Foto: Andrew Pitt, piloto Honda no Mundial de Supersport

Jonathan Rea espera fazer progressos em San Marino

Foto: Andrew Pitt, piloto Honda no Mundial de Supersport

Foto: Andrew Pitt, piloto Honda no Mundial de Supersport

Circuito de Misano recebe a oitava etapa do Mundial de Superbike neste final de semana

O Campeonato Mundial de Superbike/Supersport passa para a segunda metade do calendário neste final de semana (13 e 14) com a etapa no Circuito de Misano, em San Marino. Normalmente, esta é uma das provas mais disputadas da temporada. Uma série de potenciais vencedores estão prontos para acelerar forte. Jonathan Rea, da Hannspree Ten Kate é o piloto Honda melhor colocado, com o quarto lugar na Superbike. Eugene Laverty, da Parkalgar Honda, é o vice-líder na Supersport, com apenas nove pontos atrás do primeiro colocado, Cal Crutchlow.

O Mundial de Superbike tem sido tão competitivo este ano, como se poderia esperar de uma temporada com um grande número de pilotos experientes. Rea e sua equipe têm de vencer alguns problemas com a moto antes de entrar na pista e manter a competi tividade. O piloto possui dois pódios nesta temporada. Além dele, Leom Haslam é o sexto colocado no ranking, com 11 pontos atrás de Rea. Entre os 10 primeiros ainda estão Ryuichi Kiyonari, em oitavo, e Carlos Checa, em nono. John Hopkins, Tommy Hill, Roberto Rolfo e Jake Zemke completam os pilotos Honda na disputa.

Rea afirma que gosta do circuito de Misano. “Será muito bom ir a Misano, que é um local agradável e possui uma boa pista. Preciso trabalhar para melhorar minha qualificação, pois nas últimas corridas fiquei fora da Superpole. Eu não começo na frente desde a Austrália. Passamos da metade da temporada e é importante entrar consistente, com bons resultados. Há ainda uma lacuna entre os primeiros colocados, que espero conseguir reduzir.”

Leon Haslam vê esta prova como um grande desafio. “Estou ansioso para a etapa de Misano. Este é outr o circuito que não conheço. Será outro desafio aprender o traçado rapidamente e deixar a moto competitiva. Fizemos algumas melhorias nos motores e estou ansioso para testar este trabalho”, disse.

Ryuichi Kiyonari quer se recuperar da última etapa, nos Estados Unidos. “Foi um pouco frustrante porque a equipe trabalhou duro para colocar a moto na linha de frente. Mostramos que tínhamos ritmo para correr na frente, mas tivemos problemas que não nos permitiram avançar. Acho que temos feito progressos e quero continuar assim em Misano. Este ano as coisas estão melhores que no ano passado. Como sempre, vou tentar fazer o melhor para conseguir um bom resultado.”

“Gosto de Misano. Seria bom voltar ao pódio lá novamente. O importante é que na última corrida, tínhamos ritmo suficiente para lutar pelo pódio”, afirmou Carlos Checa.

John Hopkins que teve bons resultados em Misano no ano passado quer repetir o desempenho. “É um circuito que gosto muito e o público é sempre grande. Será uma corrida emocionante e espero que possa me sair bem. Estou tendo resultados passo-a-passo e meu objetivo é conseguir os melhores resultados possíveis para mim e para a equipe.”

Mathieu Lagrive passa da categoria Supersport à Superbike. Seu posto será assumido por Flavio Gentile. Vittorio Iannuzzo (Itália Squadra Corse Honda) retorna para esta corrida depois de duas etapas de fora. “Esta será minha primeira corrida com a equipe Honda Althea Superbike. Nunca corri na Superbike antes e terei de me familiarizar com a moto. Tenho certeza que a equipe irá me ajudar com essa familiarização”, planejou Lagrive.

Eugene Laverty é o mais próximo do líder na Supersport, mas depois de uma vitória no Miller Motorsport Park, em maio, Kenan Sofuoglu, da Hannspree Ten Kate, abriu novamente as chances de uma boa colocação. Tal como o companheiro de equipe, Andrew Pitt está de volta à competitividade, após ter começado bem a temporada. Ele está em quarto lugar, com o mesmo número de pontos do espanhol, Joan Lascorz.

Anthony West não teve um começo de ano como ele havia planejado, mas para esta etapa, o australiano pretende entrar no ritmo. Já Mark Aitchison garantiu um terceiro lugar em Kyalami e ocupa o oitavo lugar na tabela. Massimo Roccoli, Robbin Harms, Miguel Praia e Gianlucca Vizziello também planejam uma arrancada nesta etapa.