Estudo mede impacto da adulteração do álcool nos componentes dos veículos

Estudo mede impacto da adulteração do álcool nos componentes dos veículos

Estudo mede impacto da adulteração do álcool nos componentes dos veículos

O aumento do teor de  gua e a elevada condutividade el‚trica sÆo os principais fatores presentes no  lcool adulterado que impactam nos componentes de um ve¡culo. Este ‚ o resultado do estudo conduzido pela Robert Bosch Am‚rica Latina, que ser  apresentado durante o Congresso SAE 2005, entre 22 e 24 de novembro em SÆo Paulo.

Para determinar quais as caracter¡stiscas do combust¡vel encontrado em campo, a Bosch colheu amostras de  lcool em diferentes postos localizados em territ¢rio paulista. Todas passaram por testes de teor alco¢lico, PH, condutividade el‚trica, e presen‡a de cloretos, sulfatos e s¢dio e res¡duos.

As principais nÆo-conformidades encontradas foram casos de limites de condutividade el‚trica acima de 2.000 æЅ/m e de teor alco¢lico de at‚ 78ø INPM — quando os parƒmetros oficiais sÆo de: 500 uS/m para a condutividade e teor alc¢lico entre 92,6§ e 93,8§ INPM.

A partir destes dados, a equipe da Bosch preparou combust¡veis com as mesmas caracter¡sticas de adultera‡Æo para test -los em um ve¡culo com motor 2.0L, 8 v lvulas, com tecnologia Flex Fuel. O carro rodou cerca de 2.000 km e os resultados mostraram que as discrepƒncias de teor de  gua e condutividade el‚trica causam: redu‡Æo da vida £til da bomba e do filtro de combust¡vel, bem como de outros componentes que ficam na seqˆncia do fluxo do combust¡vel.

Dificuldade na partida do ve¡culo, consumo elevado, perda de desempenho e aumento da polui‡Æo tamb‚m foram observados durante os ensaios. Com os combust¡veis mais agressivos, no qual o teor de  gua chegou em 30% da mistura por exemplo, constatou-se nÆo ser poss¡vel dar partida a frio. Com 22%, o motor apresentou um ru¡do incomum e ainda houve presen‡a de  gua no ¢leo do motor.

“Nosso objetivo foi identificar que caracter¡sticas dos combust¡veis encontrados em campo estÆo afetando os ve¡culos e, a partir disso, temos atuado junto …s montadoras para buscar informar melhor os usu rios e oficinas. Al‚m de tamb‚m ajudar no tratamento das questäes de qualidade junto ao mercado e ¢rgÆos compententes”, afirma Besaliel Botelho, Vice-Presidente da Unidade de Sistemas a Gasolina da Robert Bosch Am‚rica Latina.