Abraciclo Participa De Seminário Nacional Sobre Transporte Cicloviário

Perspectivas da indústria de bicicletas no Brasil foi tema de debate apresentado pela entidade para integrantes de 38 municípios

A Abraciclo – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – participou na sexta-feira, dia 19 de junho, do Seminário Nacional: Política de Transporte Cicloviário, realizado em Sorocaba, interior de São Paulo. O evento, promovido pela Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP), reuniu 120 pessoas, de 38 municípios, e estimulou o debate e a reflexão técnica sobre o transporte urbano por bicicletas.

Moacyr Alberto Paes, diretor executivo da Abraciclo, representou a entidade como palestrante, e versou sobre as perspectivas da indústria de bicicletas no Brasil.

“São em debates como esse que soluções são difundidas e implantadas nas cidades do país. É uma oportunidade de ampliar o conhecimento e trocar experiências, e nós, da Abraciclo, temos satisfação em participar deste tipo de iniciativa pela chance de levar a diferentes públicos novas visões do setor”, afirmou Moacyr.

Em seu debate, a Abraciclo abordou a expansão do mercado de bicicletas no Brasil, segmento em que o país é o terceiro maior produtor mundial e o quinto maior mercado consumidor, além do fato de que esse crescimento vem acompanhado de exigências cada vez maiores de produtos com qualidade, segurança e preços acessíveis.

Segundo Moacyr, os fabricantes de bicicletas do Brasil vêem como racional e inevitável o constante crescimento da produção e vendas de bicicletas, por estas serem o mais econômico dos meios de transporte, além de contribuírem fortemente para a preservação da qualidade do ar.

“A utilização como lazer e como opção esportiva ainda tem muito espaço para crescimento no Brasil, que oferece condições ímpares para a prática das várias modalidades de passeios e competições”, concluiu.

Outros debates, como o impacto do transporte cicloviário no desenvolvimento urbano, formas de implementar uma política cicloviária e oferta de estacionamento para bicicletas estavam no cronograma do Seminário.