Repercussões: DPVAT, Pedágios, Político oportunista, Rodovias;Diário da Motocicleta, Lacre quebrado

Repercussões: DPVAT, Pedágios, Político oportunista, Rodovias;Diário da Motocicleta, Lacre quebrado

Repercussões: DPVAT, Pedágios, Político oportunista, Rodovias;Diário da Motocicleta, Lacre quebrado

Motonline publicou recentemente numeros sobre as indenizações pagas pelo seguro obrigatório, embasadas em informações da propria empresa gerenciadora desse tipo de seguro..Andei fazendo umas contas, e cheguei à conclusão que, em media, foi paga uma indenização a cada 170 veiculos da frota, que é de 28 milhoes, aproximadamente, conforme demonstrado abaixo: o número de indenizações 165.000 b val total indenizações 1.300.000.000,00 b/a val medio indenizações 7.878,79 c frota brasileira 28.000.000 c/a frota/indenizações 169,70=> 170. Mesmo quando se considera que cada veiculo envolvido em acidente pode representar mais de uma vitima, o numero é muito exagerado.Se o numero de vitimas for 3 por acidente em media, haverá 1 veiculo acionando o dpvat a cada 500, a cada 8 meses. Esse numero é obviamente falso e exagerado, pela própria percepção que temos ao observar o trãnsito em geral e as noticias que temos dos nossos colegas de trabalho, parentes e amigos. Ou seja, não há consistência nas informações que passaram para Motonline. Tambem é estranho que a maioria das indenizações (em numero e em R$) seja por morte, quando o esperado seria que o maior numero de indenizações fosse para cobertura de assistencia médica. Estranho ainda é que a indenizaçõ por morte é de R$ 13.500,00. Multiplicado por 130 mil, dá R$ 1.75 bilhões, que é mais do que os 1.3bilhões anunciados. Mais estranho ainda é que outras fontes apontam entre 25 e 40 mil o numero de mortes no transito por ano. Não tenho como aferir essas fontes, mas o numero é bem diferente das alegadas 130 mil mortes que foram pagas em 8 meses, ou seja, quase 200 mil mortes/ano.Caso as informações da seguradora lider estejam corretas e caso ninguem tenha digitado um zero a mais ou a menos no texto, existe algo muito errado no pagamento das indenizações do dpvat. Se ninguem tomar uma providencia, daqui a pouco o preço do dpvat dobra, triplica, quadruplica, e por ai vai, temos que engolir goela abaixo. Sds Paulo Victor (51), São Paulo – SP

Repercussões: DPVAT, Pedágios, Político oportunista, Rodovias;Diário da Motocicleta, Lacre quebradoR: Paulo eu também não acredito nesses números. Como já disse, anteriormente, seguradora e bancos não trabalham com prejuízo. Quem deveria auferir esses números é a SUSEP – autarquia sob o comando do Ministério da Fazenda, algo complicado, se pensarmos que na matéria “DPVAT o cidadão e o Estado sendo lesados” (link abaixo), essa mesma SUSEP tirou do ar a página onde peguei os dados que alicerçaram o texto e mesmo indagados jamais responderam, o que esperar?


Ola, amigos do motonline não ha nada q. pode ser feito em Relação a prepotência da prefeitura em relação a adotar índices antipoluição para a vistoria do controlar cada vez mais restritivos?? Uma porção de motos “excelentes” mas carburadas (as vezes mais bem cuidadas q. muitas injetadas) não vão mais atingir os índices exigidos pelo controlar !! Não seria mais razoável q. os índices determinados levassem em consideração o ano/tipo da motocicleta??? Ou nossas carburadas devem ir para a reciclagem??? E o direito do consumidor em possuir uma moto antiga ??? Abs Gerson Rodrigues (51), São Paulo – SP

R: Gerson tanto a Prefeitura, quanto a empresa CONTROLAR seguem a lei. Todas essas exigências vêm do CONAMA – Conselho Nacional do Meio Ambiente do Ministério do Meio Ambiente.

Ocorre que o Brasil ao contrário dos países de primeiro mundo, não incentiva a troca da frota nacional. O caminho é tornar a vida do cidadão insuportável até que ele, por si só, troque o seu veículo. Em 2011 as normas antipoluição se tornaram mais rígidas ainda, aguarde!


Boa tarde, tenho uma xtz 205x com 2.800km. Notei que o arame que sai do lacre da placa, e e preso na moto se rompeu. POsso tomar
uma multa por isso? obs: o lacre nao se rompeu, esta intacto. Devo ir ao detran trocar? Paulo (28), São Paulo – SP

R: Paulo, sim, deve ir ao DETRAN. Vá ao Parque Villa Lobos que faz isso na hora. Qualquer novidade me conte depois.


Os diários de motocicleta voltarão a ser publicados? Leonardo (37), São Vicente – SP

R; Sim Leonardo. Ocorre que como se trata de motocicletas de leitores, as vezes as informações para a matéria demoraram um pouco.


Considerem que sou do Rio e não estou familiarizado com o trânsito em Sampa. Minhas questões são sobre proibição de motos na marginal Tietê: 1. se aplicam apenas a uma dita “pista expressa”, certo? Mas existem outras opções para se atravessar a capital em direção ao sul? A própria marginal pode ser usada? Caso positivo, o motociclista de outra cidade estará bem orientado a passar por ela ileso e sem multas? 2. esta proibição se aplica a todos os dias da semana, inclusive aos domingos? Grato. Alexandre M. Pope (59), Rio de Janeiro – RJ

R: Alexandre há opções sim. Você terá que percorrer toda Marginal Tiête pela pista local, o que é horrível e muito mais perigoso, mesmo com o limite de velocidade menor do que a pista expressa. Até a conclusão do Rodoanel trecho leste, não terá outra opção.

Não ninguém, nem os paulistanos estão sendo devidamente orientados na Marginal Tiête, tanto que a CET está sofrendo medidas, inclusive multa diária, do Ministério Público pela falta de sinalização. Esta medida vale para todos os dias da semana, inclusive domingos.


Caro amigo dr.André Garcia: achei que você foi na veia do candidato que agora vem defender os motociclistas. Aliás, acho que a Assembléia de São Paulo deveria receber todos os Deputados novos, porque a maioria aprovou a “palhaçada” de adotar pedágios para motocicletas. Aliás, rodovia que eu ando com pedágios a cada 40 km, sem qualquer recuperação, exceto as cabines de pedágio, estão a massacrar mais uma vez a população brasileira que roda pelas rodovias de são paulo. Vamos ajustar as contas com esse pessoal no dia 03 próximo. um abraço. antonio carlos -totó(52), Três Lagoas – MS

R: É meu caro. Cada povo tem o governo que merece. Hoje a internet é um aliado do consumidor para escolher um produto, assim como é um poderosa ferramenta para o cidadão não votar nos mesmos. Estamos há 16 anos sob um mesmo governo e tudo indica chegaremos aos 20 anos. Governo que na administração do Estado, constrói estradas com dinheiro público e passa para a iniciativa privada cobrar pedágio. Infelizmente o Estado mais rico do Brasil não é provido de cidadãos mais conscientes da nação, salvo exceções.


Boa tarde. Gostaria apenas de fazer uma pequena crítica com relação ao Editorial de 31/08/2010 “Divergência: Como pagar rodovias?”… SIMPLESMENTE PERFEITO!!!!!! Orgulho-me de ler matérias de níveis tão elevados e com fundamentos praticamente perfeitos. Muito obrigado! Felipe Rafael (31) Belo Horizonte – MG

R: Nós que agradecemos sua audiência e confiança.

Abraço a todos e não esqueçam: pilote equipado e defensivamente, afinal não há razão quando se ganha um lesão.