GUIA DE MOTOS

Suzuki Intruder VS 250

A Suzuki Intruder 250 chegou ao mercado nacional apostando no segmento custom. Porém, a 250 apostava também em formas voltadas ao mundo “street”, com posição de pilotagem mais alta, maior distância do banco em relação ao solo e guidão elevado. O visual do modelo tinha inspiração nas motocicletas dos anos 80, tendo pintura somente no tanque de combustível e na carenagem lateral. No restante predominava o cromado, no para-lama, farol, painel de instrumentos, rabeta, motor e claro na ponteira de escape.

5 1

Recomendação

satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
Leia as Avaliações

Ficha Técnica

  • Cilindrada: 249
  • Tipo de Motor: 4 tempos
  • Arrefecimento: Ar
  • Combustível: Gasolina
  • Potência Máxima: 22cv a 5.500 rpm
  • Torque Máximo: 1,9 kgf.m a 5.500 rpm
  • Transmissão: 5 velocidades
  • Injeção: Eletrônica
  • Suspensão dianteira: Garfo telescópico
  • Partida: Elétrica
  • Ajuste da suspensão dianteira:
  • Chassi: Aço
  • Suspensão traseira: Bichoque
  • Peso (seco): 131
  • Peso em movimento: (MVOM)
  • Comprimento: 2035
  • Largura: 835
  • Altura:
  • Altura do Banco: 740
  • Distância entre Eixos:
  • Pneu Dianteiro: 3.00/18
  • Pneu Traseiro: 120/90-16
  • Capacidade do tanque: 10
  • Ajuste da suspensão traseira:
  • Balança: Convencional

Motos Deste Modelo à Venda

VER TODAS De R$ 0,00 a R$ 0,00 entre 0 ofertas

Outras Versões

  • Intruder VS 250:   2003 / 2002 / 2001 / 2000 / 1999 / 1998 / 1997 / 1996

Todas as Avaliações Desta Moto

Recomendo

Prós: Boa posição de pilotagem (melhora se colocar um comando avançado); Moto com um baixo consumo; Manutenção fácil; Facilmente customizável; De um modo geral a Intruder é uma moto boa. Tem alguma alterações que deverão ser feitas para melhorar, mas de um modo geral ela é uma moto de fácil manutenção pra quem tem uma noção de mecânica (o único problema é encontrar peças pra ela), ela é uma moto custom bem econômica por ser muito leve e ter apenas 250cc. O consumo dela varia entre 25 a 30 km/l, vai de acordo com o estilo de pilotagem de cada um.
Contras:Tanque de apenas 9 litros, o que faz desta moto uma moto de cidade e viagens muito curtas.; O banco original é muito desconfortável; o comando original é muito próximo do banco, sendo muito similar a posição de pilotagem de uma street; Falta de medidor de combustível no painel da moto; Todos os problemas que eu achei na intruder foram facilmente trocáveis nesta moto, apenas coloquei um comando avançado e um banco mais largo que ficou muito melhor de pilotar. Ela continua sendo uma moto com um tanque de 9L então eu não pego estrada com ela. Minha utilização é diária com esta moto, uso pra ir e vir do trabalho todos os dias. Nos finais de semana eu ando com ela para passeios curtos. Pra quem quer uma moto para passeios curtos ou utilizar como meio de transporte diário eu indico, é uma moto de pouca manutenção, se fizer as manutenções periódicas ela vai te durar muito tempo. Pra quem quiser pegar a estrada, eu não indico esta moto. Se for fazer uma viagem muito longa com ela, terá muitas paradas para abastecer (uma parada a cada 250km em média).
Avaliação
Avaliou Suzuki Intruder VS 250
eu recomendo!

Comentarios

pros

Boa posição de pilotagem (melhora se colocar um comando avançado);
Moto com um baixo consumo;
Manutenção fácil;
Facilmente customizável;


De um modo geral a Intruder é uma moto boa. Tem alguma alterações que deverão ser feitas para melhorar, mas de um modo geral ela é uma moto de fácil manutenção pra quem tem uma noção de mecânica (o único problema é encontrar peças pra ela), ela é uma moto custom bem econômica por ser muito leve e ter apenas 250cc. O consumo dela varia entre 25 a 30 km/l, vai de acordo com o estilo de pilotagem de cada um.

contras

Tanque de apenas 9 litros, o que faz desta moto uma moto de cidade e viagens muito curtas.;
O banco original é muito desconfortável;
o comando original é muito próximo do banco, sendo muito similar a posição de pilotagem de uma street;
Falta de medidor de combustível no painel da moto;

Todos os problemas que eu achei na intruder foram facilmente trocáveis nesta moto, apenas coloquei um comando avançado e um banco mais largo que ficou muito melhor de pilotar. Ela continua sendo uma moto com um tanque de 9L então eu não pego estrada com ela. Minha utilização é diária com esta moto, uso pra ir e vir do trabalho todos os dias. Nos finais de semana eu ando com ela para passeios curtos.

Pra quem quer uma moto para passeios curtos ou utilizar como meio de transporte diário eu indico, é uma moto de pouca manutenção, se fizer as manutenções periódicas ela vai te durar muito tempo.

Pra quem quiser pegar a estrada, eu não indico esta moto. Se for fazer uma viagem muito longa com ela, terá muitas paradas para abastecer (uma parada a cada 250km em média).

CONDIÇÕES DO TESTE

  • Tempo de uso: Mais de um ano
  • Tipo de Uso: Meio de Transporte
  • Terreno Testado: Urbano, Terra, Estrada, Pista
  • Quilometragem: 177227
  • Manutenção: Dentro do esperado
  • Custo de Mantenção: Baixo
satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
É expressamente proibida a reprodução de qualquer matéria sem a prévia autorização do Motonline e dos autores (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98).
Proibida a reprodução parcial ou integral mesmo que citada a fonte. Todos os direitos reservados. As matérias assinadas são de exclusiva responsabilidade de seus autores.
Site Ramar Ventures

buscar conteúdo

Encontre anúncios, guias, notícias e conteúdos sobre motos.

Cotar Seguro da Sua Moto