Leandro Silva e Kaio Miranda têm grandes chances de faturar o troféu nas categorias MX1 e 65cc

A corrida pelo título do Arena Cross está chegando ao fim e o troféu pode ir para as mãos de Leandro Silva, na categoria MX1, e de Kaio Miranda, na 65cc.

A última etapa da competição será realizada no próximo sábado, em Botucatu (SP), e os dois pilotos já estão com um pé no lugar mais alto do pódio. As outras categorias do campeonato foram decididas por antecipação. Jean Ramos foi o campeão da MX2 e Rodrigo “Lama” faturou a 85cc. Nestas categorias, a luta segue pelo vice-campeonato. Os “pegas” em Botucatu estão marcados para as 19h, no Motódromo Cuesta Moto Clube.

Leandro Silva precisa vencer uma das duas baterias que serão disputadas neste sábado para levar o campeonato. A categoria teve a agenda alterada devido a forte chuva que caiu durante a sexta etapa. O paranaense est á na frente com 107 pontos. O segundo colocado, Roosevelt Assunção, soma 83. A estratégia do paranaense, que utiliza o conjunto ASW Podium Drago, é ter calma e investir no preparo físico.

Na categoria MX2, a briga fica pelo segundo lugar, já que o troféu ficou com Jean Ramos na sétima etapa. Swian Zanoni segue firme na vice-liderança, mas precisa tomar cuidado com o terceiro colocado, Lucas Moraes. Os dois possuem uma diferença de apenas dois pontos – 87 contra 85. “Preciso vencer essa etapa ou ao menos passar o Lucas. Tive vários problemas esse ano, por isso se eu conseguir o segundo lugar será muito bom”, analisou o mineiro que vive em Nova Friburgo (RJ). Swian acelera com a camisa Flexair e calça 360º FOX.

A situação do jovem piloto Kaio Miranda é bem mais tranqüila na 65cc. O paulista luta pelo bicampeonato da categoria – ele possui ainda um título da 50cc no currículo. Para chegar ao lugar mais alto do pódio, o paulista precisa de apenas um ponto, já que a diferença para o segundo colocado é grande. Com 135 pontos, 19 a mais que o Hallex Dalfovo, o piloto precisa apenas do ponto extra, dado ao primeiro colocado no treino cronometrado.

“Vou tentar correr tranqüilo, sem arriscar muito. Já estou treinando para a nova categoria e pode ser que eu estranhe um pouco”, comentou Kaio, que no próximo ano entrará na disputa da categoria 85cc.

A categoria 85cc também já foi definida. O sergipano Rodrigo “Lama” alcançou o título por antecipação. A dúvida também gira em torno de quem fica com o vice-campeonato. Na corrida pela vaga estão o goiano Everaldo Filho e o mato-grossense Cezar Zamboni. Everaldo segue em terceiro lugar e tem grandes chances de alcançar o objetivo. Zamboni aparece na classificação em quinto. Todos utilizam o conjunto ASW Podium.