa aceleração e velocidade final, ainda mais considerando a cilindrada e possuir cambio cvt.
Bom conjunto de suspensão que faz com que mesmo com as rodas pequenas ela entrente bem as ruas do nosso Brasil...
Consumo dentro do esperado. A minha esta na média de 36 a 37 Km/l sendo que gosto de acelerar hehehe

Contras:
Apesar da suspensão ser boa poderia ter um curso um pouco maior devido as condições das ruas.
O freio dianteiro também poderia ser um pouco mais forte.
Espaço embaixo do banco poderia caber um capacete fechado e a tampa do tanque de combustivel poderia não ficar embaixo do banco, tendo que levantar o mesmo para abastecer.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano
Quilometragem:
6500
Manutenção:
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção:
Normal
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 22/11/2022
SIM
Esta análise foi útil para você?
1 pessoa gostou
Recomendo
Classificação
Prós:
- confortável (banco largo e macio)
- economica (melhor média foi 41 km/l, sendo minha média 38km/l)
-bagageiro bom, tinha espaço para eu colocar muita coisa (compra de supermercado, livros e mochila para faculdade, objetos que eu não queria que fossem molhados, etc)
- não é visada para roubos e furtos
- muito fácil pilotar
- barata de adquirir
- manutenção barata
- posição de pilotagem sentada, muito gostoso.
- Arrancada muito forte. Deixa outras motos maiores para trás
- hoje eu acho scooter bonito. Na epoca eu achava FEIO PRA CARALHO!
Contras:
- pouca velocidade final (uns 100km/h, mas eu nunca precisei. Então me atendia)
- consumo não é tão economico igual de outras motos. Mas ainda assim é muito economica, vamos deixar isso claro. 35km/l no mínimo
- eu achava ela extremamente feia. Tinha muita vergonha. Mas depois, passei a ter orgulho. Estou a cerca de 4 meses pesquisando uma nova moto para comprar e essa moto me fez gostar de scooter, ou seja, eu pesquiso outras motos mas logo volto a pensar em scooter (por isso essa indecisão de meses).
- O pneu de 10 apesar de dar muita estabilidade na cidade, é bem desagradavel ele ser tão pequeno. Qualquer buraco na pista, se você pegar, você sente. Então é importante se manter muito atento na pista. Mesmo buracos pequenos irão te fazer sentir
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano
Quilometragem:
30000
Manutenção:
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção:
Baixo
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 08/04/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
42 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
Perfeita na cidade, agil, segura e te deixa limpo.
Não libera calor nas pernas e ptotege das poças de água.
Perde um pouco de velocidade em subidas pesadas em trechos de estrada, mas vai bem no restante.
Muito feliz -recomendo.
Prós:
Baixa manutenção
Bons freios
ÓTima diribilidade
Compacta
Resistente
Possui grelha p bagagem
Vale o preço
Contras:
Poderia ter o porta objetos do banco um pouo maior (não é pequeno ).
Refrigerada a ar.
Não é flex
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Estrada
Quilometragem:
600
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 29/05/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
28 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
A motinha aguenta o tranco, ando com ela de Cotia até Santo Amaro 6x por semana, sempre pego a Raposo Tavares e Marginal Pinheiros, essa motinha anda "sussa" nas retas (mantém a casa dos 100 km/h, mas em subidas a bichinha perde muita velocidade (não vou exigir tanto da coitada) mas ela perde muito sim, não sei se é devido ao fato de eu estar próximo dos 3 dígitos na balança, mas no começo pesava cerca de 86-89 Kg e ela perdia velocidade em subidas da mesma forma.
Eu nunca testei de verdade a autonomia dela pois eu completo o tanque e minha viagem por dia é de um pouco mais de 70km, quando completo a primeira viagem (ida e volta) o ponteiro volta marcando 3\4 do tanque, pois bem, pego a moto no dia seguinte e quando chego no trabalho já está um pouco abaixo de 1\4 do tanque e no meio do caminho já marca como vazio, mas eu consigo chegar em casa de boa, sempre que abasteço até a boca sempre passa bem pouco de 4 Litros, ou seja ainda tem tanque pra mais meia viagem pelo menos, mas eu nunca arrisquei pra ver se conseguia mesmo, eu particularmente me decepcionei quando percebi isso logo no 1º dia que andei nela, então eu sempre abasteço a cada 150-160km, no meu caso a cada 2 dias é cerca de $14 dilmas da boa e da gasolina do padre consigo por $12.
Antes também cheguei a fazer este mesmo trajeto com minha esposa de garupa, altas aventuras principalmente em subidas, nas subidas de cerca de 100/150 metros eu entrava a 80/90 km/h, e terminava a subida à 50/40 km/h, eu mesmo não gostava de andar com garupa mas a dona onça queria chegar mais cedo no trabalho (só quem pega a Raposo Tavares de manhã sabe a M q vai enfrentar).
Também tenho que falar do farol, muito fraco, a visibilidade é muito ruim pra quem pilota, parece que vc está com uma vela no escuro, mesmo ligando o farol alto.

Se vc vai andar somente na cidade, vai fundo pq a motinha nunca me deixou na mão em 1 ano e meio, é muito ágil, só não é mais ágil que a Lead, ao menos na arrancada, pq na reta a Lead só fica vendo sua lanterna traseira.
No meu caso como pego Rodovia, eu sinto falta de um pouco mais de velocidade final e menos perda de velocidade em declive, acredito que vou cair nas 150/250, porque se for moto mesmo até uma 125 a perda em declive é bem menor, além disso o banco é duro, e vc percebe muito isso quando faz viagens com mais de 30 minutos sem pausa, sem aquele farol pra dar uma ajeitada nos países baixos.

Se seu trajeto for Rodovia com muitas subidas vá de moto 150+.
Se for andar na cidade e uma vez ou outra se aventurar em rodovias pode ir pq não é tão ruim assim.
Prós:
Robusta
Boa Dirigibilidade para uma scooter
Bonita
Preço
Contras:
Banco Duro
Velocidade Final
perda de velocidade
Aro Pequeno
Marcador do Combustível
Visibilidade do Farol Dianteiro
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Estrada, Pista
Quilometragem:
26000
Manutenção:
Dentro do esperado
Custo de Mantenção:
Normal
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 05/06/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
29 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Prós:
Boa Noite.
Tenho uma Burgman i 125 2011/2012 desde Setembro de 2011. Ando uma média de 70 KM por dia, hoje ela está com 27.000 KM ñ me arrependi da compra. Moto econômica (faz 35KM/L) fácil dirigibilidade, espertinha, ñ é visada p/ roubo e vcs vão rir mas a Burgman é vista com outros olhos pelos motoristas(eles abrem passagem no corredor,diminuem velocodade p/ vc passar e evitam até fechadas propositais e nunca fui parado em blitz da polícia diferente de uma CG150 q eu tinha). Não tive nenhum gasto alto com manutenção fora óleo e filtro a cada 3.000KM troquei lona e pastilha +ou- 20.000KM, vela no mesmo KM, cabo do velocimetro 23.000KM, um Pneu rasgado com 15.000KM.
Só gostaria de receber uma ajuda, se alguém pode me dizer quais itens devo verificar na moto já que ela vai bater os 30.000 KM. Dizem que tem que trocar a correa e trocar os roletes de embreagem (???)
Contras:
Baú muito pequeno (não cabe o capacete não!!), desconfortavel nas ruas esburacadas de São Paulo e mão-de-obra caro na manutenção, tive dificuldade de encontrar a vela original dela (uma vez que na concessionária é uma paulada). Alias falaram que a vela da moto Biz serve e não é verdade.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano
Quilometragem:
27000
Manutenção:
Difícil de encontrar
Custo de Mantenção:
Alto
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 29/05/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
28 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
A nova injetada é mais econômica.
Prós:
Baixa manutenção
Custo baixo de peças
Rede de concessionárias
Não é visada para roubo, seguro barato.
Dispensa uso de graxa, lubrificação externa, não tem corrente.
Tive uma 2007 carburada e agora uma 2013 i
Contras:
asfalto ruim requer muita atenção devido as rodas pequenas.
Pneus requer calibragens semanais, murcha muito rápido.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Estrada, Pista
Quilometragem:
300
Manutenção:
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção:
Normal
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 28/05/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
34 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
Pós venda não conhece a palavra "respeito"
Prós:
econômica, ágil no trânsito, leve,
Contras:
pós-vendas é um fracasso, espaço embaixo do banco é mais sincero dizer que não tem.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano
Quilometragem:
42000
Manutenção:
Difícil de encontrar
Custo de Mantenção:
Alto
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 22/11/2022
SIM
Esta análise foi útil para você?
1 pessoa gostou
mais opções

Outras motos Suzuki à venda

De R$ 8.490,00 a R$ 8.490,00 entre 5 ofertas
Suzuki Burgman 125
R$ 8.490,00
Suzuki Burgman 125
Suzuki Burgman 125
R$ 6.000,00
Suzuki Burgman 125
Suzuki Burgman 125
R$ 8.000,00
Suzuki Burgman 125
Suzuki Burgman 125
R$ 6.000,00
Suzuki Burgman 125
Suzuki Burgman 125
R$ 5.300,00
Suzuki Burgman 125

Guias de motos Suzuki

foto moto suzuki/gsx-r-750 Suzuki GSX R 750
Suzuki GSX R 750
foto moto suzuki/gsx-r-750-srad Suzuki GSX R 750 SRAD
Suzuki GSX R 750 SRAD
foto moto suzuki/bandit-600 Suzuki Bandit 600
Suzuki Bandit 600
foto moto suzuki/intruder-vs-1400-glp Suzuki Intruder VS 1400 GLP
Suzuki Intruder VS 1400 GLP
foto moto suzuki/tl-1000 Suzuki TL 1000
Suzuki TL 1000

Notícias sobre motos da Suzuki

capa noticia Extinto no Brasil, Suzuki Burgman 125 ganha novidades no exterior
Extinto no Brasil, Suzuki Burgman 125 ganha novidades no exterior
Extinto no Brasil, Suzuki Burgman 125 ganha novidades no exterior
capa noticia Suzuki Burgman 125: review com preço, consumo e teste
Suzuki Burgman 125: review com preço, consumo e teste
Suzuki Burgman 125: review com preço, consumo e teste
capa noticia Recall para Suzuki Burgman 125
Recall para Suzuki Burgman 125
Recall para Suzuki Burgman 125
capa noticia 5 Motos Suzuki que gostamos, mas não virão ao Brasil tão cedo
5 Motos Suzuki que gostamos, mas não virão ao Brasil tão cedo
5 Motos Suzuki que gostamos, mas não virão ao Brasil tão cedo