destaque

Passagem difícil por pedágio

O motociclista Caio José de Oliveira postou no seu perfil do Facebook um vídeo mostrando a dificuldade que foi passar pelo pedágio em Itatinga (SP), na rodovia Castelo Branco, administrada pela CCR SPVias. Motonline soube do assunto e encaminhou para a CCR SPVias um pedido de explicação. Acompanhe!

Assista e veja se foi fácil passar por estes obstáculos

Assista e veja se foi fácil passar por estes obstáculos

“O link abaixo mostra sérias dificuldades para os motociclistas passarem pelo pedágio administrado pela SPVias em Itatinga (SP). Gostaríamos de saber se esse procedimento é padrão ou foi apenas um descuido dos operadores? Vejam o link:

https://www.facebook.com/photo.php?v=584364421642262&set=vb.100002061293607&type=2&theater

Agradecemos uma informação imediata para publicação. Obrigado!”

Então veio a resposta da CCR SPVias.

“Conforme solicitado, segue posicionamento da CCR SPVias sobre o link enviado. Seguimos à disposição para mais informações.

Analisamos minuciosamente todas as imagens do mês de novembro com a finalidade de verificar o que poderia ter ocorrido para causar tamanho desconforto. Conseguimos identificar que no dia 21 de novembro de 2013, minutos antes da passagem dos motociclistas, entre 7h49 e 08h02, foi realizada uma operação para passagem de carga superdimensionada; que necessitou de remoção dos elementos de sinalização.

No caso em questão, verificamos que houve aproximação das motos às 08h07, cinco minutos após a passagem dessa carga, período em que ainda não havíamos reposicionado a Lamentamos o ocorrido e gostaríamos que considerassem essa questão como um fato isolado. Reforçamos as orientações aos funcionários quanto à pronta recomposição dos elementos de sinalização, mantendo nosso compromisso com a segurança, conforto e excelência no atendimento.

As observações e críticas de nossos usuários são importantes para mensuração da qualidade de nossa prestação de serviço. Dessa forma, estamos à disposição para eventuais dúvidas e/ou comentários. Grata, Juliana Alcides – Comunicação – CCR SP Vias”

Após a explicação, Caio José de Oliveira informou que olhou o vídeo inteiro até o final e não encontrou qualquer carreta com carga especial, o que seria fácil ter ocorrido já que a carga especial passou 10 minutos antes do grupo de motociclistas.